Arquivos Mensais: dezembro \30\UTC 2012

Deputado Estadual Gil Arantes toma posse como Novo Prefeito Eleito de Barueri para Mandato de 2013-2016

Público presente na posse do Novo Prefeito de Barueri Gil Arantes - Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:41

Público presente na posse do Novo Prefeito de Barueri Gil Arantes – Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:41

Posse do Novo Prefeito de Barueri Gil Arantes - Foto de Junior Holanda em 01.01.2013

Posse do Novo Prefeito de Barueri Gil Arantes – Foto de Junior Holanda em 01.01.2013

Prefeito Eleito Gil Arantes chega para posse em 01.01.2013

Prefeito Eleito Gil Arantes chega para posse em 01.01.2013 – Foto Bonny Barueri

Chegada do Vice-Prefeito Eleito de Barueri Dr. Jaques Munhoz em 01.01.2013

Chegada do Vice-Prefeito Eleito de Barueri Dr. Jaques Munhoz em 01.01.2013 – Foto Bonny Barueri

Posse do Novo Prefeito Eleito de Barueri Gil Arantes e Esposa juntamente com seu Vice Prefeito Dr. Jaques Munhoz esposa e Filho. em 01.01.2013

01.01.2013 Foto Bonny – Barueri

 

População aguarda liberação de entrada na Câmara Municipal de Barueri para assistir posse do Novo Prefeito eleito de Barueri Mandato 2013-2016 Gil Arantes e seu Vice Dr. Jaques Munhoz. Foto de Junior Holanda em 01.01.2013 às 13:44

População aguarda liberação de entrada na Câmara Municipal de Barueri para assistir posse do Novo Prefeito eleito de Barueri Mandato 2013-2016 Gil Arantes e seu Vice Dr. Jaques Munhoz. Foto de Junior Holanda em 01.01.2013 às 13:44 – Clique na Foto e veja em panorâmica HD 16.2

Vereadores Eleitos mandato 2013-2016 Dr. Antonio e Dr. Munhoz Júnior - Foto de Júnior Holanda 01.01.2013

Vereadores Eleitos mandato 2013-2016 Dr. Antonio e Dr. Munhoz Júnior – Foto de Júnior Holanda 01.01.2013

Posse do Prefeito Eleito Gil Arantes 01.01.2013 às 15:18hra.

Posse do Prefeito Eleito Gil Arantes 01.01.2013 às 15:18hra.

Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:18

Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:18

Público presente na posse do Novo Prefeito Eleito de Barueri Gil Arantes - Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:43

Público presente na posse do Novo Prefeito Eleito de Barueri Gil Arantes – Foto de Júnior Holanda em 01.01.2013 às 15:43 Imagem em HD Clique

Foto de Júnior Holanda 01.01.2013.

Foto de Júnior Holanda 01.01.2013.

Foto de Campanha 2012 publicada no Facebook.

Foto de Campanha 2012 publicada no Facebook.

barueri dados oficiais 2012 gráfico Outubro G1

Posse será agora dia 01 de Janeiro de 2013 na Câmara Municipal de Barueri/SP. Novo Prefeito de Barueri para o mandato de 2013 – 2016 quer uma Barueri Unida para os Novos desafios. Já estamos na Câmara Municipal de Barueri; neste momento, são 14:07 do dia 01 de Janeiro de 2013. O que Observamos é uma participação popular muito grande na posse do Novo Prefeito Gil Arantes  e do seu Vice Dr. Jaques. Desde as 13:00Hrs não para de chegar munícipes. Mais tarde postaremos fotos destes momentos.

Cerca de 90 concursos devem oferecer mais de 75 mil vagas em 2013

Sete ministérios já têm aval para fazer seleções para 3.516 vagas. Banco Central, INSS, PF e PRF aguardam autorização.

Marta CavalliniDo G1, em São Paulo

O número de vagas previstas para 2013 em órgãos de nível federal e estadual, além de capitais, chega a 75.103, segundo levantamento feito pelo G1, sem contar as instituições que lançarão concursos para cadastro de reserva, isto é, quando os aprovados são chamados conforme a necessidade do órgão.

Entre as vagas levantadas estão cargos que foram criados e oportunidades que já foram autorizadas ou aguardam autorização dos respectivos órgãos competentes.

Correios, Banco Central e PRF devem abrir concursos em 2013 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Correios, Banco Central e PRF devem abrir concursos em 2013 (Foto: Reprodução/TV Globo)

Entre os concursos mais esperados do ano estão os do Banco Central, Correios e Ministério da Saúde. Os dois últimos já foram autorizados pelo Ministério do Planejamento a realizar seleção. Já o Banco Central aguarda aval para lançar concurso para pelo menos 1.090 vagas em 2013 – o pedido é para 1.850 vagas a serem preenchidas até 2014.

Sete ministérios tiveram concursos autorizados pelo governo federal: Ministério das Cidades, Ministério da Cultura, Ministério da Fazenda, Ministério da Integração Nacional, Ministério da Justiça, Ministério do Planejamento e Ministério da Saúde – para 2,5 mil e 265 vagas.

Já a Defensoria Pública da União, o Ministério da Agricultura, o Ministério do Trabalho e Emprego, o Ministério das Relações Exteriores, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) aguardam autorização do Ministério do Planejamento para abrir as seleções.
A diretora-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Maria Alice Nascimento Souza, apresentou à Casa Civil da Presidência projeto para ter mais 4,5 mil policiais até 2014 – 1,5 mil a cada ano. Segundo o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, os servidores da PRF serão lotados nas fronteiras. Os estados participantes do Plano Estratégico de Fronteiras do governo federal são Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já a Polícia Federal, apesar de estar com um concurso suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que considera que os concursos do órgão devem reservar vagas para deficientes, também tem um pedido de 1,2 mil vagas no Planejamento para delegado, escrivão e agente.
No caso das agências reguladoras do governo federal, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) teve autorização para 82 vagas, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para 165 vagas e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para 135 vagas. Já a Agência Nacional do Cinema (Ancine) aguarda aval do Planejamento.

