Arquivos Mensais: setembro \30\UTC 2013

Nova regra dará mais transparência na oferta de vagas em maternais na Cidade de Barueri/SP

Maternal em Barueri: Prefeitura tem novas regras para preenchimento de vagas . Foto: Secretaria de Comunicação Social de Barueri-SP.

Maternal em Barueri: Prefeitura tem novas regras para preenchimento de vagas . Foto: Secretaria de Comunicação Social de Barueri-SP.

 

Nova regra da Secretaria de Educação de Barueri dará mais transparência ao sistema de oferta de vagas nas escolas maternais mantidas pela Prefeitura. Caso o número de pedidos para matrícula seja maior que a oferta de vagas da escola maternal, a unidade fará um sorteio entre os inscritos para determinar quem terá direito a matricular seu filho.

 

A medida passa a valer já nos pedidos de matrícula para 2014, cujas inscrições – chamadas de “reserva de vaga” – acontecem de 7 a 15 de outubro.

 

A nova regra também garante atendimento apenas a moradores de Barueri, na medida em que regulamenta com mais rigor o sistema de reserva de vagas, evitando que pessoas de outros municípios ocupem vagas destinadas a munícipes baruerienses. Assim, será necessária a apresentação do Cartão Barueri no ato da inscrição, acompanhado de comprovante de endereço.

 

Também terão direito à reserva de vagas somente os pais que, no ato da inscrição, provarem que estão trabalhando – será necessária a apresentação de carteira de trabalho registrada e o último holerite; ou declaração de trabalho com firma reconhecida. Nas rematrículas subsequentes, o processo terá de ser refeito.

 

Os sorteios em cada escola maternal acontecem nos dias 23 de outubro (para unidades que atendem crianças de zero a 11 meses de idade) e 24 de outubro (para crianças de 1 a 3 anos de idade). Não haverá sorteio para unidades cujo número de reserva de vagas estiver compatível à oferta.

 

As crianças que acabarem não sorteadas entrarão numa lista de espera, cuja ordem de atendimento no caso de desistências ou transferências, obedecerá à ordem do sorteio.

 

As novas regras constam das Portarias nº 21 e nº 22, da Secretaria de Educação de Barueri, publicadas na edição de sábado, 28, do “Diário Oficial de Barueri”.

140 concursos com inscrições abertas somam 80 mil vagas no país

Foto Noturna do Bairro de Alphaville na cidade de Barueri em São Paulo. Foto de Júnior Holanda em 29.09.2013 às 10:45hrs.

Foto Noturna do Bairro de Alphaville na cidade de Barueri em São Paulo. Foto de Júnior Holanda em 29.09.2013 às 10:45hrs.

Salários chegam a R$ 22.791,16 no Tribunal de Contas da Paraíba. Só na Secretaria de Educação do Estado de SP são 59 mil vagas.

Do G1, em São Paulo

Pelo menos 140 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (30) e reúnem 79.346 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 22.791,16 no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba. Só na Secretaria de Educação do Estado de São Paulo são 59 mil vagas para professores.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Os órgãos que abrem as inscrições para 1.969 vagas são os seguintes: Câmara Municipal de Santa Rita de Minas (MG), governo de Minas Gerais, Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), Polícia Civil do Distrito Federal, Prefeitura de Araraquara (SP), Prefeitura de Bragança Paulista (SP), Prefeitura de Entre Rios do Oeste (PR), Prefeitura de Goiabeira (MG), Prefeitura de Maringá (PR), Prefeitura de Nova União (MG) e Prefeitura de Santa Rita de Cataguases (MG).

Instituição/Órgão Prazo Vagas Salário máximo Escolaridade Local de trabalho Edital
Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer) de Mato Grosso do Sul 08/10/13 51 R$ 3.745 nível médio e superior Mato Grosso do Sul veja edital
Assembleia Legislativa de Mato Grosso 03/11/13 430 R$ 6.057,93 nível médio e superior Mato Grosso veja edital
Autarquia do Ensino Superior de Garanhuns, em São José (PE) 20/10/13 24 R$ 27,97 por hora/aula nível superior São José (PE) veja edital
Câmara Municipal de Itupeva (SP) 13/10/13 12 R$ 2.189,11 nível fundamental e médio Itupeva (SP) veja edital
Câmara Municipal de Santa Rita de Minas (MG) 25/10/13 5 R$ 800 nível fundamental e médio Santa Rita de Minas (MG) veja edital
Câmara Municipal de Taubaté (SP) 11/10/13 27 R$ 9.565,45 todos os níveis Taubaté (SP) veja edital
Colégio Pedro II 08/10/13 117 R$ 3.138,70 nível médio e superior Rio de Janeiro veja edital
Companhia Energética do Piauí 14/10/13 92 R$ 5.763,00 todos os níveis Piauí veja edital
Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil 27/10/13 2.570 R$ 7.286,61 nível médio e superior Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins veja edital
Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia 06/10/13 34 e cadastro R$ 1.791,36 nível médio, técnico e superior Cerejeiras, Jaru, Ji-Paraná, Porto Velho, Rolim de Moura, Vilhena, Ariquemes, Buritis, Guajará-Mirim, Jaru e Ouro Preto do Oeste veja edital
Conselho Regional dos Representantes Comeciais do Rio Grande do Sul 13/10/13 cadastro de reserva R$ 1.418,05 nível médio Porto Alegre veja edital
Conselho Regional de Serviço Social de Minas Gerais 30/09/13 6 R$ 3.101,85 nível médio e superior Belo Horizonte, Uberlândia e Montes Claros veja edital
Consórcio Intermunicipal de Abrigo para Criança e Adolescente de Braço do Norte (SC) 21/10/13 16 R$ 1.800 todos os níveis Braço do Norte (SC) veja edital
Consórcio Intermunicipal de Saúde Costa Oeste do Paraná 04/10/13 27 R$ 6.915,18 todos os níveis Toledo (PR) veja edital
Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Ribeira 15/10/13 233 R$ 9.843,07 todos os níveis São Paulo veja edital
Departamento de Água e Esgoto de Americana (SP) 13/10/13 25 R$ 2.330,75 todos os níveis Americana (SP) veja edital
Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem do Rio Grande do Sul 30/09/13 100 R$ 5.269,68 nível médio/técnico e superior Rio Grande do Sul veja edital
Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares 20/10/13 702 R$ 7.744 médio/técnico e superior Uberaba (MG) veja edital
Empresa Municipal de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (SC) 17/10/13 52 R$ 4.483,35 nível médio e superior Balneário Camboriú (SC) veja edital
Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina 11/10/13 94 R$ 5.996,83 todos os níveis Santa Catarina veja edital
Exército 02/10/13 5 não informado nível superior Rio de Janeiro veja edital
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais 09/10/13 52 R$ 2.083,72 nível superior Minas Gerais veja edital
Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro 06/10/13 183 R$ 5.082 nível médio e superior Rio de Janeiro veja edital
Fundação Nacional de Saúde (Funasa) 07/10/13 336 R$ 8.300 nível superior todo o país veja edital
Fundação de Saúde Pública de Novo Hamburgo (RS) 07/10/13 15 R$ 1.130,52 nível médio e superior Novo Hamburgo (RS) veja edital
Governo de Minas Gerais 24/10/13 1.117 R$ 2.983,37 nível médio e superior Minas Gerais veja edital
Governo do Piauí 01/10/13 18 R$ 6 mil nível superior Piauí veja edital
Hospital São João Batista de Volta Redonda (RJ) 04/10/13 39 R$ 802,02 nível técnico e superior Volta Redonda (RJ) veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais 08/10/13 46 R$ 3.138,70 todos os níveis Minas Gerais veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará 07/10/13 106 R$ 3.138,70 todos os níveis Pará veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba 25/10/13 73 R$ 3.138,70 nível médio e superior Paraíba veja edital
Instituto Federal do Paraná 09/10/13 263 R$ 3.138,70 todos os níveis Assis Chateaubriand, Campo Largo, Cascavel, Curitiba, Ensino a Distância, Foz do Iguaçu, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Londrina, Palmas, Paranaguá, Paranavaí, Reitoria, Telêmaco Borba e Umuarama veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro 16/10/13 102 R$ 8.049,77 nível superior Rio de Janeiro veja edital
Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo 01/11/13 136 R$ 7.188,68 nível técnico e superior São Paulo e São José dos Campos veja edital
Marinha (1) 04/10/13 80 R$ 3 mil nível técnico Rio de Janeiro veja edital
Marinha (2) 28/10/13 71 não informado nível superior em medicina Salvador, Natal, Belém, Rio Grande (RS), Ladário (MS), Brasília e Rio de Janeiro veja edital
Ministério Público do Maranhão 30/09/13 25 não informado nível superior em direito Maranhão veja edital
Ministério Público de São Paulo 06/10/13 131 R$ 7.660,74 nível superior São Paulo veja edital
Ouvidoria-Geral de Minas Gerais 11/10/13 45 R$ 2.083,72 nível médio e superior Minas Gerais veja edital
Polícia Civil do Distrito Federal 14/10/13 300 R$ 7.890,05 nível superior Distrito Federal veja edital
Polícia Militar da Paraíba 30/09/13 30 R$ 5.156 nível médio Paraíba veja edital
Prefeitura de Americana (SP) 11/10/13 5 R$ 1.504,27 nível médio Americana (SP) veja edital
Prefeitura de Andorinha (BA) 02/10/13 56 R$ 2.200 todos os níveis Andorinha (BA) veja edital
Prefeitura de Aparecida de Goiânia (GO) 07/10/13 948 R$ 1.586,58 todos os níveis Aparecida de Goiânia (GO) veja edital
Prefeitura de Aracaju 06/10/13 64 R$ 2.010 nível médio e superior Aracaju veja edital
Prefeitura de Araçoiaba da Serra (SP) 13/10/13 111 R$ 1.628,79 todos os níveis Araçoiaba da Serra (SP) veja edital
Prefeitura de Araraquara (SP) (1) 17/10/13 36 R$ 10.167,90 nível fundamental e superior Araraquara (SP) veja edital
Prefeitura de Araraquara (SP) (2) 17/10/13 13 R$ 11,84 por hora nível médio e superior Araraquara (SP) veja edital
Prefeitura de Araras (SP) 03/10/13 132 R$ 2.654 todos os níveis Araras (SP) veja edital
Prefeitura de Arvoredo (SC) 09/10/13 6 R$ 3.575,66 todos os níveis Arvoredo (SC) veja edital
Prefeitura de Astorga (PR) 03/10/13 65 R$ 7.703,76 todos os níveis Astorga (PR) veja edital
Prefeitura de Bagé (RS) 24/10/13 221 R$ 526,68 nível fundamental e médio Bagé (RS) veja edital
Prefeitura de Balneário Arroio do Silva (SC) 22/10/13 86 R$ 7.968,27 todos os níveis Balneário Arroio do Silva (SC) veja edital
Prefeitura de Barra Longa (MG) 30/09/13 104 R$ 12.000 todos os níveis Barra Longa (MG) veja edital
Prefeitura de Bezerros (PE) 07/10/13 509 não informado todos os níveis Bezerros (PE) veja edital
Prefeitura de Bofete (SP) 03/10/13 111 R$ 3.004,80 todos os níveis Bofete (SP) veja edital
Prefeitura de Bom Despacho (MG) 16/10/13 91 R$ 1.364,63 nível superior Bom Despacho (MG) veja edital
Prefeitura e Câmara de Bom Jardim (RJ) 11/10/13 73 R$ 1.258,56 todos os níveis Bom Jardim (RJ) veja edital
Prefeitura de Bragança Paulista (SP) 30/10/13 164 R$ 3.984,33 todos os níveis Bragança Paulista (SP) veja edital
Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim (ES) 06/10/13 540 R$ 750 nível fundamental Cachoeiro de Itapemirim (ES) veja edital
Prefeitura de Cacoal (RO) (1) 13/10/13 272 R$ 5.875,10 todos os níveis Cacoal (RO) veja edital
Prefeitura de Cacoal (RO) (2) 13/10/13 30 R$ 1.500 nível médio e superior Cacoal (RO) veja edital
Prefeitura de Cafeara (PR) 09/10/13 16 e cadastro R$ 8.720.47 todos os níveis Cafeara (PR) veja edital
Prefeitura de Cajamar (SP) 07/10/13 40 R$ 942,16 nível fundamental Cajamar (SP) veja edital
Prefeitura de Camargo (RS) 02/10/13 14 e cadastro R$ 6.206,06 todos os níveis Camargo (RS) veja edital
Prefeitura de Catanduva (SP) 07/10/13 17 R$ 1.100 nível médio e superior Catanduva (SP) veja edital
Prefeitura de Catingueira (PB) 18/10/13 69 R$ 1.595,78 todos os níveis Catingueira (PB) veja edital
Prefeitura de Contagem (MG) 07/10/13 91 R$ 1.600 todos os níveis Contagem (MG) veja edital
Prefeitura de Corumbaíba (GO) 07/10/13 150 R$ 2.662 todos os níveis Corumbaíba (GO) veja edital
Prefeitura de Curitiba 06/10/13 60 R$ 15.544,44 nível superior em mecicina Curitiba veja edital
Prefeitura de Datas (MG) 30/09/13 68 R$ 3.322,77 todos os níveis Datas (MG) veja edital
Prefeitura de Dom Aquino (MT) 06/10/13 61 R$ 3 mil todos os níveis Dom Aquino (MT) veja edital
Prefeitura de Eldorado do Sul (RS) 04/10/13 29 R$ 5.382,87 todos os níveis Eldorado do Sul (RS) veja edital
Prefeitura de Embu das Artes (SP) 10/10/13 39 R$ 2.699,01 nível superior Embu das Artes (SP) veja edital
Prefeitura de Entre Rios do Oeste (PR) 17/10/13 43 R$ 1.950 todos os níveis Entre Rios do Oeste (PR) veja edital
Prefeitura de Farroupilha (RS) 14/10/13 52 R$ 6.117,34 todos os níveis Farroupilha (RS) veja edital
Prefeitura de Florianópolis 15/10/13 cadastro de reserva R$ 3.237,93 nível superior Florianópolis veja edital
Prefeitura de Fortaleza 14/10/13 1.000 R$ 1.923,07 nível médio Fortaleza veja edital
Prefeitura de Gilbués (PI) 11/10/13 58 R$ 8.000 todos os níveis Gilbués (PI) veja edital
Prefeitura de Goiabeira (MG) 30/10/13 78 R$ 1.567 todos os níveis Goiabeira (MG) veja edital
Prefeitura de Guararema (SP) 30/09/13 12 R$ 6.568,92 todos os níveis Guararema (SP) veja edital
Prefeitura de Guaratuba (PR) 04/10/13 557 R$ 7.206,68 todos os níveis Guaratuba (PR) veja edital
Prefeitura de Ijuí (RS) 30/09/13 22 R$ 7.108,76 todos os níveis Ijuí (RS) veja edital
Prefeitura de Ipaba (MG) 15/10/13 175 R$ 1.500 todos os níveis Ipaba (MG) veja edital
Prefeitura de Ipueiras (CE) 04/10/13 133 R$ 9.894,79 todos os níveis Ipueiras (CE) veja edital
Prefeitura de Ipueiras (TO) 24/10/13 68 R$ 4.000 todos os níveis Ipueiras (TO) veja edital
Prefeitura Itajubá (MG) 14/10/13 82 R$ 8.429,94 nível fundamental e médio Itajubá (MG) veja edital
Prefeitura de Itapevi (SP) 06/10/13 66 R$ 1.194,85 todos os níveis Itapevi (SP) veja edital
Prefeitura de Itarantim (BA) 04/10/13 202 R$ 2.500 todos os níveis Itarantim (BA) veja edital
Prefeitura de Itupiranga (PA) 20/10/13 584 R$ 1.890 todos os níveis Itupiranga (PA) veja edital
Prefeitura de João Câmara (RN) 02/10/13 12 R$ 2.000 nível médio e superior João Câmara (RN) veja edital
Prefeitura de Maravilha (SC) 04/10/13 46 R$ 2.247,92 todos os níveis Maravilha (SC) veja edital
Prefeitura de Maringá (PR) 21/10/13 31 R$ 9.275,78 todos os níveis Maringá (PR) veja edital
Prefeitura de Nova Guarita (MT) 11/10/13 40 R$ 7.900 todos os níveis Nova Guarita (MT) veja edital
Prefeitura de Nova União (MG) 10/10/13 24 R$ 2.561,50 todos os níveis Nova União (MG) veja edital
Prefeitura de Novo Horizonte (SP) 30/09/13 52 R$ 2.127,85 todos os níveis Novo Horizonte (SP) veja edital
Prefeitura de Olímpia (SP) 14/10/13 83 R$ 4.344,15 nível superior Olímpia (SP) veja edital
Prefeitura de Orizânia (MG) 16/10/13 110 R$ 1.207,50 todos os níveis Orizânia (MG) veja edital
Prefeitura de Orleans (SC) 15/10/13 29 R$ 1.756,77 nível médio e superior Orleans (SC) veja edital
Prefeitura de Pirassununga (SP) 14/10/13 116 R$ 7.006,60 todos os níveis Pirassununga (SP) veja edital
Prefeitura de Poranga (CE) 25/10/13 72 R$ 2.200 todos os níveis Poranga (CE) veja edital
Prefeitura de Porto Belo (SC) 24/10/13 26 R$ 7.539,64 todos os níveis Porto Belo (SC) veja edital
Prefeitura de Pratânia (SP) 06/10/13 34 R$ 1.699,48 todos os níveis Pratânia (SP) veja edital
Prefeitura de Rio Vermelho (MG) 02/10/13 112 R$ 2.208 todos os níveis Rio Vermelho (MG) veja edital
Prefeitura de Rolante (RS) 09/10/13 35 e cadastro R$ 3.223,68 todos os níveis Rolante (RS) veja edital
Prefeitura de Santa Rita de Cataguases (MG) 30/10/13 58 R$ 8.710,10 todos os níveis Santa Rita de Cataguases (MG) veja edital
Prefeitura de Santo Antônio da Barra (GO) 07/10/13 304 R$ 3.459,08 todos os níveis Santo Antônio da Barra (GO) veja edital
Prefeitura de Santa Cruz do Xingu (MT) 02/10/13 33 R$ 2.870,07 nível fundamental e médio Santa Cruz do Xingu (MT)
Prefeitura de Santa Gertrudes (SP) 02/10/13 50 R$ 1.707,63 todos os níveis Santa Gertrudes (SP) veja edital
Prefeitura de São João da Boa Vista (SP) 10/10/13 6 e cadastro R$ 2.648,66 todos os níveis São João da Boa Vista (SP) veja edital
Prefeitura de São Mateus (ES) 30/09/13 207 R$ 7.311,59 todos os níveis São Mateus (ES) veja edital
Prefeitura de São Roberto (MA) 09/10/13 112 R$ 3.000 todos os níveis São Roberto (MA) veja edital
Prefeitura de Serra Talhada (PE) 27/10/13 396 R$ 2.800 todos os níveis Serra Talhada (PE) veja edital
Prefeitura de Sete Lagoas (MG) 02/10/13 220 R$ 920,20 todos os níveis Sete Lagoas (MG) veja edital
Prefeitura de Sidrolândia (MS) 11/10/13 316 R$ 9.676,80 todos os níveis Sidrolândia (MS) veja edital
Prefeitura de Tangará da Serra (MT) 30/09/13 30 R$ 2.835,00 todos os níveis Tangará da Serra (MT) veja edital
Prefeitura de Treze Tílias (SC) 10/10/13 23 R$ 3.610,25 todos os níveis Treze Tílias (SC) veja edital
Prefeitura de Vespasiano (MG) 07/10/13 20 R$ 678 nível fundamental Vespasiano (MG) veja edital
Prefeitura de Videira (SC) 03/10/13 13 R$ 2.448,80 nível fundamental e superior Videira (SC) veja edital
Prefeitura de Wenceslau Braz (PR) 09/10/13 207 R$ 5.390,05 todos os níveis Wenceslau Braz (PR) veja edital
Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Reforma Agrária, Pesca e Aquicultura do Estado da Bahia 02/10/13 137 R$ 2.422,03 nível médio e superior Bahia veja edital
Secretaria de Educação do Distrito Federal 24/10/13 809 R$ 4.343,18 nível superior Distrito Federal veja edital
Secretaria de Estado da Educação de São Paulo 16/10/13 59 mil R$ 1.354,70 nível superior São Paulo veja edtal
Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania de Santa Catarina 23/10/13 320 não informado nível superior Santa Catarina veja edital
Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia (Sescoop-BA) 04/11/13 15 R$ 2.459,00 nível superior Bahia veja edital
Sistema Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais 16/10/13 392 R$ 2.983,37 nível superior Minas Gerais veja edital
Theatro Municipal do Rio de Janeiro 16/10/13 74 R$ 2.801,89 nível superior Rio de Janeiro veja edital
Tribunal de Contas do Estado da Bahia 14/10/13 45 R$ 12.053,64 nível superior Bahia veja edital
Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo 17/10/13 21 R$ 3.954,08 nível superior Espírito Santo veja edital
Tribunal de Contas do Estado da Paraíba 26/10/13 3 R$ 22.791,16 nível superior em direito Paraíba veja edital
Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (Espírito Santo) 17/10/13 23 e cadastro R$ 9.188,20 nível médio e superior Espírito Santo veja edital
Universidade Estadual de Ponta Grossa 02/10/13 95 R$ 8.502,24 nível superior Ponta Grossa (PR) veja edital
Universidade Federal do Ceará 06/10/13 41 R$ 3.511,70 todos os níveis Ceará veja edital
Universidade Federal de Lavras (MG) 09/10/13 33 R$ 1.912,99 nível médio e técnico Lavras (MG) veja edital
Universidade Federal do Piauí 30/09/13 49 R$ 8 mil nível superior Piauí veja edital
Universidade Federal de Rondônia 02/10/13 177 R$ 3.138,70 nível médio e superior Rondônia veja edital
Universidade Federal de Roraima 18/10/13 55 R$ 3.138,70 nível médio e superior Roraima veja edital
Universidade Federal de Santa Maria (RS) 04/10/13 27 R$ 3.138,70 nível médio e superior Santa Maria, Frederico Westphalen e Silveira Martins (RS) veja edital

Índice de analfabetismo para de cair e fica em 8,7%, diz Pnad

Mais da metade da população analfabeta do país está na região Nordeste. Sul e Sudeste apresentaram taxas de 4,4% e 4,8%, respectivamente.

Do G1, em São Paulo

Analfabetismo no Brasil (1992-2012) (VALE ESTE) (Foto: Editoria de arte/G1)

A taxa de analfabetismo no Brasil parou de cair. Segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) divulgada nesta sexta-feira (27), em 2012, a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade foi estimada em 8,7%, o que correspondeu ao contingente de 13,2 milhões de analfabetos. Em 2011, essa taxa foi de 8,6% e o contingente foi de 12,9 milhões de pessoas.

Esta é a primeira vez que a taxa de analfabetismo aumenta em 15 anos. A última vez que o índice subiu em relação ao ano anterior foi em 1997. A partir de então, o índice vinha apresentando queda constante.

Em relação aos dados regionais, em 2012, as regiões Sul e Sudeste apresentaram taxas de analfabetismo de 4,4% e 4,8%, respectivamente, tendo a região Sudeste mantido a mesma taxa que no ano anterior. Na região Centro-Oeste, a taxa foi de 6,7%. Na região Norte, o índice é de 10,0%.

A região Nordeste registrou taxa de analfabetismo de 17,4% entre as pessoas de 15 anos ou mais de idade em 2012, 0,5 ponto percentual acima da taxa de 2011 (16,9%). O Nordeste concentra mais da metade (54%) do total de analfabetos de 15 anos ou mais de idade do Brasil, um contingente que somava 7,1 milhões de pessoas. Mas analisando a evolução em 8 anos, a maior queda da taxa de analfabetismo foi verificada na região Nordeste, de 5,1 pontos percentuais (22,5%, em 2004, para 17,4%, em 2012).

No Centro-Oeste a taxa de analfabetismo das pessoas de 15 anos ou mais de idade passou de 6,3% em 2011 para 6,7% em 2012, o que também não foi estatisticamente significativo. No Brasil, a taxa foi estimada em 8,7%, frente a 8,6% em 2011 e 11,5% em 2004. Em 2012, havia no país 13,2 milhões de analfabetos com 15 anos ou mais de idade.

A taxa de analfabetismo no país tem se mostrado maior nos grupos de idades mais elevadas em todas as regiões. Entre aqueles que tinham de 15 a 19 anos de idade, a taxa foi de 1,2%, contra 1,6% entre os de 20 a 24 anos, 2,8% no grupo de 25 a 29 anos, 5,1% de 30 a 39 anos, alcançou 9,8% para as pessoas de 40 a 59 anos e foi de 24,4% entre os com 60 anos ou mais de idade.

selo Pnad analfabetismo (Foto: Editoria de arte/G1)

Para IBGE, só a próxima Pnad poderá confirmar aumento do analfabetismo. “Ao longo do tempo a tendência foi de redução como um todo,  com taxas em níveis estáveis entre a  população idosa. O resultado de 2012 não é significativo em relação a 2011, pode ter acontecido por conta da amostragem probabilística. No ano que vem é que se vai ver se a taxa permanece estável ou continua na tendência de queda”, disse a presidente do IBGE, Wasmália Bivar.

Em nota, o Ministério da Educação afirmou que “o analfabetismo de jovens e adultos vem sendo reduzido no Brasil — passou de 11,5% em 2004 para 8,7% em 2012”, e destacou que “na faixa de 15 a 19 anos, a Pnad de 2012 registra taxa de analfabetismo de 1,2%, muito inferior à média geral, o que demonstra a efetividade das políticas em curso para a educação básica”.

O MEC diz ainda que “na análise dos dados da Pnad deve-se considerar a dificuldade de identificar variações significativas no intervalo de um ano para outro, consideradas a metodologia usada e a natureza do fenômeno medido. Nesse caso, a análise da série temporal apresenta uma visão mais adequada do fenômeno em questão. O Ministério da Educação monitora com atenção os dados de evolução do analfabetismo no país e dará continuidade aos esforços no sentido de romper com o ciclo de produção do analfabetismo”.

Brasileiros sem instrução Ainda de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), diminuiu o número de brasileiros que não tem nenhuma instrução ou menos de um ano de estudo entre 2011 e 2012. Em 2011, 11,5% da população, o equivalente a 19,1 mihões de pessoas de 10 anos ou mais de idade se encaixam neste perfil. Um ano depois, a situação melhorou um pouco: as pessoas com até um ano de instrução representam 9% da população ou 15,1 milhão.

O estudo investiga dados sobre população, migração, educação, emprego, família, domicílios e rendimento. Foram ouvidas 362.451 pessoas em 147.203 domicílios. Segundo o IBGE, a população residente em 2011 no país era de 196,9 milhões.

Os maiores índices de pessoas de 10 anos ou mais de idade sem instrução se concentram na região Nordeste, seguida por Sudeste. Confira os números na tabela abaixo:

Pessoas sem instrução ou com menos de um ano de estudos
Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Brasil
2011 1.863.000 8.636.000 5.594.000 1.781.000 1.300.000 19.173.000
2012 1.385.000 7.082.000 4.268.000 1.335.000 1.058.000 15.128.000
Fonte: Pnad 2012/ IBGE

A pesquisa aponta também uma diminuição na taxa de analfabetismo funcional, representada pela proporção de pessoas de 15 anos ou mais com menos de quatro anos de estudo. Caiu de 20,4% (2011), para 18,3% (2012). No ano passado foram contabilizados 27,8 milhões de pessoas nestas condições.

Em contrapartida à ligeira recuperação nas taxas de brasileiros com pouco ou nenhum estudo, o índice de analfabetismo entre pessoas com 25 anos ou mais aumentou. Subiu de 10,6% em 2011 para 10,7% em 2012.

Ensino superior O percentual de pessoas com nível superior completo aumentou de 11,4%, em 2011, para 12,0%, em 2012. Assim, em 2012, havia 14,2 milhões de pessoas com nível superior completo, 6,5% a mais que em 2011.

Gil Arantes e Sindicato dos Professores travam braço-de-ferro

Centro da Cidade de Barueri/SP - Foto com direitos autorais de Júnior Holanda clicada em 12.02.2013 às 07:00Hrs.

Centro da Cidade de Barueri/SP – Foto com direitos autorais de Júnior Holanda clicada em 12.02.2013 às 07:00Hrs.

Professores não concordam com o reajuste de 10,25% anunciado pelo governo e pedem 12%

Maximiliano Soriani
(maximiliano@webdiario.com.br)

Anunciado na manhã de quarta-feira, 25, o reajuste salarial dos servidores públicos de Barueri em 10,25% parece não ter agradado a todas as categorias. Como adiantou no dia, o prefeito Gil Arantes frisou as negociações com o Siproem (Sindicato dos Professores de Barueri), que tem organizado protestos constantes na cidade.

Conforme avaliou Gil, o sindicato pediu reajuste de 12%, mas o índice estava além do possibilitado pela prefeitura. Em 13 de setembro, representantes da categoria e o prefeito se reuniram para negociações, mas os professores avisaram que não aceitariam valores abaixo da porcentagem proposta.

“O que me parece é que esse sindicato não quer diálogo. Eles querem pressionar por meio de manifestações, e não é assim que as coisas funcionam. Acho que conversando é que se chega a números que a prefeitura possa atender e também às reivindicações do funcionalismo, e foi o que aconteceu com o Sindicato dos Servidores”, disse Gil Arantes a respeito do Siproem.

Em 17 de setembro, uma comissão do Sindicato dos Professores fez um protesto na Câmara Municipal de Barueri. Na ocasião, o presidente Ademir Segura confirmou ao Diário da Região quais seriam as movimentações do grupo caso índice de 12% não fosse atendido. “Se não houver, por parte do prefeito, um índice (de reajuste), o movimento continua. Vamos continuar na rua, continuar protestando, até que o prefeito nos dê um índice de reajuste não inferior a 12%”, avisou. Porém, ele descarta hipótese de greve.

Na quarta-feira, dia do anúncio do reajuste, o Siproem promoveu um protesto na Rodovia Castelo Branco. Ademir Segura explica que a motivação foi pelo fato de o prefeito Gil Arantes ter informado o aumento primeiro à imprensa sem consultar o sindicato. “Para nós, essa posição não é oficial, foi um ‘susto’ e nos causou indignação. E nossa luta tem que continuar”, disse.

Gil Arantes tenta equilibrar a situação. Segundo ele, qualquer manifestação é um direito democrático e deve ser respeitado. Todavia, não pode se comprometer com um aumento que não pode oferecer.

“Não adianta prometer aumento que não poderei cumprir, como já aconteceu no passado”, referindo-se à gestão anterior. “Prometeram 17% e deram 6%, e não faço política desse jeito. Só estou anunciando hoje depois de muita discussão com a Secretaria de Finanças, com os secretários que apresentaram os orçamentos e com o Sindicato dos Servidores, e houve um entendimento”, complementou o prefeito barueriense.

Na sessão de terça-feira, 24, a Câmara votou o abono, mas na ocasião, o vereador Júnior Munhoz (PRP), aliado à base governista, também questionou a postura do Sindicato dos Professores. “Sou a favor de contemplar eles, de conseguir benefício aos professores, mas há manifestação de sindicatos que representam os interesses políticos da cidade”, acusou.

Dos 12 mil servidores que serão beneficiados com o aumento salarial, cerca de quatro mil são ligados à área da Educação. Metade do aumento oferecido será aplicado em janeiro, a outra metade, em julho.

Fonte de Informação: Jornal Diário da Região http://www.webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=80307

Prefeitura de Barueri inicia programa de jovens auxiliares de Saúde

Cidade de Barueri - São Paulo. Foto de Júnior Holanda em 31.08.2013.

Cidade de Barueri – São Paulo. Foto de Júnior Holanda em 31.08.2013.

No total, trinta estagiários da FIEB integrarão o programa “Posso Ajudar?” lançado na última segunda

Maximiliano Soriani
(maximiliano@webdiario.com.br)

Estudantes da FIEB (Fundação Instituto de Educação de Barueri) atuarão como auxiliares no acolhimento a pacientes em pronto-socorros Adulto e Infantil na cidade. Eles integram o programa “Posso Ajudar?”, lançado na segunda-feira, dia 23, pela prefeitura.

No total, serão 30 estagiários da FIEB que, antes de assumirem suas funções, passaram por treinamento de seis dias e foram orientados a respeito dos fluxos de atendimento dos prontos-socorros, direitos do paciente e SUS, entre outros temas. O estágio, que começa hoje, tem duração de um ano e pode ser prorrogável ao final do período.

A medida surgiu por meio de uma Indicação ao Executivo, proposta pelo vereador Celso Calegare (PDT) em julho, quando sugeriu a implantação de um programa de acolhimento aos usuários das unidades médicas da cidade.

Segundo ele, a ideia surgiu após algumas visitas às unidades da rede de Saúde da cidade. “Vejo que há uma dificuldade quando o munícipe chega, quer uma informação e não consegue. É uma forma de humanização. Às vezes, o cidadão chega com alguém doente, os médicos e enfermeiros estão atarefados e ele consegue a informação que precisa. É uma forma de ter um jovem para acolher o munícipe, encaminhar aos locais corretos, e também de proporcionar o primeiro emprego, para poder colocá-los no mercado de trabalho”, acrescenta o parlamentar pedetista.

A medida é uma parceria entre a Secretaria de Saúde e o Instituto Técnico de Barueri (ITB), e oferece remuneração aos estagiários. Conforme avaliou Calegare, esse é um estímulo para trazer mais agentes à rede de Saúde. “Ele vai estar à disposição da população e oferecer seu trabalho. Acredito que eles vão prestar um excelente serviço por serem jovens, trazerem sangue novo, e é disso que a população de Barueri está precisando, porque a área de Saúde ainda não está do jeito que o governo quer. Mas vai ficar, e por isso precisamos colocar esse trabalho em ação”, finaliza o vereador.

FONTE DE INFORMAÇÃO JORNAL DIÁRIO DA REGIÃO veja link Original da Matéria: http://www.webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=80259

 

Barueri lidera fechamento de vagas na região Oeste da Grande São Paulo

Barueri registrou o pior saldo de emprego regional e o 4ª mais baixo do Estado de São Paulo durante o mês de agosto. É o que apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Foto de Júnior Holanda em 23.09.2013.

Barueri registrou o pior saldo de emprego regional e o 4ª mais baixo do Estado de São Paulo durante o mês de agosto. É o que apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED). Foto de Júnior Holanda em 23.09.2013.

A cidade foi na contramão da tendência e cortou 268 postos, registrando o 4ª pior desempenho do Estado 

Barueri registrou o pior saldo de emprego regional e o 4ª mais baixo do Estado de São Paulo durante o mês de agosto. É o que apontam os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), divulgados na última sexta-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

De acordo com o levantamento, o mercado de trabalho da cidade perdeu, durante o mês passado, 268 vagas com carteira de trabalho assinada. Além dela, apenas outras duas cidades tiveram saldo negativo no período: Cotia, que fechou 69, e Pirapora do Bom Jesus, que eliminou 6 vagas.

Apesar do desempenho no vermelho desses três municípios, a região apresenta sinais de recuperação em termos de emprego formal. O saldo geral de agosto foi de 1113 vagas abertas, compensando em parte as 1130 fechadas em julho e que corresponderam ao pior desempenho de 2013 até agora.

O destaque positivo ficou com Jandira, que liderou a abertura de vagas, com 424. Esse resultado foi ainda o 17º melhor entre as cidades paulistas. Em seguido lugar aparece Santana de Parnaíba, com 394, seguida por Osasco, com 360. Também abriram postos de trabalho, no mês passado, Itapevi (185) e Carapicuíba (93).

Erica Celestini
(cotidiano@webdiario.com.br)

FONTE: JORNAL DIÁRIO DA REGIÃO  veja link: http://www.webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=80222

Trabalho infantil cai 68% em 12 anos e afeta 10,6% das crianças do mundo

Número caiu de 245 milhões em 2000 para 168 milhões em 2012, diz OIT. Crianças em trabalho perigoso diminuiu pela metade neste período.

Do G1, em São Paulo

Globo Repórter - Trabalho Infantil (Foto: Rede Globo)Trabalho Infantil (Foto: Rede Globo)

O número de crianças envolvidas no trabalho infantil caiu 68% em 12 anos, indo de 246 milhões no ano 2000 para 168 milhões em 2012, segundo relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgado nesta segunda-feira (23). Este número de crianças envolvidas no trabalho infantil representa 10,6% do total de crianças de 5 a 17 anos.

Além disso, a pesquisa aponta que o número total de crianças envolvidas em trabalho perigoso sofreu uma redução de mais de metade, caindo de 171 milhões em 2000 para 85 milhões em 2012, o que representa 5,4% do total de crianças.

A maioria das crianças que trabalham estão em atividades ligadas à agricultura, com 98 milhões (59%), seguido pelo setor de serviços, com 54 milhões (33%) e da indústria 12 milhões (8%).

O estudo indica também que em 2012 foram registradas 99,8 milhões de meninos e 68,2 milhões de meninas de 5 a 17 anos no trabalho infantil. Mas a OIT alerta que esses números podem subestimar o envolvimento das meninas no trabalho infantil relativamente ao dos meninos, por não incluírem o seu envolvimento em tarefas domésticas.

Veja os números do trabalho infantil pelo mundo em 2012
Total de crianças Trabalho infantil Trabalho perigoso
Mundo (5-17 anos) 1.585.566.000 167.956.000 10,6% 85.344.000 5,6%
(Sexo) Meninos 819.877.000 99,766.000 12,2% 55.048.000 6,7%
(sexo) Meninas 765.690.000 68.190.000 8,9% 30.296.000 4,0%
(Região) Ásia-Pacífico 835.334.000 77.723.000 9,3% 33.860.000 4,1%
(Região) América Latina e Caribe 142.693.000 12.505.000 8,8% 9.638.000 6,8%
(Região) África Subsaariana 275.397.000 59.031.000 21,4% 28.767.000 10,4%
(Região) Oriente Médio e Norte da África 110.411.000 9.244.000 8,4% 5.224.000 4,7%
Fonte: Relatório ‘Medir o progresso na luta contra o trabalho infantil’, OIT, 2013

O estudo não cita o Brasil nominalmente. Ddados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados no ano passado indicam que o Brasil tem 3,7 milhões de crianças envolvidas no trabalho infantil, o que representa 8,6% das crianças de 5 a 17 anos.

O relatório da OIT indica que a América Latina teve uma redução modesta nos últimos 12 anos. O maior número absoluto de crianças trabalhadoras encontra-se na região da Ásia e Pacífico (quase 78 milhões), mas a África subsaariana continua sendo a região com a incidência mais alta de trabalho infantil: 21%.

Segundo a OIT, este recente progresso representa notícias promissoras, já que existiam receios de que as dificuldades sociais provocadas pela crise econômica mundial de 2008 e  2009 e suas consequencias criariam as condições para um aumento no número de famílias recorrendo ao trabalho infantil para fechar as contas domésticas.

A organização acredita que o fato de a maioria das economias em desenvolvimento terem conseguido se recuperar em pouco tempo, ainda que lentamente, contribuiu para que o trabalho infantil não ter crescido nos últimos anos.

O relatório identifica várias ações que têm impulsionado os progressos na luta contra o trabalho infantil nos últimos anos. “As decisões políticas e os investimentos correspondentes em educação e proteção social são particularmente importantes na diminuição do trabalho infantil”, diz a OIT.

Mundo terá 342 milhões de pessoas em situação de pobreza extrema em 2030

  • Previsão está em relatório que será apresentado na Assembleia Geral da ONU  nesta segunda-feira

Lucianne Carneiro (Facebook · Twitter)

Publicado:22/09/13 – 20h01
Atualizado:22/09/13 – 22h55

Assembleia Geral da ONU, em Nova York, onde relatório sobre pobreza será apresentado
Foto: AFP/STAN HONDA
Assembleia Geral da ONU, em Nova York, onde relatório sobre pobreza será  apresentado AFP/STAN HONDA

Mesmo no cenário mais otimista de crescimento da economia e de diminuição da  desigualdade de renda no mundo não deve ser possível zerar a pobreza extrema até  2030, como é a meta da Organização das Nações Unidas (ONU). Estimativa presente  no relatório “Investimentos para acabar com a pobreza”, da organização  independente Iniciativas do Desenvolvimento, prevê que o número de pessoas em  situação de pobreza extrema será de 342 milhões em 2030. No cenário mais  pessimista, diz o relatório, este número poderá alcançar 1,04 bilhão. E, na  melhor das hipóteses, será de 107,9 milhões, diz o estudo, citando dados do  Brookings Institution.

O relatório será apresentado nesta segunda-feira, na Assembleia Geral da ONU,  em Nova York.

Pobreza extrema é considerada aquela em que a pessoa vive com menos de US$  1,25 por dia. Uma das oito Metas de Desenvolvimento do Milênio, estabelecidas  pela ONU em 2000, era reduzir pela metade a população em pobreza extrema até  2015. O texto diz que o objetivo foi alcançado em 2010, antes do prazo. Em 2012,  na Rio+20, alguns líderes mundiais sugeriram como nova meta a erradicação da  pobreza extrema até 2030, proposta que foi aceita pela ONU.

O relatório aponta que a África Subsaariana deve passar o Sudeste da Ásia  como a região com maior número de miseráveis do mundo. Em 2010, eram 414 milhões  de pessoas, ou 34% de toda a população em pobreza extrema na África Subsaariana,  contra 507 milhões no Sudeste da Ásia. Em 2030, a previsão é que a África  Subsaariana ainda tenha 275 milhões no grupo, ou 80% dos miseráveis no mundo. Já  o Sudeste da Ásia deve ter recuo expressivo no número de miseráveis, para 46,3  milhões de pessoas.

“É improvável que apenas o crescimento econômico nos leve a zerar a pobreza  extrema a tempo. Crescimento será crítico para reduzir a pobreza, mas não rápido  nem inclusivo o suficiente. Mesmo nos melhores cenários, ainda teremos mais de  100 milhões de pessoas na pobreza extrema em 2030”, diz o relatório.

Governos gastam US$ 5,9 tri

Os governos dos países em desenvolvimento gastaram US$ 5,9 trilhões em  programas para reduzir a pobreza em 2011, mostra o estudo. O valor é quase o  triplo dos US$ 2,1 trilhões de recursos internacionais recebidos por esses  países naquele ano.

O relatório aponta que os gastos dos governos têm aumentando  significativamente. Mais da metade dos países em desenvolvimento viu essas  despesas crescerem mais de 5% entre 2000 e 2011. Na outra metade dos países, a  média de crescimento foi de 2,5%. Ainda assim, os países mais pobres continuam a  enfrentar limitações de recursos. Cerca de 82% dos pobres do mundo vivem em  países em que o gasto do governo por pessoa são menores que US$ 1 mil (em  paridade de poder de compra).

Uma das principais fontes de recursos para a redução da pobreza vem da ajuda  oficial ao desenvolvimento (ODA, na sigla em inglês). O valor chegou a US$ 148,4  bilhões em 2011 e cerca de dois terços vêm de cinco países: Estados Unidos,  Reino Unido, Alemanha, França e Japão.

O Brasil é o quarto maior doador desse tipo de ajuda entre os países que não  fazem parte da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimenot Econômico  (OCDE), com US$ 1 bilhão em 2010. Ao mesmo tempo, foi o 40º países que mais  recebeu esses recursos, no montante de US$ 1 bilhão também.

Leia mais sobre esse assunto em  http://oglobo.globo.com/economia/mundo-tera-342-milhoes-de-pessoas-em-situacao-de-pobreza-extrema-em-2030-10089210#ixzz2fiNNMIAi © 1996 – 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

Funasa e 17 órgãos abrem inscrições para 3,8 mil vagas

Aniversário de 40 Anos do Bairro de Alphaville em Barueri-SP. Foto de Júnior Holanda em 22.09.2013 às 11:10hrs

Aniversário de 40 Anos do Bairro de Alphaville em Barueri-SP. Foto de Júnior Holanda em 22.09.2013 às 11:10hrs

Os salários chegam a  R$ 15.544,44 na Prefeitura de Curitiba. Outros órgãos são Funasa e Universidade Federal do Ceará, Lavras e RO.

Do G1, em São Paulo

Pelo menos 18 órgãos públicos abrem inscrições na segunda-feira (23) para o total de 3.821 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a  R$ 15.544,44 na Prefeitura de Curitiba.

Os órgãos que abrem as inscrições são os seguintes: Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Prefeitura de Aparecida de Goiânia (GO), Prefeitura de Bagé (RS), Prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim (ES), Prefeitura de Corumbaíba (GO), Prefeitura de Curitiba, Prefeitura de Eldorado do Sul (RS), Prefeitura de Itarantim (BA), Prefeitura de Nova Olinda do Norte (AM), Prefeitura de Olímpia (SP), Prefeitura de Poranga (CE), Prefeitura de Santa Gertrudes (SP), Prefeitura de Simões Filho (BA), Prefeitura de Vespasiano (MG), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia (Sescoop-BA), Universidade Federal do Ceará, Universidade Federal de Lavras (MG) e Universidade Federal de Rondônia.

Instituição Inscrições Total de vagas Salário máximo Escolaridade Local de trabalho Mais
Fundação Nacional de Saúde (Funasa) 23/09/13 a 07/10/13 336 R$ 8.300 nível superior todo o país veja edital
Prefeitura de Aparecida de Goiânia (GO) 23/09/13 a 07/10/13 948 R$ 1.586,58 todos os níveis Aparecida de Goiânia (GO) veja edital
Prefeitura de Bagé (RS) 23/09/13 a 24/10/13 221 R$ 526,68 nível fundamental e médio Bagé (RS) veja edital
Prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim (ES) 23/09/13 a 06/10/13 540 R$ 750 nível fundamental Cachoeiro do Itapemirim (ES) veja edital
Prefeitura de Corumbaíba (GO) 23/09/13 a 07/10/13 150 R$ 2.662 todos os níveis Corumbaíba (GO) veja edital
Prefeitura de Curitiba 23/09/13 a 06/10/13 60 R$ 15.544,44 nível superior em medicina Curitiba veja edital
Prefeitura de Eldorado do Sul (RS) 23/09/13 a 04/10/13 29 R$ 5.382,87 todos os níveis Eldorado do Sul (RS) veja edital
Prefeitura de Itarantim (BA) 23/09/13 a 04/10/13 202 R$ 2.500 todos os níveis Itarantim (BA) veja edital
Prefeitura de Nova Olinda do Norte (AM) 23/09/13 a 27/09/13 598 R$ 3.810 todos os níveis Nova Olinda do Norte (AM) veja edital
Prefeitura de Olímpia (SP) 23/09/13 a 14/10/13 83 R$ 4.344,15 nível superior Olímpia (SP) veja edital
Prefeitura de Poranga (CE) 23/09/13 a 25/10/13 72 R$ 2.200 todos os níveis Poranga (CE) veja edital
Prefeitura de Santa Gertrudes (SP) 23/09/13 a 02/10/13 50 R$ 1.707,63 todos os níveis Santa Gertrudes (SP) veja edital
Prefeitura de Simões Filho (BA) 23/09/13 a 27/09/13 246 R$ 8.000 todos os níveis Simões Filho (BA) veja edital
Prefeitura de Vespasiano (MG) 23/09/13 a 07/10/13 20 R$ 678 nível fundamental Vespasiano (MG) veja edital
Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado da Bahia (Sescoop-BA) 23/09/13 a 04/11/13 15 R$ 2.459,00 nível superior Bahia veja edital
Universidade Federal do Ceará 23/09/13 a 06/10/13 41 R$ 3.511,70 todos os níveis Ceará veja edital
Universidade Federal de Lavras (MG) 23/09/13 a 09/10/13 33 R$ 1.912,99 nível médio e técnico Lavras (MG) veja edital
Universidade Federal de Rondônia 23/09/13 a 02/10/13 177 R$ 3.138,70 nível médio e superior Rondônia veja edital

