Arquivos Mensais: maio \31\UTC 2010

MEC divulga boletim de desempenho dos participantes do Enem

Agência Brasil

BRASÍLIA – Os 2,5 milhões de estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem acessar seus boletins de desempenho no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Os resultados já tinham sido divulgados em janeiro durante o período de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), mas agora os boletins estarão disponíveis em PDF.

Fábio Motta/AE
Fábio Motta/AE
Aluno que prestou o Enem terá disponível no sistema as notas de cada uma das provas além da redação

Veja também:

linkInscrições no Sisu do meio do ano abrem dia 10

linkAventureiros do Enem

linkMEC cria concurso nos moldes do Enem para selecionar professores

Para consultar os resultados, o estudante precisa ter em mãos o número do CPF e a senha gerada durante o período de inscrição da prova. No sistema, o aluno terá disponível as notas de cada uma das provas – ciências da natureza, ciências humanas , linguagens e matemática – além da redação. Será possível comparar a média obtida com a do restante dos participantes do exame.

Desde o ano passado, o Enem utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI) para calcular as notas do participante. O objetivo desta metodologia é medir o conhecimento a partir do comportamento observado nas provas.

Na escala construída pelo Inep, a nota 500 representa a média obtida por aqueles que concluíram o ensino médio em 2009 – com exceção dos egressos (que no passado já havia concluído o ensino médio) e dos “treineiros” (alunos que ainda não concluíram).

Quanto mais distante de 500 for a nota do estudante, para cima, melhor foi o desempenho dele em relação à média dos participantes. E quanto mais distante de 500 for a nota, para baixo, significa que esse candidato foi pior em relação à média.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo – Estadão

Israel ataca barcos que tentavam furar bloqueio a Gaza; 19 pessoas morrem

A Marinha de Israel atacou nesta segunda-feira, 31, uma frota de embarcações com ativistas pró-palestinos que tentavam furar o bloqueio à Faixa de Gaza e entregar suprimentos à região.

Segundo a TV israelense, 19 pessoas teriam morrido e 26 estariam feridas. Em entrevista à rádio do Exército, o ministro da Indústria e Comércio de Israel, Binyamin Ben-Eliezer, disse lamentar as mortes.

A exata localização das embarcações é incerta. Israel teria advertido as embarcações para que não invadissem suas águas territoriais.

Mas, segundo os ativistas, os barcos estavam em águas internacionais, a mais de 60 quilômetros da costa.

Suprimentos

Os barcos, organizados pela ONG Free Gaza, levavam 750 ativistas e cerca de 10 mil toneladas de suprimentos para a Faixa de Gaza.

Imagens da TV turca feitas a bordo do barco turco que liderava a frota mostram soldados israelenses lutando para controlar os passageiros.

As imagens mostram algumas pessoas, aparentemente feridas, deitadas no chão. O som de tiros pode ser ouvido.

A TV árabe Al-Jazeera relatou, da mesma embarcação, que as forças da Marinha israelense haviam disparado e abordado o barco, ferindo o capitão.

A transmissão das imagens pela Al-Jazeera foi encerrada com uma voz gritando em hebraico: “Todo mundo cale a boca!”.

‘Provocação’

A frota de seis embarcações havia deixado as águas internacionais próximo à costa do Chipre no domingo e pretendia chegar a Gaza nesta segunda-feira.

Israel havia dito que bloquearia a passagem dos barcos e classificou a campanha de “uma provocação com o intuito de deslegitimar Israel”.

Israel decretou um bloqueio quase total à entrada de mercadorias na Faixa de Gaza desde que o grupo islâmico Hamas tomou à força o controle da região, em junho de 2007.

O Hamas é acusado pelos disparos de milhares de mísseis contra o território israelense na última década.

Israel diz que permite a entrada de 15 mil toneladas de suprimentos de ajuda humanitária a Gaza a cada semana.

Mas a Organização das Nações Unidas diz que isso é menos de um quarto do necessário.

Texto atualizado às 8h06.

Fonte: Jornal O Estado de São Paulo – Estadão

“Virou política de governo mandar cocaína para acabar com Nossa juventude”, diz Serra

Governador José Serra com Estudantes de Barueri-SP

RODRIGO VARGAS
DE CUIABÁ

O pré-candidato à Presidência José Serra (PSDB) voltou a atacar o governo boliviano em encontro hoje do partido em Cuiabá (MT). “Parece que virou política de governo mandar cocaína para acabar com nossa juventude”, disse o tucano.

O ex-governador afirmou também que as relações entre dois países no caso, Brasil e Bolívia não podem ser tratadas como se fossem entre dois partidos. “O interesse nacional tem que ficar acima dessas questões partidárias.”

Na quarta-feira, Serra havia dito que o governo do presidente Evo Morales é “cúmplice” do narcotráfico. No dia seguinte, a pré-candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, criticou Serra pelas declarações e disse que a fala dele “demoniza” a Bolívia.

Os ataques de hoje ocorreram durante encontro do PSDB na capital de Mato Grosso que lançou o nome do ex-prefeito da cidade Wilson Santos para a disputa do governo no Estado. No evento, diversas faixas foram espalhadas com os dizeres “Serra presidente” e “Wilson Santos governador”.

AGRICULTURA

Serra também prometeu no encontro investimentos na agricultura e chamou o setor de “âncora verde”. “Não fosse a agricultura, o Plano Real não teria dado certo.”

O tucano disse que os investimentos seriam feitos em infraestrutura, como em ferrovias e hidrovias. Ele também prometeu renegociação de dívidas agrícolas.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Vacina contra câncer de mama deve ir a teste dentro de um ano

DE SÃO PAULO

Uma vacina contra o câncer de mama deverá ir a teste dentro de 1 ano, segundo reportagem publicada neste domingo pelo diário britânico “Daily Telegraph”.

Uma droga que vem sendo testada tem dado mostras de impedir a aparição de tumores e também de atacar aqueles já presentes.

Pesquisadores dizem que, se bem-sucedida, ela poderia ser oferecida a mulheres antes de alcançarem meados de 40 anos, época em que o risco de câncer de mama começa a subir.

De acordo com estudos, a droga poderia acabar com mais de 70% dos cânceres de mama, salvando mais de 8 mil vidas por ano somente no Reino Unido.

Segundo a reportagem do “Daily Telegraph”, o criador da vacina, Vincent Tuohy, da Clínica Cleveland, de Ohio, nos Estados Unidos, fez o prognóstico de que a vacina pode erradicar a doença por completo.

“Nós acreditamos que uma vacina preventiva de câncer de mama vai fazer com o câncer de mama o que a vacina contra a pólio fez com a pólio”, disse ele. “Nossa visão é a de que o câncer de mama é uma doença que se pode prevenir por completo”.

A vacina é baseada em uma proteína chamada alfalactalbumina, que age na maior parte dos tumores de câncer de mama.

Segundo a revista Nature Medicine, testes com ratos criados em laboratório para desenvolver câncer de mama aos 10 meses de idade, mostraram que a droga deixou-os livres de tumores.

A vacina estimula o sistema imunológico, capacitando-o para destruir a alfalactalbumina quando ela aparece, e assim evitar que tumores se formem.

A droga também aumentou o poder do sistema imunológico para encolher até a metade tumores pré-existentes, sugerindo que ela poderia ser usada também como tratamento, tanto quanto como vacina.

A necessidade de mais estudos em um número maior de mulheres significa que deve demorar pelo menos 10 anos antes que a vacina chegue ao mercado.

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

José Alencar apresenta quadro de anemia e água no pulmão

Vice-Presidente do Brasil José Alencar

O vice-presidente da República, José Alencar, apresenta quadro de anemia e água no pulmão, segundo apurou a reportagem da Folha com fontes do hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele recebeu transfusão de sangue e diurético.

Alencar está internado desde o final da tarde de ontem. Ele iria para Belo Horizonte, onde teria compromissos particulares, mas seus médicos detectaram uma queda na taxa de hemoglobina, proteína responsável pelo transporte de oxigênio no sangue.

Nota divulgada hoje pelo hospital afirma que o quadro do vice é considerado bom e que ele deu entrada no local com queixa de fadiga. A reportagem apurou que ele teve febre nesta quinta-feira. Hoje, Alencar passa por exames e só deve receber alta neste sábado.

Ele esteve ontem no Rio de Janeiro, onde participou do lançamento ao mar do navio Log-In Jacarandá, navio porta contêiner construído no Brasil. Na ocasião, negou ter a intenção de participar do próximo governo, caso a pré-candidata da situação, Dilma Rousseff (PT), seja eleita.

Alencar não descartou a possibilidade de concorrer a um cargo eletivo no futuro. “Não me cabe dizer isso. O que um presidente precisa é de pessoal mais jovem, preparado, com saúde, para estar em tempo integral. O Brasil precisa e exige muito”, afirmou, ao ser questionado sobre sua possível participação no futuro governo.

Ele lembrou que os efeitos da quimioterapia o desgastam bastante, e que, por isso, desistiu de concorrer às eleições em Minas Gerais.

Sobre a campanha eleitoral, o vice-presidente elogiou os pré-candidatos e comentou esperar uma campanha “sem baixarias”. Acrescentou ainda que percebe vontade do povo em dar continuidade ao que vem sendo feito pelo governo Lula.

“O povo brasileiro gostaria muito de assistir, presenciar, conviver com uma continuidade do trabalho que está sendo realizado pelo governo Lula. É incrível isso, mas é a verdade. Tanto aqui quanto nas relações internacionais.”

CÂNCER

Há mais de dez anos Alencar enfrenta um câncer na região abdominal. Nos últimos anos, ele passou por 15 cirurgias.