A Petrobras também deve lançar concurso para cargos de nível médio/técnico e superior. Até o final de 2015, a Petrobras pretende atingir um efetivo de 76 mil empregados – um aumento de aproximadamente 30% em relação ao efetivo atual, que é de cerca de 58.500 empregados. Deverão ser admitidos nos próximos quatro anos mais de 22 mil pessoas para dar suporte aos projetos previstos no Plano de Negócios da companhia.
Em alguns concursos, a organizadora já está definida, como é o caso do Ministério da Fazenda, Ministério da Integração Nacional e Ministério da Saúde.
Orçamento para até 42 mil vagas O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão informou que em 2013 haverá margem orçamentária para preencher por meio de concurso público até 37 mil vagas no âmbito federal. Nesse total entram vagas para concursos já realizados que aguardam o primeiro provimento e vagas para novos concursos. No orçamento de 2013 também estão reservados outros 5.946 cargos para a substituição de terceirizados em desacordo com a legislação.
De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, para efeito de autorização de concursos e provimentos serão prioritárias as seguintes áreas: Social, Desenvolvimento Econômico, Produtivo e Ambiental, Articulação Governamental e Gestão, Infraestrutura, Regulação, Política Externa e Defesa Nacional.
Para que novos concursos sejam realizados, é preciso que projetos de lei que criam as vagas nos órgãos federais sejam aprovados pela Câmara e Senado e depois sancionados pela Presidência, para então passar pelo aval do Planejamento. Muitos cargos que são aprovados pelo Legislativo e Executivo acabam sendo preenchidos ao longo dos anos, de forma gradual, sempre condicionados à autorização na lei orçamentária anual.
No começo de dezembro, a Câmara dos Deputados aprovou três projetos de lei que criam cerca de 10 mil cargos no âmbito do Executivo Federal. As propostas serão encaminhadas para votação no Senado e depois para sanção da presidente Dilma Rousseff.
O projeto de lei 4.365/2012 prevê a criação de mais de 7 mil cargos em 10 agências reguladoras, entre elas a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Agência Nacional de Águas (ANA) e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Já o projeto de lei 2.205/2011  prevê criação de quase 3 mil cargos para Polícia Rodoviária Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Ministério da Integração Nacional, Superintendência da Zona Franca de Manaus, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Ibama, entre outros órgãos. Outro projeto de lei cria 789 cargos de defensor público federal.

Veja abaixo vagas, cargos, salários e organizadoras de concursos previstos:
Advocacia-Geral da União
– 560 vagas para advogado geral da União (nível superior) Salário: R$ 15 mil
Aeronáutica – 13 vagas para professor da carreira de magistério superior, 19 vagas para analista júnior, 28 vagas para tecnologista júnior, 21 vagas para tecnologista pleno e 9 vagas para pesquisador assistente (nível superior) – 60 vagas para assistente em ciência e tecnologia e 104 vagas para técnico (nível médio) Salário: de R$ 2,5 mil a R$ 7 mil
Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul (Agergs) – 6 vagas e formação de cadastro de reserva para analista em informática, advogado, contador, economista, engenheiro civil, engenheiro ambiental e sanitarista (ou sanitarista ou ambiental), engenheiro eletricista, engenheiro mecânico, jornalista e estatístico (nível superior) e para auxiliar técnico (nível médio) Salários: de R$ 1.770,45 a R$ 5.125,30 Organizadora: Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH)
Agência Nacional do Cinema (Ancine) – 62 vagas para analista administrativo e especialista em regulação (nível superior) Salário: R$ 10 mil
Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) – 26 vagas para especialista em regulação de saúde suplementar e 31 para analista administrativo (nível superior) – 3 vagas para técnico em regulação de saúde suplementar e 22 para técnico administrativo (nível médio) Salários: R$ 5 mil para técnicos e R$ 10 mil para especialista e analista

Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – 63 vagas para especialistas em regulação de serviços de transportes terrestres e 17 vagas para analista administrativo (nível superior) – 45 vagas para técnico em regulação de serviços de transportes terrestres e 10 vagas para técnico administrativo (nível médio) Salários: R$ 10.019,20 para especialista, R$ 9.623,20 para analista, R$ 4.984,98 para técnico em regulação e R$ 4.760,18 para técnico administrativo

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) – 100 vagas para especialista em regulação e vigilância sanitária e 20 vagas para analista administrativo (nível superior) – 35 vagas para técnico em regulação e vigilância sanitária e 10 vagas para técnico administrativo (nível médio) Salários: R$ 10.019,20 para especialista, R$ 9.263,20 para analista, R$ 4.984,98 técnico em regulação e vigilância sanitária e R$ 4.760,18 para técnico administrativo
Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) – 270 vagas para agente de fiscalização à regulação de transporte e 3 vagas para assistente de gestão (nível médio) – 41 vagas para analista de suporte à regulação de transporte, 2 vagas para assessor de regulação de transporte, 14 vagas para assistente de regulação de transporte, 138 vagas para especialista de regulação de transporte, 4 vagas para gestor técnico administrativo, 1 vaga para ouvidor de regulação de transporte e 10 vagas para superintendente de área (nível superior) Salários: de R$ 2.400 a R$ 7.300
Banco de Brasília – 10 vagas para analista de tecnologia da informação (nível superior) Salário: R$ 4.800 Organizadora: Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades)

Banco Central (vagas podem ser divididas entre 2013 e 2014) – 400 para técnico (nível médio) – 1.330 para analista e 120 para procurador (nível superior) Salários: R$ 5,2 mil para técnico, 13 mil para analista e R$ 15 mil para procurador
Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região (São Paulo) Organizadora: Instituto Cetro

Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo – Vagas para auxiliar de enfermagem (nível médio) e enfermeiro (nível superior) Organizadora: Instituto Quadrix

Conselho Regional de Fonoaudiologia da 1ª Região (Rio de Janeiro) Organizadora: Instituto Cetro

Conselho Regional de Fonoaudiologia da 6ª Região (Minas Gerais) – Vagas para auxiliar de escritório e auxiliar administrativo (nível médio) – Vagas para coordenador administrativo, coordenador de tesouraria e fonoaudiólogo fiscal (nível superior) Salários: R$ 1.052,65 para auxiliar de escritório, R$ 1.503,79 para auxiliar administrativo, R$ 4.016,94 para coordenador administrativo, R$ 2.936,65 para coordenador de tesouraria e R$ 2.860,47 para fonoaudiólogo fiscal Organizadora: Instituto Quadrix

Correios – Vagas para carteiro, atendentes comerciais e operadores de triagem e transbordo (nível médio) e para analista de Correios (nível superior) Salário: de R$ 807,29 a R$ 3.211,58
Defensoria Pública do Distrito Federal – 3 vagas e formação de cadastro de reserva para defensor público (nível superior)
Defensoria Pública do Rio de Janeiro – 50 vagas para técnico superior especializado e 234 vagas para técnico superior jurídico (nível superior) Salário: R$ 3,3 mil

Defensoria Pública de São Paulo – 100 vagas para defensor público (nível superior) Salário: R$ 11 mil

Defensoria Pública da União – 789 para defensor público (nível superior)
Departamento Penitenciário Nacional (Depen) – 34 vagas de especialista em assistência penitenciária, 10 vagas de engenheiro e 5 de analista técnico administrativo (nível superior) – 100 vagas para agente penitenciário federal e 4 para técnico de apoio à assistência penitenciária (nível médio) Salários: R$ 3,1 mil para técnico, R$ 4,5 mil para agente penitenciário e especialista, R$ 5.460,02 para engenheiro e R$ 3.714,22 para analista
Detran do Maranhão – 490 vagas para assistente de trânsito (nível médio) – 60 vagas para analista de trânsito (nível superior) Salário: de R$ 1.400,00 a R$ 3.771,00
Detran de São Paulo – 600 vagas para agente de trânsito (nível médio) – 600 vagas para analista de trânsito (nível superior) Salários: R$ 1,8 mil para oficial e R$ 4,5 mil para agente
Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa) – 91 vagas em cargos de nível médio e superior Organizadora: Fundação Vunesp
Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) – 4 vagas para advogado, 47 vagas para analista de desenvolvimento agrário, 18 vagas para analista de desenvolvimento fundiário, 10 vagas para analista de gestão organizacional, 4 vagas para analista de informática (nível superior) – 29 para técnico em desenvolvimento agrário, 43 vagas para técnico em desenvolvimento fundiário, 25 vagas para técnico em gestão organizacional, 3 vagas para  técnico em informática (nível médio) – 11 vagas para auxiliar de gestão organizacional (nível fundamental) Salários: de R$ 840 a R$ 3,5 mil

Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro) – 30 vagas para assistente em ciência e tecnologia (nível médio) Salário: R$ 2.546,13
Governo do Pará – 620 vagas para delegado, escrivão e investigador na Polícia Civil – 464 vagas no Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBM): 38 para oficiais e 426 para soldados – 164 vagas na Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) – 152 vagas na Secretaria de Estado de Turismo (Setur) – 114 vagas na Fundação Carlos Gomes (FCG) para professores de música – 86 vagas na Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa) – 52 vagas na Procuradoria-Geral do Estado
Governo do Paraná – 400 para delegados na Polícia Civil (nível superior) – 13.771 para professores e pedagogos (nível superior) – 423 para agentes penitenciários (nível médio) Salário: R$ 3.568,45 (para agentes penitenciários)
Governo do Rio de Janeiro – 9 mil vagas em cargos de nível médio e superior para várias secretarias e autarquias
Guarda Civil Metropolitana de São Paulo – 2 mil vagas de guarda civil metropolitano de 3ª classe (nível médio) Salário: cerca de R$ 1,8 mil
Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo – 57 vagas para nível fundamental, 121 para nível médio, 125 para nível técnico e 95 para nível superior Salários: de R$ 800 a R$ 3,5 mil Organizadora: Instituto Cetro
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) – 61 vagas para analista administrativo (nível superior) Salário: R$ 5.137,24
Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto Chico Mendes – 400 vagas de nível médio
Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) – 385 vagas para pesquisador em propriedade industrial e 90 para tecnologista em propriedade industrial (nível superior)

Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) – 2,3 mil vagas para analista do seguro social (nível superior) Salário: R$ 5,8 mil
Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP) – 48 para oficial de apoio em metrologia e qualidade e 30 para técnico em metrologia e qualidade (nível médio) – 10 para analista de gestão em metrologia e qualidade e 20 para especialista em metrologia e qualidade (nível superior) Salários: de R$ 1.100 a R$ 3.800
Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul – 124 vagas em cargos de nível médio e superior Organizadora: Fundação La Salle

Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), no Rio Grande do Sul – 53 para técnicos superiores orizícolas e 16 para técnicos superiores administrativos (nível superior) – 68 para técnicos orizícolas e 77 para assistentes administrativos (nível médio) Salários: de R$ 1.200 para assistentes administrativos, R$ 1.800 para técnicos orizícolas e R$ 4.300 para técnico superior administrativo e técnico superior orizícola

Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp) – 219 vagas para técnico em processos de registro público (nível médio) – 101 para analista em processos de registro público e 40 para especialista em tecnologia e processos (nível superior) Salários: de R$ 2.500 a R$ 6.500
Marinha – 1,5 mil vagas para fuzileiros navais (nível fundamental) Salário: R$ 1,2 mil
Metrô do Distrito Federal – 232 vagas em cargos de todos os níveis de escolaridade
Metrô de São Paulo – Vagas para agente de segurança (nível médio) Salário: R$ 2,7 mil Organizadora: Fundação Carlos Chagas
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – 962 para fiscal agropecuário (nível superior) – 1.354 para agente de inspeção, 385 para técnico de laboratório e 220 para auxiliar de laboratório (nível médio) Salários: R$ 3,3 mil para auxiliar de laboratório, 5,2 mil para técnico de laboratório e agente de inspeção e R$ 10 mil para fiscal agropecuário
Ministério das Cidades – 35 para analista técnico administrativo, 8 para economista, 1 para estatístico, 2 para contador e 2 para arquivista (nível superior) – 2 para técnico em comunicação social, 78 para agente administrativo e 2 para técnico em contabilidade (nível médio) Salários: R$ 4.145,22 para analista técnico administrativo, arquivista, técnico em comunicação social e contador, R$ 5.460,02 para economista e estatístico e R$ 2.510,42 para agente administrativo e técnico em contabilidade
Ministério da Cultura – 83 vagas para técnico de nível superior (nível superior) Salário: R$ 3.225,42
Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio – 330 vagas para analista de comércio exterior (nível superior)

Ministério da Fazenda – 255 vagas para analista de finanças e controle (nível superior) Salário: R$ 12.960,77 Organizadora: Esaf
Ministério da Integração Nacional – 33 vagas para assistente técnico administrativo (nível médio) – 85 para analista técnico administrativo e 4 para engenheiro (ambos de nível superior) Organizadora: Cespe/UnB
Ministério da Justiça – 95 vagas para analista técnico-administrativo, 10 para administrador, 1 para contador e 4 para economista (nível superior)

Ministério do Planejamento (concurso já autorizado) – 51 vagas de analista em tecnologia da informação (nível superior) Salário: R$ 3.714,22
Ministério do Planejamento (cargos criados por projeto de lei que precisa ainda ser sancionado) 100 vagas para especialista em infraestrutura sênior e 150 de analista de infraestrutura (nível superior) Salário: R$ 10 mil

Ministério das Relações Exteriores – 400 vagas para diplomata e 893 vagas para oficial de chancelaria (nível superior) Salário: R$ 13 mil para diplomata e R$ 5 mil para oficial de chancelaria
Ministério da Saúde – 1.249 vagas para auxiliar de enfermagem e 16 para técnico de laboratório (nível médio) – 30 vagas para administrador, 47 para assistente social, 623 para enfermeiro, 54 para farmacêutico, 210 para médico, 29 para nutricionista, 219 para odontólogo, 22 para psicólogo, 1 para terapeuta ocupacional, 224 para administrador, 16 para analista técnico administrativo, 3 para bibliotecário, 7 para contador, 9 para economista e 6 para engenheiro (nível superior) Salários: de R$ 2,1 mil a R$ 4,8 mil Organizadora: Cespe/UnB

Ministério do Trabalho e Emprego – 1.600 para agente administrativo (nível médio) – 600 vagas para auditor fiscal do trabalho, 60 para administrador, 60 para assistente social, 3 para bibliotecário, 60 para contador, 1 para sociólogo, 64 para técnico de assuntos educacionais, 7 para técnico em comunicação social e 3 para economista (nível superior) Salários: de R$ 2,5 mil a R$ 14 mil
Ministério Público do Estado do Amazonas – 14 vagas para agente técnico jurídico, 2 vagas para agente técnico administrador, 5 para agente técnico contador, 1 para agente técnico economista, 1 para agente técnico engenheiro civil, 1 para agente técnico engenheiro florestal, 1 para agente técnico médico (clínico geral), 1 para agente técnico psicólogo, 2 para agente técnico pedagogo e 1 para agente técnico comunicólogo (nível superior) – 2 vagas para agente de apoio programador e cadastro de reserva para agente de apoio administrativo (nível médio) Organizadora: Fundação Carlos Chagas

Ministério Público do Estado do Espírito Santo Organizadora: Fundação Vunesp

Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional do Distrito Federal – 80 vagas para músicos (violino, viola, oboé, flauta, trompa e tuba) (nível superior) Salário: R$ 3,7 mil

Petrobras – Vagas para nível médio, técnico e superior Salários: de R$ 2.170,84 a R$ 6.217,19
Polícia Civil do Amazonas – Vagas para delegados, escrivães, peritos, investigadores, assistente social, psicólogos (nível superior) – Vagas para técnico em manutenção de computadores e técnico em enfermagem (nível médio)
Polícia Civil do Espírito Santo – 3 vagas para delegado, 81 para escrivão, 5 para perito criminal, 1 para perito criminal especial, 1 para perito bioquímico toxicológico, 7 para médico legista, 2 para perito de telecomunicações, 7 para assistente social e 6 para psicólogo (nível superior) Salário: R$ 7,6 mil para delegado e R$ 3,9 mil para os demais cargos
Polícia Civil de São Paulo – 113 vagas para auxiliar de papiloscopista e 22 de atendente de necrotério (nível fundamental) – 16 vagas para auxiliar de necropsia policial (nível médio) – 33 vagas para médico legista (nível superior) Salário: de R$ 2,6 mil a R$ 6,9 mil Organizadora: Fundação Vunesp
Polícia Federal – 328 para agente administrativo (nível médio) – 600 vagas para agente, 450 para escrivão e 150 para delegado (nivel superior) Salário: R$ 3,2 mil para agente administrativo, R$ 7,8 mil para agente e escrivão e R$ 13,6 mil para delegado
Polícia Militar do Amazonas – 2.474 vagas para soldados e oficiais (nível médio e superior)
Polícia Militar de Minas Gerais – 1.300 para assistentes administrativos para a PM (nível médio)
Polícia Militar do Rio de Janeiro – 6 mil para soldados, 690 para cabos auxiliares de enfermagem, 135 para sargentos músicos e 60 para oficiais combatentes (nível médio) – 80 para oficiais de saúde (nível superior) Salários: R$ 2.382,89 para soldado, R$ 6.057,60 para oficial de saúde, R$ 2.744,65 para cabos auxiliares de saúde, R$ 3.626,94 para sargentos músicos e R$ 4.296,25 para oficiais combatentes

Polícia Militar do Rio Grande do Norte – Vagas para oficiais (nível superior)

Polícia Militar de São Paulo – 2,3 mil vagas para soldados (nível médio) – 1.839 para soldados temporários do serviço auxiliar voluntário (nível fundamental) Salário: R$ 1.244 para soldados temporários e R$ 2 mil para soldados

Polícia Rodoviária Federal – 260 vagas de nível médio na área administrativa – 1,5 mil vagas para policial rodoviário federal (nível superior em qualquer área) Salário: R$ 6 mil para policial
Procon de São Paulo – 260 vagas para especialista em proteção e defesa do consumidor, 12 para analista de tecnologia da informação e comunicação, 9 para analistas de suporte administrativo, 7 para secretário e 1 para bibliotecário (nível superior) – 14 vagas para técnico de suporte administrativo (nível médio) – 7 vagas para auxiliar de manutenção e serviços gerais (nível fundamental) Salários: de R$ 962,05 a R$ 4.149,54
Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo – 200 vagas para agente de segurança e 150 para agente de escolta e vigilância (nível médio) Salário: R$ 1,7 mil para agente de escolta e vigilância e R$ 2,2 mil para agente de segurança

Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Estado do Rio Grande do Sul – 277 vagas para fiscal estadual agropecuário (nível superior) – 58 vagas para técnico superior agropecuário (nível médio) Salário: R$ 3.035

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo – 22 para de assistente técnico de pesquisa científica e tecnológica I, 69 para auxiliar de apoio à pesquisa científica e tecnológica I, 19 para oficial de apoio à pesquisa científica e tecnológica I, 6 para agente de apoio à pesquisa científica e tecnológica I, 34 para técnico de apoio à pesquisa científica e tecnológica I e 150 para assistente agropecuário I (todos os níveis)

Secretaria da Educação do Estado de São Paulo – 97 vagas para analista sociocultural, 96 vagas para agente técnico de assistência à saúde e 182 vagas para analista administrativo (nível superior) Salários: R$ 1.268,02 para agente técnico de assistência à saúde e R$ 2.169 para analista sociocultural e analista administrativo

Secretaria de Estado da Fazenda de São Paulo – 238 vagas para analista em planejamento, orçamento e finanças públicas (nível superior) – 885 vagas para agente fiscal de rendas (nível superior) Salário: R$ 3,8 mil, acrescido de bonificação de resultado, para analista em planejamento, e R$ 12 mil para agente fiscal de rendas Organizadora: Fundação Carlos Chagas para agente fiscal de rendas

Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania de Santa Catarina – 300 vagas para agentes penitenciários e 20 para agentes socioeducativos (nível médio)

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo – 400 vagas para médicos, 300 vagas para enfermeiros, 10 vagas para executivo público e 5 vagas para analista administrativo (nível superior) – 150 vagas para oficiais de saúde e 350 vagas para técnico de enfermagem (nível médio) Salários: de R$ 1 mil a R$ 4 mil
Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) Vagas de nível médio e superior Organizadora: Cespe/UnB

Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) – 239 vagas em cargos de nível médio e superior Salários: R$ 2.254,23 para nível médio e R$ 4.116,18 para nível superior
Telecomunicações Brasileiras S.A. (Telebras) – 71 vagas para especialista em gestão de telecomunicações (nível superior) – 4 vagas para técnico em gestão de telecomunicações (nível médio) Salários: R$ 5.825,11 para nível superior e R$ 2.196,22 para nível médio Organizadora: Cespe/UnB

Tribunal de Justiça do Amazonas – 170 para cargos de nível médio e fundamental, 63 para nível superior e 35 para juiz substituto Salários: R$ 19.435,27 para juiz, R$ 6.390,83 para cargos de nível superior e R$ 3.281,13 para cargos de nível médio Organizadora: Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – 15 para analista judiciário – área judiciária, 2 para analista judiciário – apoio especializado – especialidade psiquiatria, 6 para analista judiciário – área judiciária – execução de mandados (nível superior) – 87 para técnico judiciário – área administrativa (nível médio) Salários: R$ 6,5 mil para analista judiciário e R$ 3,9 mil para técnico judiciário Organizadora: Cespe/UnB

Tribunal Regional Federal da 3ª Região (São Paulo e Mato Grosso do Sul) Vagas para cargos de técnico (nível médio) e analista (nível superior) Salário: R$ 4,6 mil para técnico e R$ 7,2 mil para analista
Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (São Paulo) – Vagas para analistas (nível superior) e técnicos (nível médio) Salários: R$ 4,7 mil para técnico e R$ 7,2 mil para analista

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (Minas Gerais) – 60 vagas para analista judiciário – área apoio especializado, especialidade tecnologia da informação (nível superior) – 36 vagas para técnico judiciário – área apoio especializado, especialidade tecnologia da informação (nível médio) Salários: R$ 6,5 mil para analista judiciário e R$ 3,9 mil para técnico judiciário

Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região (Espírito Santo) – 20 vagas para analista judiciário na área de tecnologia da informação

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região (Goiás) – 171 vagas para analista judiciário, área judiciária (nível superior) – 55 vagas para técnico judiciário, área administrativa (nível médio) Salários: R$ 6,5 mil para analista judiciário e R$ 3,9 mil para técnico judiciário Organizadora: Fundação Carlos Chagas

 

Saiba como é calculada a nota no Enem

O TRI avalia nas questões a coerência e dificuldade dos alunos

Do R7
  • http://i2.r7.com/enem-2012-hg.jpg
Daia Oliver/R7

Enem aconteceu nos dias 3 e 4 de novembro

Após responderem a 180 questões em dois dias de prova, mais de 5,7 milhões de estudantes em todo o País aguardam ansiosamente o resultado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
O método de correção utilizado no exame é o TRI (Teoria da Resposta ao Item), que avalia não é apenas o número de questões certas, mas também a coerência e dificuldade de cada uma delas. Para entender melhor como define a pontuação final do exame, o R7 conversou com o diretor pedagógico do sistema COC, Zelci Clasen. Ele explica que há uma medição na metodologia de correção que não prejudica a pontuação dos alunos.
— A TRI supõe que um aluno que acerte as questões mais difíceis deva acertar também as mais fáceis; se o candidato acertou as mais difíceis sem ter acertado outras mais fáceis, essa característica pode ser considerada como um ‘acerto no chute’. Já questões não respondidas são consideradas erradas e os acertos ao acaso, ou no ‘chute’, geram nota maior que o simples erro.

Leia mais notícias de Educação

Para ajudar os candidatos e dar transparência à metodologia do Enem, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas) trabalha na construção de um aplicativo que poderá calcular a pontuação obtida no exame

Muita Chuva em Alphaville Barueri – São Paulo, fotos em HD de Júnior Holanda

Alphaville com muita chuva e raios. Foto em HD com direitos autorais de Júnior Holanda 27.12.2012 às 17:02

Alphaville com muita chuva e raios. Foto em HD com direitos autorais de Júnior Holanda 27.12.2012 às 17:02

 

Alphaville - Barueri - SP. Foto de Júnior Holanda com direitos autorais em 27.12.2012 às 17:02

Alphaville – Barueri – SP. Foto de Júnior Holanda com direitos autorais em 27.12.2012 às 17:02

 

Alphaville Barueri São Paulo – Vídeo

 

 

Começa em 2013 o Novo Governo de Gil Arantes em Barueri – SP, veja propostas de campanha

Foto de Campanha 2012 publicada no Facebook.

Foto de Campanha 2012 publicada no Facebook.

As principais propostas do candidato Gil Arantes na Campanha de 2012  publicadas no Site da Globo.com

Clique: http://g1.globo.com/politica/politico/gil-arantes.html#!proposta=1

 

Transporte

“Acabar com o monopólio do transporte coletivo municipal, criar áreas de estacionamento, aumentar frota de ônibus, diminuir intervalos e gerenciar profissionalmente o trânsito.”

 

Educação

“Zerar o déficit de vagas em creche, aumentar número de escolas de período integral, construir a faculdade municipal, construir CEUS Barueri, manter o ITB gratuito.”

 

Saúde

“Construir Pronto Socorros e Policlínicas, reformar e ampliar os PS Central e do Jd. Mutinga, retomar o PSF, farmácia 24 horas, criar centro de tratamento para dependentes químicos.”

 

Segurança

“investir no policiamento preventivo, recriar as bases comunitárias da GM, instituir o patrulhamento a pé, ampliar o monitoramento por câmeras entre outras ações.”

 

Gil Arantes

Prefeito de Barueri – SP

25 · DEM, PR, PDT, PSDC, PP, PPS, PSL, PSB, PTC, PRB, PRP, PSD, PTB e PRTB

Barueri Para Todos

  • 12 de Março de 1952 (60.0 anos)
  • Grau de instrução: Superior completo
  • Nasceu em Barueri, SP
  • Ocupação: Deputado

Vice: Dr Jaques

Confira o que abre e o que fecha no Natal em São Paulo

Vagner MagalhãesDireto de São Paulo

Por conta do feriado de Natal, que ocorre na próxima terça-feira, os serviços municipais da capital paulista, o comércio e os bancos terão algumas alterações. Veja o que abre e fecha e como você pode consultar os serviços durante o feriado:

Abastecimento: Os mercados municipais e sacolões não abrirão nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro. Nos dias 23 e 30 de dezembro, o Mercado Paulistano (Central) funcionará das 6h às 16h, Central Leste, das 7h às 18h, Pirituba, das 7h às 14h, Guaianases e Penha, das 8h às 13h, São Miguel, das 8 às 17h, Lapa, das 8h às 15h, Tucuruvi e Pinheiros, das 8h às 14h. O mercado Kinjo Yamato (Cantareira) funcionará no dia 23 de dezembro, das 3h às 16h, e estará fechado no dia 30 de dezembro. O Ipiranga funcionará no dia 23 de dezembro, das 8h às 17h, e no dia 30, das 8h às 13h. O Vila Formosa funcionará no dia 23 de dezembro, das 8h às 19h, e no dia 30, das 8h às 16h. O Teotônio Vilela funcionará no dia 23 de dezembro, das 7h às 15h, e no dia 30, das 7h às 13h. O Sapopemba estará fechado no dia 23 de dezembro, e funcionará no dia 30 de dezembro, das 8h às 13h. O Santo Amaro funcionará no dia 23 de dezembro, das 8h às 19h e estará fechado dia 30.

Assistência social: Nos dias 23, 24, 25, 29, 30 e 31 de dezembro e 1° de janeiro vão funcionar apenas os serviços que são oferecidos 24 horas: abrigos casas de acolhida, Central de Atendimento Permanente e de Emergência (CAPE) e os Centros de Acolhida (antigos albergues). Permanecerão fechados a Loja Social, os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS) e a Coordenadoria de Assistência Social (CAS). Permanecerão fechados nos três dias: Centro de Referência de Cidadão do Idoso, Loja Social, Restaurante-Escola, Centros para Criança e Adolescente, Centro de Referência e Assistência Social, Coordenadoria de Assistência Social e Conselho Municipal de Assistência Social.

Bancos: A Federação Brasileira de Bancos informa que os bancos não funcionarão nos feriados do dia 25 de dezembro e 1 de janeiro. No dia 24 os bancos funcionarão das 9h às 11 e no dia 31 permanecerão fechados ao público. A população pode utilizar os canais alternativos de atendimento para realizar operações bancárias, como caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados). As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem nestas datas poderão ser pagas no próximo dia útil (26/12 e 02/01), sem a incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

Correios: No domingo (23), a agência do Aeroporto Internacional de Guarulhos funcionará das 9 às 17h. As demais agências estarão fechadas. Na segunda-feira (24), as agências localizadas em postos do Poupatempo estarão fechadas. As demais unidades terão expediente até as 12h. Não haverá expediente em nenhuma agência na terça-feira (25). De quarta (26) a sexta (28), as agências funcionarão normalmente. No sábado (29), o expediente será normal para as agências que funcionam aos sábados. No domingo (30), a agência do Aeroporto Internacional de Guarulhos funcionará das 9 às 17h. As demais agências estarão fechadas. No dia (31), a maioria das agências terá expediente até as 12h. As demais estarão fechadas. Não haverá expediente em nenhuma agência na terça-feira (1º).

Educação: As aulas nas escolas municipais serão reiniciadas no dia 6 de fevereiro, após as férias. Os CEUs não abrirão nos dias 23 (para dedetização), 24, 25, 31 e 1º. Vão funcionar para atividades culturais e esportivas da comunidade nos dias 26, 27, 28, 29 e 30 nos horários habituais.

Energia: Informações sobre falta de energia, casos de fio partido, poste abalroado ou problemas na rede de distribuição funcionando 24 horas, todos os dias da semana, inclusive nos feriados na Central de Atendimento de Emergência, nº 0800 72 72 196.

Metrô: Desde sexta-feira (21/12), o Metrô adotou estratégia especial de operação para facilitar a viagem de quem for deixar a cidade durante o feriado prolongado de Natal. Na Linha 1-Azul (Jabaquara-Tucuruvi), principal via de acesso aos terminais rodoviários Jabaquara e Tietê, o aumento na oferta de viagens já começou na noite de sexta-feira, com 32 viagens extras. No domingo (23/12), além de na Linha 1-Azul, a oferta especial de viagens também acontecerá na Linha 3-Vermelha (Corinthians/Itaquera – Palmeiras/Barra Funda). A fim de atender aos usuários dessas linhas, no domingo, serão 50 viagens a mais na Linha 1 e 113 viagens na Linha 3. Já nos dias 24 e 25 de dezembro, feriado de Natal, a frota de trens em circulação será semelhante à utilizada num domingo.  Na quarta-feira (26/12), para atender aos que retornam do feriado prolongado, a circulação de trens será antecipada para as quatro horas da manhã nas linhas 1-Azul, 2-Verde (Vila Prudente-Vila Madalena) e 3-Vermelha, por onde desembarcam e prosseguem seus deslocamentos os usuários que chegam pelos terminais rodoviários Tietê, Jabaquara e Barra Funda . Na Linha 5-Lilás (Capão Redondo-Largo Treze), a operação terá início no horário habitual, a partir das 4h40.

Ônibus: A SPtrans informa que o funcionamento das linhas será normal até os dias 24 e 31 de dezembro. Nos dias 25 de dezembro e 1º de janeiro as linhas vão operar com 50% da sua capacidade.

Parques: Os Parques Municipais abrirão normalmente nos horários habituais. O Parque da Luz não abre na segunda-feira.

Procon: A Fundação Procon-SP informa que no sábado, 24, os postos de atendimento pessoal (dentro do Poupatempo Sé, Santo Amaro e Itaquera) funcionam das 7h às 13h. Segunda e terça-feira não haverá atendimento.

INFORMAÇÕES do Site: Terra

54 municípios concentravam 50% do PIB do país em 2010, diz IBGE

Tirando as capitais, 11 municípios se destacaram por gerarem mais de 0,5% do PIB – oito deles no estado de São Paulo: Guarulhos (SP), Campinas (SP), Osasco (SP), São Bernardo do Campo (SP), Betim (MG), Barueri (SP), Santos (SP), Duque de Caxias (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), São José dos Campos (SP) e Jundiaí (SP).

‘Fatia’ de SP, Rio e Brasília no PIB brasileiro ficou menor. Catas Altas, em MG, foi município que mais ganhou posições no ranking.

Do G1, em São Paulo

PIB dos municípios 2010 (Foto: Editoria de Arte/G1)

Apenas 54 municípios – dos cerca de 5,5 mil existentes no Brasil – concentravam cerca de 50% do Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2010, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na outra ponta, outras 1.325 cidades, juntas, detinham 1% do total.

“Nesta faixa, estavam 75,0% dos municípios do Piauí, 61,4% dos municípios da Paraíba, 50,9% dos municípios do Rio Grande do Norte e 48,9% dos municípios do Tocantins”, aponta o estudo do IBGE.

Somados, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília concentraram 20,8% dos R$ 3,77 trilhões do PIB daquele ano. A “fatia”, no entanto, foi menor que no ano anterior: em 2009, os três municípios foram responsáveis por 21,4% do PIB. A participação de São Paulo – que seguiu no primeiro lugar do ranking dos maiores PIBs do país –, caiu de 12% para 11,8%; do Rio, de 5,3% para 5%; e de Brasília, de 4,1% para 4%.

Segundo o IBGE, a indústria de transformação, comércio e serviços de manutenção foram os principais responsáveis pela queda de participação de São Paulo. No Rio, os “vilões” foram a indústria de transformação, na fabricação de máquinas e equipamentos industriais.

No ranking dos seis municípios que mais geraram renda em 2010 estão ainda Curitiba e Belo Horizonte, com 4,1% cada, e Manaus, com 1,3%. Juntos, os seis responderam por 25% de todo o PIB brasileiro naquele ano.

Tirando as capitais, 11 municípios se destacaram por gerarem mais de 0,5% do PIB – oito deles no estado de São Paulo: Guarulhos (SP), Campinas (SP), Osasco (SP), São Bernardo do Campo (SP), Betim (MG), Barueri (SP), Santos (SP), Duque de Caxias (RJ), Campos dos Goytacazes (RJ), São José dos Campos (SP) e Jundiaí (SP).

Menores PIBs Na outra ponta, dois municípios do Piauí registraram os menores PIBs do país em 2010: Santo Antônio dos Milagres, com R$ 7,2 milhões, e Miguel Leão, com R$ 8,8 milhões. São Félix do Tocantins (TO), Viçosa (RN) e Quixabá (PB) completam a lista dos cinco menores.

PIB per capita De acordo com o IBGE, o PIB per capita (PIB dividido pelo número de habitantes) do Brasil foi de R$ 19.766,33 em 2010. Quase 4,8 mil municípios, no entanto, registraram PIB per capita abaixo dessa média.

O maior PIB per capita foi registrado em São Francisco do Conde, na Bahia, de R$ 296,8 mil. Em seguida, aparecem Porto Real (RJ), com R$ 290,8 mil, Louveira (SP), com R$ 239,9 mil, Confins (MG), com R$ 239,7 mil, e Triunfo (RS), com 223,8 mil.

“Em comum, observa-se que esses municípios possuíam baixa densidade demográfica”, aponta o IBGE. São Francisco do Conde abrigava a segunda maior refinaria em capacidade instalada de refino do país. No município de Porto Real, situava-se uma indústria automobilística. Louveira concentrava centros de distribuição de grandes empresas. Confins ganhou posição desde 2006, com a transferência da maior parte dos voos do aeroporto em Belo Horizonte para o aeroporto internacional situado no município. Já Triunfo era sede de um polo petroquímico importante.

O IBGE ressalta, no entanto, que “nem toda a renda gerada no município é apropriada por sua população residente, uma vez que a geração da renda e o consumo não são necessariamente realizados em um mesmo município” – ou seja, a renda gerada no município nem sempre se traduz em uma população rica.

Do outro lado do espectro, entre as cinco cidades com menor PIB per capita, quatro estão no estado do Pará. O menor é o de Curralinho, de R$ 2,2 mil, no arquipélago de Marajó, onde 60% dos recursos vêm de transferências federais. Depois de Curralinho, aparecem Bagre (R$ 2,3 mil), São Vicente Ferrer (no Maranhão, R$ 2,4 mil), Cachoeira do Piriá (R$ 2,46 mil) e Muaná (R$ 2,58 mil).

Mudanças no ranking São Salvador do Tocantins foi a cidade que mais caiu no ranking de PIBs dos municípios, da 2.617ª para a 4.295ª posição. Segundo o IBGE, a queda ocorreu por conta do fim das obras de uma usina hidroelétrica na cidade vizinha de Paranã. Paranã, por sua vez, teve a terceira maior alta no mesmo ranking, da 3235ª para a 1724ª posição, por conta do início de funcionamento da mesma usina.

Já as duas cidades que mais ganharam posições no ranking foram de Minas Gerais. Catas Altas passou da 2973ª para a 1119ª posição (R$ 310 milhões). O ganho veio da alta do preço do minério de ferro depois da crise de 2008. Itamarati de Minas, por sua vez, passou da 4577ª para a 2958ª posição (R$ 84 milhões), com a retomada da extração de bauxita.

PIB DOS MUNICÍPIOS EM 2010
Cidade PIB (em R$ mil) PIB per capita (em R$)
10 MAIORES PIBS
São Paulo (SP) 443.600.102 39.450,87
Rio de Janeiro (RJ) 190.249.043 30.088,24
Brasília (DF) 149.906.319 58.489,46
Curitiba (PR) 53.106.497 30.400,49
Belo Horizonte (MG) 51.661.760 21.748,25
Manaus (AM) 48.598.153 26.961,15
Porto Alegre (RS) 43.038.100 30.524,80
Guarulhos (SP) 37.139.404 30.383,43
Fortaleza (CE) 37.106.309 15.161,47
Salvador (BA) 36.744.670 13.728,08
10 MENORES PIBS
Santo Antônio dos Milagres (PI) 7.238 3.516,83
Miguel Leão (PI) 8.792 7.016,89
São Félix do Tocantins (TO) 8.977 6.212,80
Viçosa (RN) 9.000 5.562,55
Quixabá (PB) 9.168 5.395,90
São Miguel da Baixa Grande (PI) 9.168 4.339,09
Aroeiras do Itaim (PI) 9.251 3.788,32
São Luis do Piauí (PI) 9.456 3.692,37
Parari (PB) 9.583 7.630,03
Areia de Baraúnas (PB) 9.611 4.987,34
10 MAIORES PIBS PER CAPITA
São Francisco do Conde (BA) 9.848.259 296.884,69
Porto Real (RJ) 4.820.284 290.834,08
Louveira (SP) 8.914.891 239.950,77
Confins (MG) 1.424.974 239.773,56
Triunfo (RS) 5.777.746 223.848,22
Anchieta (ES) 4.185.736 175.179,39
Alto Horizonte (GO) 754.293 167.434,56
Presidente Kennedy (ES) 1.607.333 155.824,81
Quissamã (RJ) 3.112.919 153.769,95
Araporã (MG) 922.263 147.964,58
10 MENORES PIBS PER CAPITA
Curralinho (PA) 64.876 2.269,82
Bagre (PA) 56.429 2.365,52
São Vicente Ferrer (MA) 50.176 2.404,20
Cachoeira do Piriá (PA) 65.189 2.462,19
Muaná (PA) 88.487 2.584,55
São Bento (MA) 110.252 2.707,76
Cajapió (MA) 28.899 2.718,09
Anajás (PA) 68.072 2.748,05
Tutóia (MA) 146.465 2.778,65
Novo Triunfo (BA) 41.885 2.781,77

Para ler mais notícias do G1 Economia, clique em g1.globo.com/economia. Siga também o G1 Economia no Twitter e por RSS.

Confira mapa com 4.842 vagas na Grande São Paulo

 

Vagas são oferecidas pelo Centro de Solidariedade ao Trabalhador. G1 traz tabela dividida por cargos operacionais, administrativos e técnicos.

Do G1, em São Paulo

Bairro de Alphaville na cidade de Barueri-SP - Foto com direitos autorais de Junior Holanda em 21.12.2012(nesta data no calendário Maia seria o fim do mundo, o que não aconteceu...evidetemente!).

Bairro de Alphaville na cidade de Barueri-SP – Foto com direitos autorais de Junior Holanda em 21.12.2012(nesta data no calendário Maia seria o fim do mundo, o que não aconteceu…evidentemente!). Foto em HD 16.2

A região metropolitana de São Paulo tem o total de 4.842 vagas abertas nesta semana, sendo 13 para deficientes, oferecidas pelo Centro de Solidariedade ao Trabalhador (CST), centro de intermediação de mão-de-obra localizado na cidade de São Paulo.

Um subtotal de 4.753 vagas se destina a candidatos que tenham fácil acesso ou residam perto do local de trabalho, uma preferência dos empregadores – veja na tabela abaixo a relação de todos os cargos por áreas (operacional, administrativa e técnica), os requisitos exigidos e os salários mínimos e máximos em cada função.

Mapa de empregos de SP 19-12 (Foto: Arte/G1)

Existem ainda 76 chances para candidatos da Grande São Paulo (Guarulhos, Osasco e cidades do ABC).

Não há um prazo para inscrição. A seleção é feita até o preenchimento das vagas. Por isso, é recomendado que os candidatos compareçam às unidades do CST o quanto antes.

De acordo com o Centro de Solidariedade ao Trabalhador, as vagas da área administrativa são preenchidas mais rapidamente que as demais devido à grande procura.

Centro O Centro oferece 2.121 oportunidades, sendo que os cargos com maior número de vagas são para operador de telemarketing (930), auxiliar de cobrança (292) e atendente (24).
Há também 16 vagas para operador de caixa (R$ 853) e 13 para manobrista (média de R$ 972).
Zona Sul Na Zona Sul são 1.164 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são de atendente (132), operador de telemarketing (93) e auxiliar de limpeza (81).
Há ainda 48 vagas para manobrista (R$ 990), 12 para camareira de hotel (média de R$ 824), 12 para pedreiro (R$ 1.300) e 2 para técnico eletrônico (R$ 1.200).
Zona Oeste Na Zona Oeste são 822 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são para operador de telemarketing (282), operador de caixa (69) e fiscal de loja (18).

Há ainda 27 vagas para vigilante (média de R$ 1.100), 8 para encanador (a combinar), 7 para vendedor (R$ 1.061) e 4 para auxiliar de mecânico (R$ 832).
Zona Leste Na Zona Leste são 435 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são de operador de telemarketing (140), promotor de vendas (25) e vendedor (12).
Há também 6 vagas para fiscal de loja (R$ 1.185), 5 para operador de supermercado (R$ 865), 3 para pedreiro (a combinar) e 3 para peixeiro (R$ 1.185).
Zona Norte Na Zona Norte são 211 vagas, sendo que os cargos com maior número de vagas são de atendente de lanchonete (16), auxiliar de limpeza (12) e auxiliar de linha de produção (8).
Há ainda 8 vagas para repositor de mercadorias (R$ 852), 2 para vigia (R$ 1.367), 1 para torneiro CNC (R$ 850) e 1 para pedreiro (R$ 1.500).
Para ler mais notícias de Concursos e Emprego, clique em g1.globo.com/concursos-e-emprego. Siga também Concursos e Emprego no Twitter e por RSS.

