Arquivos Mensais: janeiro \31\UTC 2010

Vídeo exclusivo mostra chegada de Lula ao hospital no Recife: Retoma agenda na segunda-feira após crise de hipertensão

da Folha Online

Após repouso de quatro dias para se recuperar de uma crise de hipertensão, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva retoma sua agenda oficial amanhã, em Brasília. O primeiro compromisso será a cerimônia de abertura do ano judiciário no STF (Supremo Tribunal Federal).

Desde quinta-feira, Lula estava sem agenda oficial e se recuperava em seu apartamento, em São Bernardo (SP), e no Palácio da Alvorada, em Brasília, onde chegou ontem à tarde. Ele teve uma crise de hipertensão na noite da última quarta-feira no Recife (PE), onde cumpria agenda oficial.

Ontem, o presidente e a primeira-dama Marisa Letícia fizeram uma série de exames no InCor (Instituto do Coração) cujos resultados deram normais. Segundo o cardiologista Roberto Kalil, os resultados preliminares da avaliação clínica e dos exames “apontaram que o estado geral de saúde do presidente e da primeira-dama Marisa Letícia é bom”.

Lula fez exames de sangue e urina, ecocardiograma, ultrassom de abdome total e tomografias de crânio, carótida, tórax, coronária, abdome e vascular. Além destes exames, o presidente foi submetido a uma avaliação urológica e a primeira-dama, a uma avaliação ortopédica.

Após os exames o presidente disse em entrevista coletiva que “graças a Deus” está com a saúde perfeita. Perguntado sobre o acúmulo de compromissos da Presidência e da pré-campanha da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), o que pode ter provocada a crise de hipertensão, Lula disse “que quem engorda o porco é o olho do dono e, se o dono não estiver olhando as coisas acontecerem, elas não acontecem”.

“Acho que a agenda não é um problema de campanha. É um problema de compromissos que a gente vai assumindo e querendo cumprir. E a gente percebe que o dia só tem 24 horas e a agenda muitas vezes tem uma utilização maior que 24 horas”, afirmou.

Com os resultados dos exames normais, o cardiologista liberou o presidente para retornar à sua rotina de trabalho a partir de amanhã. Segundo ele, a principal recomendação é que Lula volte a praticar atividades físicas regularmente, como sempre fez, e reduza o consumo de sal.

“Nessa maratona que ele veio, provavelmente ele não conseguiu fazer o exercício de caminhada que ele faz uma hora, uma hora e meia todo dia. Uma hora é suficiente, é bem recomendado”, disse Kalil, que também recomendou ao presidente dormir um pouco mais.

Agenda

Pela agenda prevista para Lula, na terça-feira à tarde ele recebe o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Cleyton Pinteiro, além de pilotos e dirigentes da Fórmula Indy de 2010. Depois se reúne com representantes da sociedade civil para discutir o plano de banda larga.

Na quarta-feira, o presidente fará sua primeira viagem após a crise de hipertensão. Ele vai para o Rio de Janeiro para visitar o túnel de passagem do gasoduto Gasduc 3, na Serra dos Gaviões. Depois participa da cerimônia de inauguração do gasoduto Cabiúnas-Macaé e da estação de compressão Campos Elísios-Duque de Caxias. Ele deve retornar na hora do almoço para Brasília.

Hipertensão

O presidente Lula teve uma crise de hipertensão na noite de quarta-feira (27), em Recife (PE), onde cumpria agenda oficial antes de ir para Davos (Suíça), onde receberia o prêmio de Estadista Global durante o Fórum Econômico Mundial.

Ele passou mal no avião e, por orientação médica, foi para o hospital Português, ainda em Recife, onde passou a noite. Na manhã seguinte, o presidente foi para São Bernardo, onde ficou de repouso até a manhã deste sábado.

Leia mais

Leia outras notícias de política

Serra pressiona para inaugurar Rodoanel antes de deixar cargo

FERNANDO BARROS DE MELLO
da Folha de S.Paulo

Uma das principais vitrines do governo de São Paulo, o trecho sul do Rodoanel virou, neste início de ano, alvo de atenção dos dois partidos favoritos à sucessão presidencial de 2010. Enquanto o PT torce para que as obras atrasem, impedindo a inauguração em março, o governador José Serra pressiona pela conclusão dos trabalhos.

A apreensão tem um motivo: a data-limite de desincompatibilização. Caso Serra, pré-candidato tucano ao Planalto, seja confirmado como adversário da petista Dilma Rousseff (Casa Civil) na disputa presidencial, ambos têm até 2 de abril para deixar os cargos.

A previsão de inauguração do Rodoanel é dia 27 de março -menos de uma semana antes do “dia D”. Se houver atrasos e a entrega ficar para abril, Serra participaria da festa, mas não entregaria a obra oficialmente como governador. O tucano já confidenciou esse temor a interlocutores. O prazo-limite para participar de inaugurações de obras é 2 de julho, três meses antes do pleito.

Como o Rodoanel tem uma parcela de investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma também devem estar presentes na festa de inauguração.

Histórico

A construção do trecho sul, com 57 km de extensão, foi iniciada em 28 de maio de 2007. A previsão é de um investimento de R$ 3,6 bilhões, incluindo a construção da rodovia, desapropriações e compensações ambientais. Seu traçado inicia-se no trevo da rodovia Régis Bittencourt, interligando as rodovias Anchieta e Imigrantes.

Em 2009, o Ministério dos Transportes incluiu entre suas principais obras o trecho sul do Rodoanel de São Paulo, no âmbito do PAC. A parcela da União é de R$ 300 milhões.

Outras obras que são vitrines do governo Serra têm previsão de entrega também apertada, em março. As pistas da Nova Marginal Tietê estão prometidas para o fim do mês.

No caso do metrô, o governo prevê entregar, até o fim do mesmo mês, as novas estações Faria Lima e Paulista, as primeiras da Linha 4-Amarela. Ontem, Serra inaugurou a estação Sacomã da Linha 2-Verde do metrô. Na mesma linha, estão previstas as inaugurações das estações Tamanduateí e Vila Prudente antes que o governador deixe o cargo.

Malandragem

“Não acreditamos que haverá atraso. Mas, se houver e o PT quiser se aproveitar, a população sabe que essa é uma característica malandra deles”, afirma o líder do governo Serra na Assembleia de São Paulo, deputado estadual Vaz de Lima.

“Eles não deram o devido crédito para a estabilização que fizemos na economia, para os programas sociais que começamos. No caso do Rodoanel, a Marta [Suplicy, ex-prefeita de São Paulo] não colocou dinheiro, e o governo federal colocou agora, no final. A população sabe quem é o responsável por essa obra: o governador Serra”, complementa o deputado.

Com a conclusão do trecho sul do Rodoanel, o governo paulista estima em 43% a redução no movimento de caminhões na marginal do rio Pinheiros e de 37% na avenida dos Bandeirantes. Os tucanos apostam na obra para dar resposta a um dos maiores problemas dos paulistanos: o trânsito.

Segundo engenheiros ouvidos pela Folha, houve, em 2009, um pedido do governo para que a inauguração fosse antecipada. Porém, as fortes chuvas que atingiram São Paulo prejudicaram o plano.

“Temos constantemente denunciado o fatídico prazo de março, inclusive em questões ambientais. A pressa se tornou uma marca do governo”, afirma o deputado Simão Pedro (PT), presidente da Comissão de Serviços e Obras Públicas da Assembleia. Segundo ele, é “inegável” que há dinheiro do PAC na obra. “Há uma febre eleitoral que afeta os prazos.”

Leia mais

Deslizamento mata três pessoas soterradas em Francisco Morato, Grande SP

Com isso, subiu para 69 total de mortes no Estado por causa das chuvas desde dezembro

Do R7
Filipe Araújo/AEFoto por Filipe Araújo/AE

Grande São Paulo foi novamente atingida pela chuva na quinta-feira
Um deslizamento de terra atingiu, na noite desta quinta-feira (28), duas casas no bairro Aparecida, em Francisco Morato, na Grande São Paulo, e matou três pessoas soterradas.

(Foto: JB Neto/AE) Deslizamento em Francisco Morato, mais vítimas

O soterramento aconteceu por volta das 22h e os corpos de dois idosos e uma adolescente foram encontrados cerca de cinco horas mais tarde, na madrugada desta sexta-feira (29). Outras quatro pessoas que moravam no local do deslizamento conseguiram escapar do desmoronamento.

Com as três vítimas de Francisco Morato e a confirmação da morte de uma criança de 12 anos que caiu em um bueiro na tarde desta quinta e foi arrastada, o número de mortos no Estado de São Paulo por causa das chuvas chega a 69 desde primeiro de dezembro.

Encontrado

No fim da noite de quinta,  o corpo do garoto  que foi arrastado pela água da chuva para dentro de um bueiro foi encontrado no Parque Santo Antônio, zona sul de São Paulo. O corpo estava a cerca de 10 km do local onde desapareceu.

A chuva desta quinta provocou 17 pontos de alagamento na cidade. Toda a cidade de São Paulo entrou em estado de atenção às 14h55. O alerta só foi retirado às 17h05. O estado é decretado quando há riscos de desabamentos e alagamentos na cidade por causa das chuvas.O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) informa que até o final da semana o tempo continuará instável, com chuvas localizadas e pancadas de intensidades moderadas a fortes. A chuva deve dar uma trégua no início da semana que vem na capital e na Grande São Paulo.