Alencar retomou as sessões de quimioterapia no início de setembro do ano passado, pouco depois de exames terem demonstrado que os tumores abdominais haviam voltado a crescer. Por isso, interrompeu o tratamento experimental a que se submetia nos Estados Unidos.

Naquele mesmo mês, ficou internado por três dias após apresentar níveis baixos de hemoglobina, leucócitos e plaquetas.

No final de outubro de 2009, no entanto, Alencar disse que os exames haviam mostrado uma “redução substancial” dos tumores.

FERNANDO GALLO
DE SÃO PAULO

Terremoto de magnitude 7,2 atinge Pacífico Sul e dispara alerta de tsunami

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Terremoto de magnitude 7,2 atingiu nesta quinta-feira a ilha de Vanuatu, no Pacífico Sul, segundo o USGS (Instituto Geológico dos Estados Unidos).

O Centro de Alerta para Tsunamis no Pacífico Sul disse que está em vigor um alerta de tsunami em Vanuatu, nas Ilhas Salomão e Nova Caledônia.

“Um terremoto dessa magnitude tem o potencial de gerar um tsunami destrutivo que pode atingir as costas na região perto do epicentro dentro de minutos ou horas”, informou o centro para tsunamis, sem deixar claro se um tsunami foi gerado ou não.

O tremor atingiu o local por volta das 4h14 da manhã (14h14 em Brasília) e o epicentro foi a 485 quilômetros a noroeste de Port Vila, a uma profundidade de 36 quilômetros.

COM AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

Fonte: Jornal Folha de São Paulo

Prefeituras paulistas têm mais de 2,7 mil vagas em concursos

Somente em São Bernardo do Campo e Itanhaém são 2,3 mil vagas.
Há ainda concursos em Jundiaí, São José do Rio Preto e Araraquara.

Do G1, em São Paulo

Pelo menos oito prefeituras paulistas têm mais de 2,7 mil vagas em concursos públicos com inscrições abertas ou com data definida para abrir.

Confira lista de concursos e oportunidades
Somente em São Bernardo do Campo, na região metropolitana, e em Itanhaém, no litoral, são 2,3 mil vagas. Há ainda concursos em Guarulhos, Jundiaí, São José do Rio Preto, Altinópolis, Castilho, Conchal, Botucatu e Araraquara – confira abaixo mais detalhes.

Veja lista de concursos em prefeituras de SP
Prefeitura Vagas Escolaridade Salário Máximo Mais informações
Araraquara 22 + cadastro todos os níveis R$ 1.599,00 veja edital
Botucatu 20 + cadastro nível médio e superior R$ 1.650,74 veja edital
Castilho 78 todos os níveis R$ 6.442,82 veja edital
Conchal 76 todos os níveis R$ 1.276,92 + gratificações veja edital
Itanhaém 1.322 todos os níveis R$ 2.940,00 veja edital
Jundiaí 150 nível fundamental R$ 734,85 veja edital
São Bernardo (1) 20 temporárias nível superior R$ 4.421,12 veja edital
São Bernardo (2) 1.023 todos os níveis R$ 4.730,49 veja edital
São José do Rio Preto 50 + cadastro todos os níveis R$ 1.678,65 veja edital

Itanhaém

A Prefeitura de Itanhaém tem 1.322 em todos os níveis de escolaridade, a partir de alfabetizados sem nível fundamental até nível superior completo. Os salários vão de R$ 466,00 a R$ 2.940,00 – veja edital.

As vagas são distribuídas nas áreas: administrativa, saúde, educação, manutenção, obras, informática, entre outras.

As inscrições podem ser feitas no site do instituto Cetro entre 9h de 2 junho e 18h de 18 de junho. As taxas custam entre R$ 20 e R$ 60.

As provas serão realizadas em Itanhaém na data prevista de 2 de agosto pela manhã ou de tarde dependendo do cargo.

Vista aérea do paço municipal de São Bernardo do Campo, no ABC paulista (Foto: Divulgação)

São Bernardo do Campo

A cidade de São Bernardo tem dois concursos: um para o Hospital Municipal Universitário (HMU) em áreas administrativas e da área médica com 1.023 vagas e outro para 20 vagas temporárias na área médica, cujas inscrições se encerram nesta terça (26).

Das temporárias, são 13 vagas para farmacêutico, com salário de R$ 3.545,98; cinco vagas de médico, com salário de R$ 4.421,12; e duas de nutricionista, com salário de R$ 2.993,13 – clique para ver o edital.

No HMU são 424 vagas de nível fundamental, com salários de até R$ 1.366,22; 404 de nível médio, com salário de até R$ R$ 2.823,92; e 195 de nível superior, com remuneração de até R$ 4.730,49 – clique para ver o edital.

As inscrições vão até 12 de junho e podem ser feitas no site do instituto Quadrix. Custam entre R$ 25 e R$ 50.

As provas têm data data prevista para o dia 21 de junho.

Jundiaí

Na cidade de Jundiaí são 150 vagas de agente comunitário de saúde com salário de R$ 734,85, cargo que exige nível fundamental de escolaridade – clique para ver o edital.

As inscrições podem ser feitas até o dia 26 de maio no site da organizadora, a Conesul, e custam R$ 25.

A prova será realizada em Jundiaí no dia 21 de junho.

São José do Rio Preto

São 50 vagas mais cadastro no Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto de São José do Rio Preto. Há cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior – clique aqui para ver o edital.
Os salários vão de R$ 711,87 a R$ 1.678,65.

As inscrições podem ser feitas no site do instituto Cetro até o dia 5 de junho e custam entre R$ 20 e R$ 40 dependendo do cargo.

As provas serão realizadas em São José do Rio Preto em 5 de julho.

Botucatu

A Prefeitura de Botucatu tem 20 vagas mais cadastro para nível médio e superior nas áreas de arquitetura, administração, ciências contábeis, economia, serviço social, engenharia e psicologia – clique aqui para ver o edital.

Os salários vão de R$ 827,64 a R$ 1.650,74, além de um vale-compra no valor de R$ 300.

As inscrições podem ser feitas até 5 de junho no site da organizadora, a Caipimes, e custam entre R$ 15 e R$ 35.

As provas estão marcadas para 28 de julho.

Araraquara

São 22 vagas mais formação de cadastro em cargos de nível fundamental, médio, técnico e superior – veja edital.

As vagas são para a área administrativa e de manutenção. Os salários vão de R$ 571 a R$ 1.599.

As inscrições podem ser feitas até 28 de maio no site da organizadora, o Ibam, e custam entre R$ 30 e R$ 55. Pode ser feito ainda até dia 29 entre 9h e 16h no posto do Ibam instalado no terminal rodoviário da cidade.

A aplicação das provas está prevista para o dia 21 de junho.

Conchal

A Prefeitura de Conchal tem 76 vagas em diversas áreas – alguns cargos são para formação de cadastro de reserva; clique aqui para ver o edital.

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e os salários vão de 558,00 a R$ 1.276,92 mais gratificações.

As inscrições podem ser feitas até o dia 29 de maio no site do instituto Ápice e custam entre R$ 15,50 e R$ 67,00 dependendo do cargo.

A data da prova não foi informada.

Castilho

Em Castilho, são 78 vagas em todos os níveis de escolaridade para salários que vão desde R$ 505, para vaga de vigilante, até R$ 6.442,82 para médico da família – clique para ver o edital.

As inscrições só podem ser feitas presencialmente de 1º a 10 de junho das 8h30min às 11h00min e das 13h00min às 17h00min no Centro Integrado de
Educação e Cultura (Ciec) do Município de Castilho (avenida Adnaldo Rodrigues Medeiros, 72) de segunda a sexta.

As provas estão previstas para 28 de junho.

Leia mais notícias de Concursos e Empregos

Fonte: Portal da globo.com

Cursos técnicos a distância do Governo Federal recebem inscrições até hoje

Terminam hoje as inscrições para o vestibular dos cursos técnicos de Administração e Informática a distância mantidos pela Prefeitura de Itapevi, com apoio do governo federal. O cadastro pode ser feito no site Site para inscrição, com taxa de R$20.

Para participar do processo seletivo, os candidatos devem ter o Ensino Médio completo. A seleção envolve 50 vagas para cada curso, que conta também com aulas presenciais no Pólo da Universidade Aberta do Brasil em Itapevi, na Cohab, além da carga horária ministrada a distância.

Fonte: Jornal Diário da Região


Concursos com inscrições abertas reúnem quase 12 mil vagas

Pelo menos 44 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (24) e reúnem 11.669 vagas para todos os níveis de escolaridade.

Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Pelo menos três órgãos abrem as inscrições nesta segunda, são eles: a Câmara de Mongaguá (SP), a Funase de Pernambuco e a Prefeitura de Marco (CE).

Entre os concursos abertos, o que oferece o maior salário é o Tribunal de Justiça de Santa Catarina: R$ 17.800.

portal da Globo

Instituição/Órgão Prazo Vagas Salário máximo Escolaridade Local de trabalho Edital
Aeronáutica 1 27/05/10 160 não informado nível médio Guaratinguetá (SP) veja edital
Aeronáutica 3
17/06/10 164 não informado nível médio Pirassununga (SP) veja edital
Câmara de Mongaguá (SP)
17/06/10 16 R$ 2.100 todos os níveis Mongaguá (SP) veja edital
Companhia Carris Porto-Alegrense 10/06/10 44 R$ 1.496,51 nível fundamental Porto Alegre (RS) veja edital
Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE) do Rio Grande do Sul
31/05/10 261 R$ 2.947,11 níveis médio, técnico e superior Rio Grande do Sul veja edital
Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) 27/05/10 9 mais formação de cadastro R$ 2.553,95 nível fundamental e médio São Paulo veja edital
Conselho Federal de Farmácia 31/05/10 224 R$ 4.243,82 nível médio e superior Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo veja edital
Conselho Regional de Psicologia da 16ª Região (CRP) 27/05/10 53 R$ 2.022,48 níveis fundamental, médio e superior Espírito Santo veja edital
Corpo de Bombeiros de Minas Gerais
06/06/10 30 R$ 2.499,29 nível médio Minas Gerais veja edital
Departamento de Trânsito (Detran) do Distrito Federal
18/06/10 10 R$ 4.225,94 nível superior Distrito Federal veja edital
Fundação Alexandre de Gusmão 24/05/10 205 R$ 2.643,28 nível médio e superior Brasília (DF) e Rio de Janeiro (RJ) veja edital
Fundação de Atendimento Socioeducativo de Pernambuco (Funase)
26/05/10 260 R$ 1.601,42 nível médio e superior Pernambuco veja edital
Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Fundação Vunesp)
02/06/10 8 R$ 1.566,61 nível médio São Paulo veja edital
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins 17/06/10 92 R$ 6.055,01 nível fundamental, médio e superior Tocantins veja edital
Instituto Geral de Perícias do Estado de Santa Catarina 09/06/10 44 R$ 2.140 nível médio Santa Catarina veja edital
Marinha 30/05/10 para o quadro de capelães navais e engenheiros,  02/06/10 para o quadro de saúde 189 não divulgado nível superior Rio de Janeiro veja edital
Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) 01/06/10 100 R$ 3.156,55 nível médio e superior todo o país veja edital
Ministério Público do Estado de Goiás
26/05/10 18 R$ 4.769,93 nível médio e superior Goiás veja edital
Prefeitura de Boa Vista (RR)
26/05/10 15 R$1.500 nível superior em direito Boa Vista (RR) veja edital
Prefeitura de Carapicuíba (SP) 29/05/10 952 R$ 3.800 todos os níveis Carapicuíba (SP) veja edital
Prefeitura de Curitiba (PR) 31/05/10 36 R$ 3.847,13 nível superior e médio-técnico Curitiba (PR) veja edital
Prefeitura de Guarulhos (SP) 28/05/10 30 R$ 3.399,66 todos os níveis Guarulhos (SP) veja edital
Prefeitura de Ibirité (MG)
18/06/10 420 R$ 8.348,02 todos os níveis Ibirité (MG) veja edital
Prefeitura de Itabaiana (SE)
30/05/10 229 R$ 3.800 todos os níveis Itabaiana (SE) veja edital
Prefeitura de Itaquaquecetuba (SP) 17/06/10 200 R$ 989,48 nível médio Itaquaquecetuba (SP) veja edital
Prefeitura de Juquitiba (SP)
28/05/10 111 R$ 6.785,79 todos os níveis Juquitiba (SP) veja edital
Prefeitura de Marco (CE) 11/06/10 192 R$ 8 mil todos os níveis Marco (CE) veja edital
Prefeitura de Montes Claros (MG)
31/05/10 820 R$ 1.428,45 todos os níveis Montes Claros (MG) veja edital
Prefeitura de Ouvidor (GO) 31/05/10 60 R$ 6.640 todos os níveis Ouvidor (GO) veja edital
Prefeitura de Palmas (TO) 26/05/10 1.429 R$ 1.802,39 níveis fundamental incompleto, médio e superior Palmas (TO) veja edital
Prefeitura de Salto (SP) 25/05/10 274 R$ 2.389,20 todos os níveis Salto (SP) veja edital
Procuradoria-Geral do Amazonas 18/06/10 6 R$ 13.061,16 nível superior em direito Amazonas veja edital
São Paulo Turismo S/A 25/05/10 910 (sendo 10 imediatas e 900 para cadastro) R$ 4.711,06 todos os níveis São Paulo veja edital
Secretaria da Administração e Recursos Humanos do Rio Grande do Sul 18/05/10 95 e formação de cadastro R$ 2.564,45 nível médio e superior Rio Grande do Sul veja edital
Secretaria da Educação de Rondônia 18/05/10 2.289 R$ 1.833,60 nível médio e superior Rondônia veja edital
Secretaria de Estado da Saúde de Rondônia (Sesau/RO) 25/05/10 1.377 R$ 9.347 todos os níveis Rondônia veja edital
Serviço Social da Indústria (Sesi) do Distrito Federal 26/05/10 28 R$ 2.483 nível médio e superior Distrito Federal veja edital
Superintendência de Trânsito de Itabaiana (SE)
30/05/10 22 R$ 1.600 nível fundamental, médio e superior Itabaiana (SE) veja edital
Tribunal de Justiça do Piauí 24/05/10 70 R$ 3.071,02 nível superior em direito e serviço social Teresina, Parnaíba, Picos, Floriano, Campo Maior, Piripiri, Oeiras, Corrente e José de Freitas veja edital
Tribunal de Justiça de Santa Catarina 1 04/06/10 21 R$ 17.800 nível superior em direito Santa Catarina veja edital
Tribunal de Justiça de Santa Catarina 2 09/06/10 19 R$ 3.522,66 nível superior Santa Catarina veja edital
Tribunal de Justiça de Santa Catarina 3
17/06/10 18 mais formação de cadastro R$ 5.664,04 nível superior em direito Santa Catarina veja edital
Tribunal de Justiça de São Paulo 26/05/10 6 R$ 1.622,15 nível fundamental São Paulo veja edital
Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul
08/06/10 42 R$ 6.611,39 nível médio e superior Rio Grande do Sul veja edital
Tribunal do Trabalho do Paraná
11/06/10 127 R$ 8.140,08 níveis médio e superior Paraná veja edital