Regiões Cargos operacionais Cargos administrativos Cargos técnicos
Centro – Operador de telemarketing (930 vagas) Requisitos: ensino médio completo e incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 630
– Orientador de tráfego de estacionamento (23 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo ou incompleto (não é necessário ter  experiência)
Salário: R$ 800
– Atendente (24 vagas)
Requisitos:
ensino médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 690 e R$ 900
– Auxiliar de cobrança (292 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 622
– Recepcionista (6 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 826
– Auxiliar de estoque (3 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 853
– Analista de telecomunicação (7 vagas)
Requisitos: ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.144
– Pintor de paredes (3 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 800
– Eletricista (2 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.400
Zona Sul – Atendente (132 vagas)
Requisitos:
ensino médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário:
entre R$ 680 e R$ 1 mil
– Auxiliar de limpeza (81 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: entre R$ 684 e R$ 890
– Operador de telemarketing (93 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 622
– Estoquista (36 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 873
– Auxiliar de estoque (10 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 933
– Auxiliar de depósito (4 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 864
– Operador de empilhadeira (33 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência) Salário: R$ 1.400
– Auxiliar de linha de produção (5 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário:
R$ 777
– Técnico de enfermagem (9 vagas)

Requisitos: ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 900
Zona Oeste – Operador de telemarketing (282 vagas)
Requisitos:
ensino médio incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: R$ 622
– Operador de caixa (69 vagas)
Requisitos: ensino médio completo (para 21 vagas não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 873
– Fiscal de loja (18 vagas)
Requisitos:
ensino médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário: R$ 984
– Auxiliar de depósito (9 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 922
– Auxiliar de estoque (7 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 850
– Assistente de contabilidade (2 vagas)
Requisitos:
ensino médio completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 1.200
– Pedreiro (13 vagas)
Requisitos: ensino fundamental ou médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
– Auxiliar de manutenção predial (4 vagas)
Requisitos: ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 922
– Eletricista (8 vagas)
Requisitos: ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário: R$ 922
Zona Leste – Operador de telemarketing (140 vagas)
Requisitos: ensino médio completo (não é necessário ter experiência)
Salário: R$ 622
– Promotor de vendas (25 vagas)
Requisitos:
ensino fundametnal  incompleto (necessário ter experiência)
Salário: a combinar
– Vendedor (12 vagas)
Requisitos:
ensino médio incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário: média de R$ 1.019
Não há – Costureira (5 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo ou médio incompleto (necessário ter experiência)
Salário:
R$ 933
– Encanador (4 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário:
R$ 1.250
– Pintor de alvenaria (3 vagas)
Requisitos:
ensino fudamental incompleto (necessário ter experiência)
Salário:
R$ 1.160
Zona Norte – Atendente de lanchonete (16 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência)
Salário:
entre R$ 653 e R$ 850
– Auxiliar de limpeza (12 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo e incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário:
R$ 690
– Conferente de mercadorias (6 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental   completo ou médio incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário:
R$ 980
Não há – Auxiliar de linha de produção (8 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental ou médio completo (necessário ter experiência)
Salário:
entre R$ 700 e R$ 814
– Serralheiro (8 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo ou incompleto (não é necessário ter experiência)
Salário:
R$ 1 mil
– Costureira (6 vagas)
Requisitos:
ensino fundamental completo (necessário ter experiência)
Salário:
entre R$ 800 e R$ 900

Como se candidatar Os interessados nas vagas do Centro de Solidariedade ao Trabalhador devem comparecer aos endereços abaixo com carteira profissional, RG, CPF, certificado de escolaridade e currículo.

Centro de Solidariedade ao Trabalhador de São Paulo
Região central
Rua Galvão Bueno, 782 – Liberdade
Zona Sul
Rua Barão do Rio Branco, 864 – Santo Amaro
Estrada de Itapecerica, 3.770
Zona Norte
Avenida Cabo Adão Pereira, 387 – Pirituba
O horário de atendimento é das 7h às 16h, de segunda a sexta-feira

Taxa de desemprego cai para 4,9% em novembro, mostra IBGE

Índice é o menor para novembro desde o início da série histórica, em 2002. Salário médio real, que ficou em R$ 1.809,60, é o mais alto da série.

Do G1, em São Paulo

Evolução do desemprego (Foto: Editoria de arte/G1)

A taxa de desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ficou em 4,9% em novembro, após registrar 5,3% em outubro, conforme aponta a Pesquisa Mensal de Emprego divulgada nesta sexta-feira (21). A taxa é a menor para o mês de novembro desde o início da série, que teve início em março de 2002, e a segunda menor de toda a série histórica. Em novembro do ano anterior, o indicador havia ficado em 5,2%.

A população desocupada somou 1,2 milhão de pessoas, registrando recuou de 8,0% em relação a outubro e estabilidade frente novembro de 2011. A população ocupada atingiu 23,5 milhões de pessoas e ficou estável diante de outubro. Na comparação anual, o avanço foi de 2,8%.

O contingente de trabalhadores com carteira assinada no setor privado chegou a 11,4 milhões e não registrou variação sobre outubro. Na comparação anual, foi registrada alta de 2,5%.

O salário médio real dos trabalhadores ocupados ficou em R$ 1.809,60, o valor mais alto desde o início da série histórica. O aumento é de 0,8% em relação a outubro e de 5,3% sobre o mesmo período de 2011.

Índice mostrou baixa em Salvador (1,9 ponto percentual) e no Rio de Janeiro (1,4 ponto percentual)

Os rendimentos aumentaram nas regiões metropolitanas do Recife (2,2%), de Belo Horizonte (1,5%) e do Rio de Janeiro (2,6%). Na contramão, foi registrada queda em Porto Alegre (-1,4%) e nenhuma variação em Salvador e São Paulo. Na comparação anual, os salários cresceram no Recife (5,9%), em Belo Horizonte (9,3%), no Rio de Janeiro (4,8%), em São Paulo (7,0%), em Porto Alegre (4,4%) e recuou em Salvador (-5,9%)

Na classificação por grupamentos de atividade, o maior aumento no salário, de 10,6%, foi visto em serviços prestados à empresa, aluguéis, atividades imobiliárias e intermediação financeira. Já na classificação por categorias de posição na ocupação, o maior aumento no rendimento médio real habitualmente recebido em comparação com novembro do último ano foi para os empregados sem carteira no setor privado (5,8%).

Na análise por regiões, em relação a novembro do ano anterior, o índice mostrou baixa em Salvador (1,9 ponto percentual) e no Rio de Janeiro (1,4 ponto percentual) e manteve a estabilidade nas outras regiões.

Para ler mais notícias do G1 Economia, clique em g1.globo.com/economia. Siga também o G1 Economia no Twitter e por RSS.