Hospital Municipal de Barueri pede doação de leite materno para bebês prematuros

Foto: Prefeitura Municipal de Barueri - SP. Secretaria de Comunicação Social.

Foto: Prefeitura Municipal de Barueri – SP. Secretaria de Comunicação Social.

O Hospital Municipal de Barueri (HMB) está intensificando a campanha para a captação de leite materno. Hoje, há cerca de 30 bebês que precisam deste alimento apenas no HMB. “Temos aqui bebês prematuros extremos, com menos de um quilo. Este leite é essencial para a sobrevivência destas crianças”, diz o médico Marco Antônio Cianciarullo, coordenador da UTI neonatal do HMB.

A captação é simples. Basta que a mulher vá até o Banco de Leite do HMB, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Lá, ela passará por exames (gratuitos), receberá orientações e terá o leite coletado. O processo é rápido. O leite será pasteurizado e armazenado. Só depois será dado aos bebês que estão no HMB. “Caso haja excedente, distribuiremos para a rede municipal”, informou a médica Lia Lopes, uma das responsáveis pela UTI neonatal do HMB.

O ideal, segundo Lia, é que sejam doados 13 litros por dia. “Estamos longe dessa meta. O HMB é o único da região que faz essa captação, e as crianças que nascem aqui precisam muito deste leite. Todos os partos que realizamos são de alto risco, e o leite é fundamental para fortalecer os bebês que, muitas vezes, nascem bastante enfraquecidos”, explicou.

A captação do leite é feita no 6° andar do HMB (rua Ângela Mirella, 354, Vila Porto, Barueri), de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Para mais informações, basta entrar em contato por meio do telefone 2575-3269.

Por que é importante doar leite materno?

Estudos demonstram que o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida pode evitar, anualmente, mais de 1,3 milhão de mortes de crianças menores de 5 anos apenas nos países em desenvolvimento. Os bebês até os seis meses não precisam de chás, sucos, outros leites, nem mesmo de água. Após essa idade, deverá ser dada alimentação complementar apropriada, mas a amamentação deve continuar até o segundo ano de vida da criança ou mais.

Amamentar os bebês imediatamente após o nascimento pode reduzir em 22% a mortalidade neonatal – aquela que acontece até o 28º dia de vida. No Brasil, do total de mortes de crianças com menos de 5 anos, 64% ocorrem no primeiro mês de vida. Apesar disso, o país reduziu em 77% a taxa de mortalidade na infância (menores de cinco anos), de acordo com o relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

No período de 1990 a 2012, o número de óbitos passou de 62 a cada mil nascidos vivos  para 14 mortes, nesta faixa etária. Com isso, o Brasil alcançou o índice de redução definido pelas metas dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM 4), em relação à mortalidade na infância, três anos antes do prazo estabelecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: