Foto de Barueri e Alphaville 12 de Abril de 2014

Barueri uma paixão bulevar 12.04.2014 Barueri uma paixão notuna alphaville 12.04.2014

Uma resposta

  1. Roosevelt da Silva Fernandes | Responder

    Mudanças Climáticas ⒠ O que isso pode afetar a sua vida?

    Há assuntos que vão e voltam, muitas das vezes como se fossem modismos, que acabamos por deixar de dar importância.

    Há outros, que mesmo que saibamos ser importantes, por não entender o que está se discutindo, acabamos por deixar que os que entendem promovam sua discussão, enquanto aguardamos a evolução dos fatos.

    Um bom exemplo é o da problemática das Mudanças Climáticas, dado ser um assunto técnico que, na maioria das vezes, quem o aborda , acaba usando uma linguagem que dificulta o entendimento dos não iniciados.

    De uma forma simples, o planeta passa por um processo de aquecimento e o calor adicional gerado (retido) está promovendo alterações no clima. As geleiras estão descongelando, a água gerada no processo de descongelamento está aumentado o nível dos oceanos, o clima passa por alterações sensíveis, isso para exemplificar com coisas que mesmos os nãos iniciados entendem com facilidade.

    A queima de combustíveis fósseis (petróleo e carvão), a queima das florestas, as emissões das indústrias e veículos, exemplos citados apenas para exemplificar, dado não serem as únicas fontes, produzem um gás denominado dióxido de carbono. Este gás já faz parte da composição da atmosfera do planeta (assegura beneficamente que o planeta mantenha a temperatura sobre a sua superfície), mas que em concentrações acima das originais gera uma retenção maior do calor, através do Efeito Estufa, (calor este que deveria ser dissipado para o espaço) o que está gerando o Aquecimento Global e as Mudanças Climáticas.

    Tal realidade ⒠ que pode estar passando despercebida pela sociedade (e não deveria) ⒠ está obrigando os países a adotarem medidas urgentes de adaptação às mudanças climáticas, tendo como base as posições ⒠ cada vez mais enfáticas ⒠ de pesquisadores que estão analisando a evolução do problema.

    Isso leva os governos dos diversos países ⒠ entre eles o Brasil ⒠ a implantar medidas de mitigação (redução do ritmo do processo) e adaptação (às condições já vivenciadas no planeta), ações que visam diminuir a vulnerabilidade das populações ao cenário posto.

    As mudanças climáticas deverão afetar mais as populações pobres das regiões tropicais do planeta. As estimativas indicam que a temperatura na América do Sul poderá subir entre 1,7 e 6,7 ºC. Na Região Nordeste do Brasil as estimativas indicam que as chuvas poderão diminuir em 22%. Para o Brasil pode-se esperar o aumento da frequência e intensidade dos períodos de secas persistentes, chuvas fortes e inundações e problemas ligados à falta de água em certas regiões.

    Haverá mudanças no uso da terra com reflexos negativos para as áreas agrícolas (agricultura extensiva e intensiva) pressionada que será pelo crescimento da demanda mundial por alimentos.

    Os resultados das pesquisas sobre as mudanças climáticas mostram situações irreversíveis e, como consequência, exigem a necessidade de propor / implantar medidas de adaptação a este novo cenário ambiental. A fase das ações de mitigação ⒠ pré-adaptação – está cada vez mais longe de assegurar os resultados esperados, pois os países não conseguiram fazer o que estava sendo recomendado como ações necessárias.

    Portanto, acredito que uma iniciativa possível e necessária seria a de inserir ⒠ de forma concreta – a sociedade nesta discussão.

    Uma proposta a ser levada aos plenários do CONSEMA e CERH (reunião conjunta) de modo a promover a estruturação de uma programa de inserção do tema junto à sociedade.

    No mínimo este programa deve conter: segmentos alvo da sociedade (escolas, igrejas, associações comunitárias, etc.), prós e contras dos cientistas frente ao Aquecimento Global, ações a serem apresentadas à sociedade (Princípio da Prevenção), os custos associados às mesmas e a definição de um grupo voluntariado para assegurar a sua implementação.

    Roosevelt S. Fernandes

    Membro do Conselho Estadual de Meio Ambiente / CONSEMA e do Conselho Estadual de Recursos Hídricos / CERH / ES

    Roosevelt@ebrnet.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: