Condomínios de luxo colocam região Oeste da Grande São Paulo em “ilha” de desenvolvimento

 

Bairro de Alphaville na Cidade de Barueri - SP. Foto de Júnior Holanda 2013 com direitos autorais.

Bairro de Alphaville na Cidade de Barueri – SP. Foto de Júnior Holanda 2013 com direitos autorais.

 

Bairros fazem com que as cidades figurem entre as áreas com menores índices de vulnerabilidade social .

Erica Celestini
(cotidiano@webdiario.com.br)

Embora cercadas por bolsões de pobreza, as cidades de Barueri, Carapicuíba, Santana de Parnaíba, Cotia e Osasco conseguem figurar, graças à presença de condomínios de luxo, dentre as áreas consideradas “ilhas” de desenvolvimento social na região Metropolitana de São Paulo. É o que aponta o estudo “Retrato Sócio Territorial da Metrópole”, divulgado esta semana pela Fundação Seade (Sistema Estadual  de Análise de Dados) e que aponta a desigualdade social na Grande São Paulo.

A pesquisa tem como base o IPVS (Índice Paulista de Vulnerabilidade Social), que divide as cidades do Estado em cinco grupos, de acordo com sua capacidade de equilibrar desenvolvimento econômico com bons índices sociais.

Nesse cenário, a Grande São Paulo, formada por 39 municípios, incluindo os da região Oeste, apresenta um contraste em relação ao Estado de São Paulo.  Nela estão 79,8% das pessoas que vivem em condições de altíssima vulnerabilidade social, o que pode ser trazido, na prática, como “extrema pobreza, e ainda 68,8% das que vivem em condições de baixíssima vulnerabilidade.

Na região Oeste, de acordo com o estudo, esse desiquilíbrio se repete. Graças à presença de condomínios fechados como Alphaville e Tamboré, que se espalham por Barueri e Santana de Parnaíba; Granja Vianna, que se dividem entre Cotia e Carapicuíba, e ainda a condomínios de alto luxo, ainda que não no sistema “fechado”, em Osasco, esse municípios estão nos grupos 2 e 3 do Estado,  considerados “ilhas” de desenvolvimento, com baixa vulnerabilidade social, embora também concentrem, em seu território, população em situação de pobreza.

Fonte: Jornal Diário da Região  http://www.webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=81775

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: