Arquivos Mensais: fevereiro \27\UTC 2010

Pelo menos 47 morrem em tremor de magnitude 8,8 no Chile

da Folha Online

O terremoto que atingiu o Chile na madrugada deste sábado matou ao menos 47 pessoas, segundo fontes do Comitê de Emergência do país. A presidente Michelle Bachelet tinha informado mais cedo que havia ao menos seis vítimas do terremoto de magnitude 8,8.

O tremor, que atingiu o centro-sul do Chile, foi o maior no país em 25 anos. A presidente avalia a possibilidade de declarar zona catastrófica a região do Maule, Bio Bio e Araucania.

Segundo o USGS (United States Geological Service, na sigla em inglês), o terremoto teve seu epicentro a 35 quilômetros de profundidade, na região de Bio Bio, a cerca de 320 quilômetros ao sul da capital chilena, Santiago, e 91 quilômetros ao norte de Concepción.

Horas depois do primeiro tremor, a região foi atingida por um segundo, de magnitude 6,2.

“Quero pedir calma”, disse a presidente chilena ao convocar uma reunião de emergência para discutir as medidas após o tremor às cinco da manhã locais.

Um alerta de tsunami foi emitido para as zonas costeiras do Chile, Equador e Peru, e depois estendido para a Colômbia, Panamá, Costa Rica e Antártida.

A agência meteorológica do Japão alertou para possíveis tsunamis na região do Pacífico.

Interminável

Na região de Araucanía, onde houve vítimas, foram relatados danos a hospitais e redes de infraestrutura básica, como água, gás e eletricidade.

Moradores das zonas atingidas pelo terremoto descreveram o tremor como “interminável”, e o estado de choque foi sentido nas ruas, em meio a casas destruídas.

Entretanto, lembrou a jornalista, ainda é cedo para fazer uma avaliação dos prejuízos.

Segundo o USGS, os efeitos do tremor foram percebidos no mar de Valparaíso, na costa a oeste de Santiago.

Na capital chilena, relatos dão conta de que os prédios tremeram entre 10 segundos e 30 segundos.

Um professor da universidade de Santiago, Cristian Bonacic, disse que o terremoto havia sido forte, mas que a cidade parecia ter resistido bem. Comunicações via internet estavam funcionando, mas não os telefones celulares.

Um jornalista que falou à TV chilena da cidade de Temuco, 600 km ao sul da capital, disse que muitas pessoas haviam deixado suas residências com medo de desabamentos. Muitas, em prantos.

Depois do terremoto, tremores de intensidade variável foram registrados em todo o país, levando as autoridades chilenas a pedir aos moradores que permaneçam em casa.

Graciela Martín, de Mendoza, no lado argentino da fronteira andina, afirmou que “deste lado da fronteira, sentimos um tremor de cerca de um minuto.”

Com as agências internacionais BBC e Efe

Leia mais notícias de Mundo

Prefeito de Porto Alegre (RS) lamenta assassinato de secretário de Saúde

da Folha Online

O prefeito de Porto Alegre (RS), José Fogaça (PMDB), divulgou uma nota na noite desta sexta lamentando a morte do secretário de Saúde da cidade. Eliseu Santos foi morto a tiros hoje à noite quando deixava um culto religioso na zona norte da cidade.

Santos, que foi vice-prefeito do município na primeira gestão do peemedebista –entre 2005 e 2008–, assumiu a pasta da saúde em 2007. Na nota, Fogaça se disse estar consternado com a notícia da morte do colega.

Segundo informações preliminares da Polícia Civil gaúcha, ele teria sido abordado por pelo menos três homens quando se aproximava de seu veículo ao deixar uma igreja evangélica. Os criminosos dispararam diversas vezes contra Santos, que estava armado e revidou aos disparos, segundo informações da ‘Globo News’.

À Folha Online a assessoria da polícia confirmou que ele teria sido atingido por pelo menos três tiros e morreu no local. A Polícia Civil ainda investiga os motivos do assassinato, e informou que ele vinha recebendo ameaças.

O secretário estava acompanhado da filha e da mulher no momento do crime. Os criminosos fugiram.

Outras notícias da editoria de Cotidiano

IBGE tem 191.972 vagas temporárias para recenseadores

da Folha Online

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) abriu nesta sexta-feira (26) as inscrições para 191.972 vagas temporárias para recenseadores, que trabalharão no Censo 2010 nos 5.565 municípios do Brasil.

As inscrições custam R$ 18,00 e foram abertas à 0h desta sexta-feira no site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br). Os interessados também podem se inscrever nos postos de inscrição, que passam a receber as fichas a partir de hoje. O prazo de inscrição vai até dia 04/04.