Antes das urnas, disputa eleitoral nos computadores

É pela internet que os eleitores dos dois principais candidatos a presidente, Dilma e Serra, iniciam a batalha eleitoral

Fábio Góis

Depois do fenômeno Barak Obama nos Estados Unidos, não foram poucos os analistas que diagnosticaram que, num país mais pobre como o Brasil, o fenômeno da eleição via rede mundial de computadores levaria bem mais tempo para acontecer. A julgar, porém, pelo que já é possível encontrar na internet, essa previsão mostrou-se incorreta. Com uma legislação que encurta a pouquíssimas semanas a campanha eleitoral, os partidos armaram-se para dominar o território livre da rede de informática. Vídeos, músicas e um atento exército de eleitores prontos para reagir a qualquer ataque contra seus candidatos nos espaços de comentários de qualquer site ou blog transformaram a internet em campo de batalha da disputa eleitoral. Ali, a campanha já começou há tempo.

Se os pré-candidatos ao pleito de outubro, bem como suas coligações partidárias, estão proibidos pela Lei 9.504 de fazer propaganda política na internet antes da data estipulada pela Justiça Eleitoral (6 de julho), internautas incendeiam o debate por meio de sites, blogs e, de maneira cada vez mais intensa, em comunidades e microblogs como Twitter, Orkut e Facebook.

Também na rede, a disputa está polarizada entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), que têm liderado as intenções de voto em todas as pesquisas. Serra, que atravessa as madrugadas “twittando”, saiu na frente: por volta das 23h da última sexta-feira (21), tinha mais de 236.300 mil seguidores no Twitter, por exemplo, enquanto Dilma, com menos de um mês de atividade no microblog, tem perto de 64 mil seguidores.

Depois da divulgação da mais recente pesquisa do instituto Vox Populi, encomendada pela Rede Bandeirantes, este site percebeu como foi intensificada a manifestação das preferências eleitorais por meio da internet. Na primeira vez em que Dilma apareceu com percentual maior do que Serra (confira), com 38% das intenções de voto contra 35% do tucano, comentários de leitores de todos os cantos do país encheram os diversos canais de interação do site – seja no Twitter, no Facebook, no Espaço do Leitor ou nos espaços reservados ao final de cada reportagem.

“Com três anos de propaganda ilegal apoiada pelo presidente e usando dinheiro público nessa propaganda, ficar um pouquinho na frente não é de se vangloriar. Quando começar o período de propaganda permitido por lei, o povo vai poder comparar os currículos, a experiência de cada candidato”, ponderou o leitor identificado como “Ademar”, que recebeu pronta resposta do internauta “Vermelhão”, cuja alcunha auto-explicativa acompanha em ironia seu comentário.

“Ademar,chora! Chora bastante e diga que as uvas estão verdes! As esquerdas vão faturar as urnas mais uma vez! Viva Dilma!”, rebateu o petista.

Outro leitor trouxe à tona o passado recente – e nada saudoso – da política nacional, e fez menção aos “anos de chumbo” da ditadura militar. “Será que os militares, na hipótese de Dilma ganhar, vão deixar ela [sic] tomar posse? A ex-guerrilheira será a comandante-em-chefe das Forças Armadas brasileiras? Será que essa piada vai ocorrer?”, provocou, para ser confrontado em seguida.

“Política é questão de cidadania e de direitos humanos, civis, trabalhistas, sociais, culturais, de gênero, liberdades democráticas etc. Não é torcida de futebol que chora ou grita por fanatismos lúdicos. Quem não quer votar no Lula e na Dilma tem seus motivos, dos quais discordo, mas que respeito. Espero que estes também tenham a dignidade de respeitar os direitos dos outros, sem jogar recriminações aleatórias. O importante é acabar com a direitona [sic] golpista, que acusa a esquerda de ‘comer criancinhas’. Amadureçam politicamente conversando e dialogando em lugar de brigar de papos furados”, divergiu “Paganelli”.