Janeiro mais chuvoso

Este mês é o janeiro mais chuvoso na cidade de São Paulo desde janeiro de 1947, de acordo com informações do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). As medições começaram a ser feitas em 1943.

Até as 16h desta quinta-feira (28), foram registrados 468,6 milímetros de chuva no Mirante de Santana, na zona norte da capital. O recorde ainda é o mês de janeiro de 1947, quando choveu 481,4 milímetros. Desde o começo do verão, não choveu em apenas dois dias na capital paulista.

O órgão já contabiliza 29 cidades em situação de emergência: Atibaia, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Caieiras, Caiuá, Capivari, Chavantes, Cotia, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Itapevi, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau, São José do Rio Preto, São Lourenço da Serra, Santa Barbara D’Oeste, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, Sumaré.

Após fortes chuvas, três pessoas morrem soterradas em Francisco Morato

da Folha Online

Atualizado às 07h31.

Um homem, uma mulher e uma adolescente de 15 anos morreram soterrados no município de Francisco Morato (Grande São Paulo) na noite desta quinta-feira (28). De acordo com o corpo de bombeiros, tratava-se de pai, mãe e filha. No início da noite de ontem, fortes pancadas de chuva atingiram a cidade.

O deslizamento aconteceu por volta das 22h desta quinta-feira, mas os corpos só foram encontrados às 5h desta sexta-feira (29). Na casa também estavam outras três pessoas, que foram salvas por vizinhos antes da chegada dos bombeiros.

Algumas pessoas que tentaram ajudar durante o deslizamento também sofreram escoriações, informou os bombeiros.

A casa, que fica na parte de baixo da encosta, próxima ao bairro Represa, foi soterrada após parte da rua de cima ceder em decorrência das fortes chuvas que atingiram a cidade.

Outro deslizamento atingiu o jardim Rosa, também em Francisco Morato, por volta das 2h. O garoto Willian Silva de Oliveira, 10, e a sua mãe sofreram ferimentos leves. O menino foi levado para o hospital Santa Casa do município com um corte na cabeça.

Com os novos dados, sobe para 69 o total de mortes causadas pelas chuvas registradas no Estado de São Paulo desde o dia 1º de dezembro, segundo balanço da Defesa Civil Estadual. Ao todo, 144 municípios já foram atingidos pelos temporais neste período.

Leia mais

Obama tenta mudar foco e gera polêmica na imprensa estrangeira

Atualizado às 12h12

entrada_de_obama_em_discurso_do_estado_da_uniao.JPG
Obama (fora da foto) é aplaudido por membros do Congresso, do governo e da Suprema Corte, ao entrar em salão da Casa Branca para discursar na noite de quarta-feira
(Foto: Pete Souza, da Casa Branca)

Os principais jornais dos Estados Unidos e do Reino Unido destacaram na edição desta quinta-feira o discurso feito pelo presidente norte-americano Barack Obama na noite de ontem. Mas quem não o assistiu fica com a impressão de que o chefe de governo fez dois discursos: um falando que vai mudar sua agenda, e outro dizendo que vai mantê-la como está.

O presidente norte-americano disse explicitamente que mudará o seu foco, da saúde para a economia, priorizando especificamente a geração de 1,5 milhão de empregos, como relataram os jornais norte-americano Washigton Post e britânico The Guardian. O primeiro considera que Obama reformou sua agenda em relação à economia, desta vez reivindicando para si o papel de advogado do cidadão médio (e não só do sistema financeiro).

No entanto, o norte-americano The Wall Street Journal avaliou que Obama, no fundo, adotará “a mesma agenda, mas com roupa mais modesta”. Em análise, o jornal nova-iorquino entendeu que Obama tentou reforçar sua imagem de um presidente que não se submete ao sistema financeiro. “Nós todos odiamos o socorro aos bancos”, disse Obama, explicando que ele continuou os esforços da administração anterior porque foi necessário. Para o WSJ, Obama disse isso para não ser considerado “culpado” pela ajuda às instituições financeiras.

O britânico Financial Times teve uma interpretação parecida com a do WSJ e disse que Obama provavelmente não vai “mudar o jogo”.

O New York Times tentou adotar um tom mais equilibrado em seu editorial. “Ao mesmo tempo em que ele (Obama) não ofereceu uma agenda completamente nova nem uma proposta legislativa de longo alcance, ele lançou um punhado de iniciativas, incluindo planos para promover pequenos negócios com corte de taxas e melhor acesso aos empréstimos bancários”, afirmou o jornal.

As declarações de Obama foram feitas no discurso do Estado da União, em que o presidente presta contas à nação sobre sua atuação no ano anterior e expõe seus projetos para o ano corrente.