Os candidatos terão de se inscrever na área de trabalho do município onde desejam trabalhar — há municípios com mais de uma área de trabalho. Essa exigência também vale para as inscrições feitas pela Internet.

De acordo com o edital do concurso, o trabalho tem duração de cinco meses e o pagamento será baseado na produção do recenseador, conforme o número de casas e pessoas recenseadas, e registro da coleta de dados. No edital, não há referência aos valores que serão pagos.

Para concorrer, é necessário ter concluído o ensino fundamental (antigo 1º grau), estar com 18 anos completos na data da contratação, ter nacionalidade brasileira ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade. Os candidatos também precisam estar em dia com as obrigações eleitorais e militares. Não poderão concorrer servidores da administração direta ou indireta da União, estados, Distrito Federal e municípios, os empregados de suas subsidiárias e controladas, bem como os contratados temporário nos últimos 24 meses.

Previstas para 30 de maio, as provas ocorrerão simultaneamente em todo o país, em locais que serão divulgados a partir de 18 de maio. Haverá 50 questões objetivas: língua portuguesa (10), matemática (10), conhecimentos gerais (10) e conhecimentos técnicos, baseadas no Estudo dos Conhecimentos Técnicos que serão aplicados no Censo Demográfico 2010 (20).

Os classificados nas provas objetivas farão um treinamento, com caráter eliminatório e classificatório. A efetivação dos contratos de trabalho está condicionada ao resultado do teste final. A previsão é que o trabalho dos recenseadores seja concluído em até cinco meses. Eles serão pagos por produção, com base na quantidade de domicílios recenseados, e também terão direito 13º salário e férias proporcionais aos dias trabalhados e à produção.

Leia mais

Ator que estava desaparecido é achado morto em parque no Canadá

colaboração para a Folha Online

O ator americano Andrew Koenig, que estava desaparecido desde o último dia 14, foi encontrado morto por volta do meio-dia desta quinta-feira, segundo contou uma fonte ligada à família dele ao site da rede de televisão americana CNN.

Em entrevista coletiva, os pais do ator confirmaram que o corpo é o do filho deles, que teria cometido suicídio na cidade canadense.

Segundo a “People”, a família do ator disse que ele sofria de depressão. Ele havia esvaziado seu apartamento de Los Angeles antes de viajar para Vancouver, há cerca de três semanas. A revista diz que ele já havia morado na cidade.

Koenig, que tinha 41 anos, começou a carreira aos 5 anos com uma participação no seriado “Adam-12”. Nos Estados Unidos, ele era mais conhecido pelo papel de Boner na série “Growing Pains”, que foi um sucesso no final dos anos 80 e começo dos 90. O ator era filho de Walter Koening, o Pavel Chekov de “Star Trek”.

Divulgação
O  ator americano Andrew Koenig, que foi encontrado morto em um parque do  Canadá por volta do meio-dia desta quinta-feira
O ator americano Andrew Koenig, que foi achado morto em parque do Canadá por volta do meio-dia desta quinta

O corpo dele foi achado num parque, de acordo com a fonte da CNN, que diz ter conversado com o pai do ator após ele ter sido informado sobre o assunto.

Os pais do ator divulgaram o desaparecimento dele após ele perder um voo de Vancouver para Los Angeles na semana passada.

A polícia de Vancouver havia dito à CNN que um corpo fora achado no parque Stanley e que “acreditava que o corpo era de Andrew Koenig”.

Leia mais notícias da Ilustrada

Grupo afirma ter acertado dezenas da Mega-Sena, mas Caixa nega registro

da Folha Online

Um grupo de apostadores da Mega-Sena de Novo Hamburgo (RS) afirma ter acertado as seis dezenas sorteadas no concurso 1.155, realizado no último sábado (20), mas a Caixa Econômica Federal não tem registro da aposta. De acordo com o banco, uma investigação já foi instaurada.

Segundo informações da assessoria da Caixa, os apostadores compareceram na manhã desta segunda-feira à lotérica onde a aposta teria sido feita e à Superintendência Regional da Caixa, para reclamar o prêmio de R$ 52 milhões. Apesar disso, eles apresentaram apenas a cópia do bilhete, informou a Caixa.

O banco ressaltou que a aposta deve passar por uma análise para comprovar a autenticidade, mesmo com a apresentação do bilhete original. A assessoria ressalta que qualquer afirmação a respeito do que teria acontecido para a aposta não ser registrada seria apenas suposição, e apenas a investigação vai determinar o que ocorreu.