Confira mapa com 10.784 vagas na Grande São Paulo

Alphaville Alameda Rio Negro na Cidade de Barueri - SP. Foto de Júnior Holanda.  2013

Alphaville Alameda Rio Negro na Cidade de Barueri – SP. Foto de Júnior Holanda. 2013

saiba mais

A região metropolitana de São Paulo tem o total de 10.784 vagas abertas nesta semana, sendo 239 para deficientes, oferecidas pelo Centro de Solidariedade ao Trabalhador (CST), centro de intermediação de mão de obra localizado na cidade de São Paulo. Todas as quartas-feiras, o G1 publica os dados do emprego na região metropolitana do Rio de Janeiro e na Grande São Paulo.

Um subtotal de 9.342 vagas se destina a candidatos que tenham fácil acesso ou residam perto do local de trabalho, uma preferência dos empregadores – veja na tabela abaixo a relação de todos os cargos por áreas (operacional, administrativa e técnica), os requisitos exigidos e os salários mínimos e máximos em cada função.

Mapa de empregos de SP 11-09 (Foto: Arte/G1)

Na Grande São Paulo, são 1.203 chances para candidatos das cidades de Guarulhos, Osasco e do ABC.

Não há um prazo para inscrição. A seleção é feita até o preenchimento das vagas. Por isso, é recomendado que os candidatos compareçam às unidades do CST o quanto antes.

De acordo com o Centro de Solidariedade ao Trabalhador, as vagas da área administrativa são preenchidas mais rapidamente que as demais devido à grande procura.

Centro O Centro oferece 3.459 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são operador de telemarketing (1.325), analista de cobrança (210) e auxiliar de limpeza (169).

Há ainda 43 vagas para ajudante de cozinha (R$ 880) e 143 para operador de caixa (média de R$ 975).
Zona Sul Na Zona Sul são 3.268 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são operador de telemarketing (225), auxiliar de limpeza (100) e porteiro (90).

Há ainda 50 vagas para vigilante (R$ 1.024), 20 para operador de caixa (R$ 933),  2 para auxiliar de manutenção predial (R$ 920) e 2 para encanador (R$ 1.500).

Zona Leste Na Zona Leste são 1.441 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são atendente (327), operador de telemarketing (246) e repositor de mercadorias (95).

Há ainda 20 vagas para vendedor (R$ 933),  35 para operador de caixa (R$ 1.047), 10 para oficial de manutenção (a combinar) e 10 para auxiliar de manutenção de autos (R$ 830).
Zona Oeste Na Zona Oeste são 783 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são operador de telemarketing (70), auxiliar de limpeza (60) e cozinheiro (40).
Há ainda 5 vagas para operador de caixa (R$ 922), 18 para fiscal de loja (média de R$ 922), 2 para técnico de edificações (R$ 1 mil) e 2 para técnico de automação industrial (a combinar).
Zona Norte Na Zona Norte são 391 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são repositor de mercadorias (29), auxiliar de limpeza (28) e vendedor (20).
Há ainda 7 vagas para operador de caixa (R$ 932) e 8 para porteiro (R$ 910).

Regiões Cargos operacionais Cargos administrativos Cargos técnicos
Centro Operador de telemarketing (1.325)
Requisitos:
ensino médio completo e incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 678 e R$ 1.183
Auxiliar de limpeza (169)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 840
Atendente (166)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 800
Analista de cobrança (210)
Requisitos:
ensino médio completo (não é necessário ter experiência)
Salário: R$ 700
Recepcionista (22)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.111
Auxiliar de contas a pagar (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.100
Auxiliar de enfermagem (100)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Pedreiro (25)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Auxiliar de manutenção predial (19)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 862
Zona Sul Operador de telemarketing (225)
Requisitos:
ensino médio incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 700
Auxiliar de limpeza (100)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 702 e R$ 885
Porteiro (90)
Requisitos:
ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 678 e R$ 1.200
Estoquista (60)
Requisitos:
ensino superior incompleto (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Tesoureiro (25)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 954
Assistente de faturamento (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1 mil
Pedreiro (24)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Mecânico de autos (22)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Eletricista (20)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Zona Leste Atendente (327)
Requisitos:
ensino médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 750 e R$ 1.235
Operador de telemarketing (246)
Requisitos:
ensino médio completo (não é necessário ter experiência)
Salário: R$ 683
Repositor de mercadorias (95)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 922
Auxiliar de contas a pagar (20)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 921
Auxiliar de estoque (17)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 930
Auxiliar de faturamento (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 921
Serralheiro (20)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.500
Projetista de móveis (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Mecânico de refrigeração (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.700
Zona Oeste Operador de telemarketing (70)
Requisitos:
ensino médio completo (não é necessário ter experiência)
Salários: R$ 678
Auxiliar de limpeza (66)
Requisitos:
ensino fundamental completo e incompleto (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 755 e R$ 839
Cozinheiro (40)
Requisitos:
ensino fundamental incompleto (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Não há Eletricista (11)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Mecânico de refrigeração (10)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Auxiliar de manutenção predial (10)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.033
Zona Norte Repositor de mercadorias (29)
Requisitos:
ensino médio incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 757
Auxiliar de limpeza (28)
Requisitos:
ensino fundamental completo (não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 755
Vendedor (20)
Requisitos:
ensino fundamental incompleto (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 1.100
Não há Fresador (10)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
Operador de empilhadeira (9)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.200
Operador de microcomputador (5)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.108

Como se candidatar Os interessados nas vagas do Centro de Solidariedade ao Trabalhador devem comparecer aos endereços abaixo com carteira profissional, RG, CPF, certificado de escolaridade e currículo.

Centro de Solidariedade ao Trabalhador de São Paulo
Região central
Rua Galvão Bueno, 782 – Liberdade
Zona Sul
Rua Barão do Rio Branco, 864 – Santo Amaro
Estrada de Itapecerica, 3.770
O horário de atendimento é das 7h às 16h, de segunda a sexta-feira