Interação via Facebook

A batalha virtual seguiu em outras plataformas, e na esteira dos temas quentes do Congresso – como o projeto ficha limpa, aprovado pelo Senado na última quarta-feira (19), foco das atenções do noticiário na semana que passou. E, no Facebook, acabou sobrando para Serra. Autor de uma emenda no Senado que, dependendo da interpretação da Justiça, pode desfigurar o projeto, o senador Francisco Dornelles (PP-RJ) é um dos nomes cotados para ser vice de Serra.

“[Dornelles] tomou as dores do Maluf [PP-SP]! Quanto será que ele ganhou? Se for o vice do Serra e caso ele vá pro segundo turno, eu voto nulo! Aliás, poderíamos fazer uma campanha contra ele ser o candidato a vice do Serra!”, disse um leitor.

Atento ao noticiário, outro amigo do site no Facebook mostra que tem outras pretensões eleitorais e põe tanto Dilma e Serra na berlinda por suas andanças eleitorais. “Da série ‘reflexões na praia’ – 1. Serra com Padre Cícero no Ceará. 2. Dilma com Ratinho em São Paulo. Agora me digam: aonde eu vou amarrar a minha égua?”, brincou, lembrando as visitas feitas pelo tucano e pela petista, respectivamente, ao símbolo religioso do Nordeste e ao apresentador popular do do canal de TV SBT.

Território livre

Tanto no PT como no PSDB, a novidade da interação com os eleitores na internet é vista com atenção e com preocupação, pela capacidade que a rede tem de multiplicação da informação, seja ela verdadeira ou falsa.

“As informações vão circular cada vez mais livremente. Caberá às pessoas dividir o que é fofoca, o que é calúnia, e o que é informação de verdade”, disse o presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, um dos coordenadores da campanha de Dilma Rousseff. “

Em referência velada aos ataques adversários, o dirigente disse que caberá ao internauta fazer bom uso do material disponível na rede. “A internet é um novo meio, e mais rápido, de divulgação da fofoca. Eu gostaria que não acontecesse, mas é o tipo de ação que é impossível controlar. A fofoca tem espaço garantido na web”, disse o petista, para quem o crescente percentual de brasileiros conectados será positivo para o debate político.

“[Com o acesso à internet ampliado] o monopólio da informação vai estar sepultado. A própria população vai conseguir separar o que deve considerar e o que é baixaria”, conclui José Eduardo, acrescentando que a veiculação de fatos deturpados – os “efeitos colaterais” da informação democratizada – pode ser comparada ao que se ouve em “conversas de botequim”, porém com um efeito muito mais ampliado.

Um dos principais nomes do PSDB mineiro, o senador Eduardo Azeredo (MG) disse à reportagem que a profusão de discussões via internet é inerente à liberdade por ela propiciada. “Não vejo nenhum problema, as pessoas estão manifestando opiniões. Isso está dentro da liberdade da internet”, declarou o parlamentar, lembrando que apresentou no ano passado, durante as discussões da minirreforma eleitoral, uma emenda liberando a campanha eleitoral na internet em qualquer época (leia mais).

Azeredo, porém, queria limitar a ação na rede de computadores. Ele acusa a base governista no Congresso de impedir o que, na sua opinião, seriam avanços na legislação de internet.

“A parte ofensiva [das páginas da web], de falsificações, de difamação e calúnia, poderíamos impedir com a aprovação do projeto 89, que versa sobre a questão dos crimes e dos abusos na internet. Mas ele está paralisado na Câmara por causa do PT e do governo, que insistiram em ficar com uma versão deturpada do projeto e começar do zero”, criticou, referindo-se ao Projeto de Lei da Câmara 89/2003, que relatou em 2006 na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O texto procurava tipificar como crimes de internet as violações técnicas de informática. Tais crimes poderiam ter pena de reclusão ou detenção de um a quatro anos. Entre os delitos, o projeto mencionava “difusão maliciosa de código” e “dano por difusão de vírus eletrônico ou digital”.

O senador considera que, além dos crimes operacionais, os “eventuais excesssos” também devem ser combatidos – excessos que, segundo ele, não preocupam o PSDB por estarem localizados em um percentual reduzido da sociedade, considerando-se os cerca de 190 milhões de brasileiros. “A internet será um dos meios de debate da eleição, mas não o mais importante”, acredita Azeredo.

Verdades e mentiras

Se os internautas já estão em cena no teatro virtual de operações eleitorais, as duas principais legendas da corrida ao Planalto não ficam a dever. Mas os caminhos diferem: enquanto o presidente Lula já foi multado pela quarta vez (leia) pela Justiça eleitoral, abarcando caciques petistas nas multas (Dilma entre eles), correligionários de Serra lançaram o site Gente que mente, por meio do qual os aliados de Serra fazem ataques à pré-candidata e aos demais articuladores da campanha petista.

Em um registro feito em 24 de julho de 2009, a página tucana acusa Dilma de mentir sobre a suposta alteração do próprio histórico acadêmico-profissional, com direito a um vídeo (confira). Enxergando “baixaria e jogo sujo na internet”, o PT acionou, em vão, a Justiça contra o site anti-Dilma: no último dia 18, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral Joelson Dias alegou “crítica política (…) sem conotação eleitoral” para arquivar a ação.