De acordo com os registros da Caixa, nenhum bilhete acertou as seis dezenas, mas 76 bilhetes acertaram a quina e cada um vai receber R$ 47.668,53. Outras 6.061 apostas acertaram a quadra e ganharão R$ 853,59 cada uma. Os números sorteados na ocasião foram: 20 – 28 – 40 – 41 – 51 – 58.

Leia outras notícias da editoria de Cotidiano

Especial

Impacto eleitoral de cassação de Kassab preocupa Serra

da Folha Online

Hoje na FolhaDesde a noite de sábado, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), acompanha, apreensivo, os desdobramentos da cassação do mandato do prefeito Gilberto Kassab, com quem conversou ao telefone, informa a reportagem de Catia Seabra, publicada nesta segunda-feira (22) pela Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Entre tucanos e democratas, a orientação foi a de evitar contaminação política, restringindo o problema ao campo técnico.

Kassab nega ter recebido doações ilegais e diz não temer perder mandato
Justiça eleitoral cassa mandato do prefeito Gilberto Kassab
Cassação aprofunda avaliação negativa de Kassab, diz cientista política

Embora concordem que Kassab não afrontou a lei, a controvérsia preocupa serristas por coincidir com um inferno astral experimentado pelo DEM e pelo prefeito.

Além da prisão do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), as seguidas enchentes enfrentadas pela população paulistana provocaram desgaste na administração Kassab num momento em que Serra reúne coragem para trocar a hipótese de reeleição por uma disputa que promete ser difícil pela Presidência da República.

Fora isso, o próprio Serra reclamou pessoalmente com Kassab de duas medidas impopulares adotadas pela gestão: o reajuste do IPTU e das tarifas de ônibus. Segundo tucanos, Serra se queixa especialmente do fato de o anúncio ter sido previamente antecipado, “sangrando” por dias.

DEM

O DEM criticou a decisão do juiz da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo, Aloísio Silveira, de cassar o mandato do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, por suposto recebimento de doações ilegais na campanha de 2008. A decisão deve ser publicada no “Diário Oficial” de terça-feira, e a cassação do prefeito vale oficialmente após esse ato formal.

Para o partido, a decisão é “incoerente”, “eleitoral”, “irresponsável” e “criminosa”. Mesmo assim, de acordo com o líder da legenda no Senado, José Agripino Maia (DEM-RN), o DEM está tranquilo e confia na Justiça. Ele preferiu não politizar a decisão, porém ressaltou que as “as decisões judiciais tem que ser coerentes”.

O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), por outro lado, considera a decisão “100% eleitoral, irresponsável e criminosa”. Segundo ele, a cassação visa a criar desconforto e instabilidade ao partido e “sem dúvida” atingir a eventual candidatura à Presidência do governador José Serra (PSDB-SP), principal aliado político de Kassab.

Caiado avalia que se a decisão for levada adiante mostrará que a Justiça Eleitoral “tem dois pesos e duas medidas”. Isso porque, segundo o partido, há jurisprudência que permite a doação de empresas que são sócias de concessionárias de serviços públicos sob gestão dos cargos em disputa eleitoral.

O líder do partido na Câmara, deputado Paulo Bornhausen (SC), afirmou que o pedido de cassação é um assunto “técnico e jurídico que está se transformando em político apenas porque envolve o prefeito de São Paulo”. Para Bornhausen, “as análises das doações já foram feitas e aceitas dentro da lei. Mas o juiz resolveu, em cima dos fatos, dizer que não”.

O presidente do DEM, deputado Rodrigo Maia (RJ), disse estar “absolutamente tranquilo”, já que “as contas estão rigorosamente dentro da lei”. “Não tenho dúvida alguma a este respeito, na prestação de contas de Kassab as determinações legais foram seguidas integralmente”, disse.

Confiança

O prefeito de São Paulo negou ter recebido doações ilegais na campanha de 2008 e disse não temer perder seu mandato. “Não temo [perder o mandato]. Estou realmente confiando na Justiça, sempre confiei. E volto a afirmar que tudo foi feito corretamente.”

“Essa ação já foi adotada em relação a outros candidatos e foi suspensa. Nossa confiança é que possa acontecer da parte da Justiça o mesmo encaminhamento.”

Segundo ele, sua defesa irá recorrer da decisão. “Nossos advogados terão a oportunidade de expor tudo que foi feito, mais uma vez. Nossas contas já foram aprovadas pela Justiça.”

Ao ser questionado sobre a influência da cassação nas eleições deste ano, Kassab disse que a decisão da Justiça não é política. “A decisão é técnica e, tecnicamente, estamos todos convencidos de que foi feito corretamente.”

Em nota, a defesa do prefeito afirma que causa “perplexidade e insegurança jurídica” que assuntos e temas já decididos há tantos anos pela Justiça sejam reabertos e reinterpretados sem nenhuma base legal e contrariando jurisprudência do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“Por esse mesmo motivo seriam cassados desde o presidente Lula até o vereador do menor município do Brasil.”

Como antecipado pela Folha no último dia 3, Kassab corria o risco de ser cassado porque perícia contábil da Justiça Eleitoral apontou que 33% dos recursos arrecadados pelo prefeito no último pleito municipal tiveram origem em fontes de contribuição consideradas ilegais pelo Ministério Público.

O juiz Aloísio Silveira também já apresentou em cartório as sentenças nos processos contra a petista Marta Suplicy e o tucano Geraldo Alckmin, candidatos em 2008.

No processo contra Kassab, o promotor eleitoral Maurício Lopes acusou o prefeito de ter recebido doações ilegais da AIB (Associação Imobiliária Brasileira), de sete construtoras e do Banco Itaú –cujas contribuições somaram mais de R$10 milhões em 2008.

Leia a íntegra da matéria na Folha desta segunda-feira que já está nas bancas.

Assine a Folha

  Editoria de Arte/Folha Imagem  

Carnaval de São Paulo começa nesta sexta-feira; veja como chegar ao sambódromo

da Folha Online

Os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial do Carnaval 2010 de São Paulo ocorrem sexta-feira e sábado (13) no Anhembi.

Veja a cobertura completa do Carnaval

Neste ano, as escolas de samba do Grupo Especial apresentam sambas-enredo que homenageiam cidades do Brasil, comemoram aniversários das próprias agremiações, falam de futebol e até sobre a história do cacau e da medicina.

Veja como chegar ao sambódromo:

veja os detalhes do sambódromo – Fonte Folha de São Paulo

Helicóptero da TV Record cai na zona oeste de SP; piloto morre

Aeronáutica investiga queda de helicóptero da TV Record; piloto morreu

Publicidade

da Folha Online

A Aeronáutica informou na manhã desta quarta-feira que já foram iniciadas as investigações para determinar as causas da queda de um helicóptero da TV Record em um gramado no Jockey Club, na zona oeste de São Paulo. O piloto da aeronave morreu e um cinegrafista da emissora ficou ferido.

Piloto trabalhava na Record há dez anos
Helicóptero da TV Record cai na zona oeste de SP

Segundo informações da assessoria da aeronáutica, uma equipe dão Seripa 4 (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), em São Paulo, foi deslocada para o local do acidente e já coleta informações. Apesar disso, não há um prazo para a conclusão das investigações, que devem ser sigilosas.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a queda do helicóptero aconteceu por volta das 7h20, quando realizava imagens de uma assalto ocorrido na madrugada na avenida Morumbi. Sete carros dos bombeiros foram encaminhados para o local. Segundo informações da TV Record, o helicóptero ficou totalmente destruído.

O piloto foi identificado pela emissora como Rafael Delgado Sobrinho. O outro ocupante, o cinegrafista Alexandre da Silva Moura, conhecido como Alexandre “Borracha”, foi socorrido e encaminhado para um hospital da região.

Corinthians terá carro na Stock Car

O Corinthians será o primeiro clube do futebol brasileiro a ter uma equipe na Stock Car

Fonte: Uol Esportes

http://www.uol.com.br

Polícia joga gás de pimenta em manifestantes de áreas alagadas do Jardim Romano, na zona leste de SP

Moradores protestam contra dois meses de alagamento; grupo está em frente à prefeitura

Do R7, com Agência Record
Júlia Chequer/R7
Foto por Júlia Chequer/R7
Policiais jogam gás pimenta em manifestantes do Jardim Romano

Cerca de 230 moradores do Jardim Romano, bairro da zona leste de SP que fica na várzea do rio Tietê, foram atingidos por gás de pimenta por policiais militares. O grupo está desde as 14h desta segunda-feira (08) em frente à sede da prefeitura, na região central. Os moradores protestam contra os dois meses de alagamento do bairro, que foi atingido pelas enchentes em dezembro de 2009.A reportagem do R7 presenciou a PM pedindo que os manifestantes recuassem para trás de algumas grades, para isolar a entrada da prefeitura.

O empurra-empurra entre moradores e policiais teve início e, desta forma, a polícia começou a jogar gás de pimenta nos manifestantes. Há policias não-identificados no meio da multidão.

Procurada pela reportagem, a assessoria de imprensa da PM diz que não houve confronto e que a manifestação está pacífica.

Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), os manifestantes estão na calçada do viaduto do Chá, por isso o trânsito na região não foi afetado.

Fonte: http://www.r7.com.br