“É a única coisa que a gente pode fazer [acionar a Justiça]. A interação na web a gente não deve e não pode controlar”, resignou-se José Eduardo Dutra, acrescentando que “uns dez tucanos” o seguem no Twitter para lançar impropérios. “Só sai baixaria. É uma realidade com a qual temos que conviver.”

Segundo José Eduardo, o PT não tem e nem vai elaborar uma página na internet nos moldes do site tucano. Os ataques vêm no próprio blog oficial do partido. Ali, há um registro feito em 10 de maio com o seguinte título: “Serra diz que é candidato de esquerda… Até Serra quer ser candidato de Lula” (confira).

“As pesquisas mostram que o presidente Lula está transferindo votos para a pré-candidata do PT à Presidência da República (…). O tucano José Serra já percebeu isso há muito tempo e não é por outras razões que não bate de frente com Lula, manda seus capangas bater”, diz trecho do material.

Universo Youtube

Em meio aos milhões de vídeos registrados no Youtube, maior site de veiculação voluntária de filmes e congêneres, a guerra eleitoral continua. O Congresso em Foco escolheu alguns exemplares que traduzem a forma como a campanha à Presidência chegou ali.

Primeiro, hackers eleitores de Serra invadiram o site oficial do PT. Em resposta a isso, um vídeo produzido pelo grupo “Mobiliza PSDB” censurou oficialmente tal postura propondo a realização de uma “campanha limpa”. No vídeo, porém, o grupo tucano inclui também material ofensivo a José Serra.

O vídeo do PSDB faz parte de uma série disponível no Youtube que mostra a importância que se dá à rede como ferramenta eleitoral. Ao final, aparece o mapa do Brasil formado por logotipos de redes sociais como Flick e MySpace, além dos já citados Facebook, Orkut e Twitter.

Como troco, os petistas fizeram um vídeo em que criticam integrantes do DEM e do PP (o primeiro partido é o principal parceiro do PSDB na campanha de Serra, e o segundo, embora faça parte da base do governo, tem políticos que deverão optar pelo palanque tucano) que espalharam pela internet uma espécie de dossiê, fortemente carregado de opiniões, sobre o passado de Dilma Rousseff como integrante de uma organização de esquerda que optou pela luta armada como tentativa de combater a ditadura militar. No vídeo, os petistas perguntam: “Cadê a campanha limpa?”.

Veja o video do PT:

Para o sociólogo Marcello Cavalcanti Barra, um dos pesquisadores do grupo de pesquisa Ciência, Tecnologia e Educação na Contemporaneidade, da Universidade de Brasília (UnB), as discussões na grande rede são uma evolução do fazer político no país. “No aspecto de longa duração, a política de hoje, totalmente ligada ao verbo, à palavra, é um avanço em relação à política que se praticava com as armas. E essa política é a aceitação da existência do outro, a superação da guerra”, observa.

Marcello celebra a inclusão digital, mesmo ainda sob a diferenciação das classes sociais, como núcleos de legitimação da democracia. “As lutas políticas e democráticas vão se dar nessas pequenas esferas. A gente não pode falar de democracia se não há a inclusão social e política dos 190 milhões de brasileiros.” No entanto, o cientista considera que, em um processo “civilizatório”, em que há mobilização cada vez maior de membros da sociedade, o uso de palavras de baixo calão e comportamentos excessivamente ofensivos reforça uma tendência “desqualificadora da política”.

O pesquisador vê relações entre o sistema binário da internet e o fenômeno da polarização Dilma-Serra na corrida à Presidência da República – e enfatiza a importância do debate político na transposição de limites “técnicos”.

“A digitalização levou a um código binário. Existe uma certa tendência – e isso vem da informática – de polarização. A base da informática é técnica, só que foram introduzidas camadas de discussão políticas que levaram a muito mais que a simplicidade da técnica. A política faz com que a polarização não seja a única via. Se essa polarização – que não representa a diversidade da sociedade brasileira – se mostra problemática, abre possibilidade para o surgimento de outras candidaturas”, explica Marcello. Ele lembra como a internet foi determinante para a vitória de Obama nos Estados Unidos.

“Em 2006, Obama não era um candidato favorito. Mas, lá, eles realizam as eleições primárias partidárias [em que os partidos fazem uma pré-eleição com dois nomes de destaque], e aí você consegue introduzir um outro nome. No Brasil, que não realiza as primárias, isso nunca houve”, emenda o estudioso, acrescentando que a concentração do debate virtual nas classes média e alta não reflete a discussão de toda a sociedade brasileira. “Mas isso tem um impacto, porque [internautas] são formadores de opinião. Essas discussões acabam transpostas para os meios de comunicação de massa.”

Fonte: Site Congresso em Foco