Leia a íntegra do discurso (em inglês)

Assista ao vídeo do discurso (em inglês)

Opção Barata: Arena Barueri, a segunda casa dos clubes

Paulo Pinto/AE - 20/1/2010 São Paulo tem bom retrospecto na Arena Barueri

Na semana passada, por exemplo, Portuguesa e Sertãozinho jogaram para apenas 434 pessoas. A renda foi de R$ 9.730,00. O aluguel, portanto, saiu por menos de R$ 200.

A moderna e elegante Arena Barueri, a 31 quilômetros de São Paulo, se transformou na opção ideal para todos os times paulistas com problemas em seus estádios. O São Paulo já confirmou a realização de quatro jogos no período em que o Morumbi vai receber shows internacionais ? a primeira partida é hoje, contra o Paulista. O Palmeiras pretende utilizá-la durante as obras no Palestra Itália, após o Estadual. O Bragantino a elegeu para ser sede de alguns de seus jogos. E a Portuguesa recorreu ao local enquanto o Canindé esteve interditado.

Além da beleza e da praticidade do estádio, tão perto da capital, um outro motivo transforma a Arena Barueri em opção perfeita para qualquer clube em busca de alternativa para mandar seus jogos: o baixo custo do aluguel. “Foi publicado um decreto em Diário Oficial definindo o valor em 2% da arrecadação, isso para qualquer clube, até mesmo para o da cidade”, explica o jornalista José Kalil, secretário de Esportes de Barueri. “O prefeito não queria nem cobrar aluguel, porque a Arena foi criada para proporcionar grandes espetáculos à população. A ideia sempre foi atrair o máximo possível de jogos para cá. Mas, como havia uma obrigação legal de cobrar, definimos o valor simbólico de 2% da arrecadação.”

Simbólico mesmo. Na semana passada, por exemplo, Portuguesa e Sertãozinho jogaram para apenas 434 pessoas. A renda foi de R$ 9.730,00. O aluguel, portanto, saiu por menos de R$ 200. “Claro que não paga o custo. Temos 30 funcionários que trabalham no local, equipe de limpeza contratada e todos os gastos com infraestrutura. Para abrir o estádio, ainda que parcialmente, não gastamos menos de R$ 4 ou R$ 5 mil, dependendo se o jogo for durante o dia ou à noite”, explica o secretário.

Para efeito de comparação, os principais estádios de São Paulo, Morumbi e Pacaembu, são alugados por 12% da arrecadação durante o dia e 15% à noite. Barueri, além dos 2%, cobra R$ 2 mil de quadro móvel, que seria o custo com os funcionários de plantão para dias de jogos, que normalmente ocorrem à noite ou nos fins de semana.

A maior tristeza da cidade, porém, foi ter perdido o Grêmio Barueri, agora alojado na distante Presidente Prudente. “Isso provocou imenso desgaste político e nos deixou tristes”, comenta Kalil. “A verdade de tudo é que o Grêmio Barueri se transformou em empresa e uma empresa sempre busca lucro. Eles optaram pela mudança para Prudente por alguma vantagem econômica que não sei qual é”, diz o secretário. “O que não pode é ficarem dizendo que saíram daqui porque cobrávamos aluguel alto do estádio, do CT e esse monte de bobagens que surgiram. Para se ter ideia, quando estavam aqui, nem esses 2% pagavam, porque o estádio e o CT não estavam totalmente construídos, então, não podíamos cobrar nada. Só agora, com as obras concluídas, é que foi publicado o decreto dos 2% da arrecadação.”

Com tanta gente interessada em desfrutar das vantagens da Arena Barueri, o recorde de público deve ser quebrado em breve. Isso porque a capacidade subiu de 15 mil lugares (da época do duelo entre Barueri e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro de 2009, quando 10.354 pagaram para ver a vitória do time casa por 2 a 0, proporcionando uma renda de R$ 218.720,00) para 27 mil. A queda do recorde, aliás, já tem uma provável data: 7 de fevereiro, no duelo entre São Paulo e Santos.

Anelso Paixão

Jornal Estado de São Paulo

Fonte: Jornal Estadão

Lula é internado em hospital de Recife e cancela viagem a Davos

Lula é internado em Recife e cancela viagem a Davos

Lula discursa durante o Fórum Social Mundial, em Porto Alegre Foto: EFELula discursou em Porto Alegre na noite de terça
Foto: EFE

Celso Calheiros
Direto de Recife
Laryssa Borges
Direto de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma crise hipertensiva na noite dessa quarta-feira e foi internado no Hospital Português, em Recife. Segundo o médico de Lula, Cléber Ferreira, o presidente permanecerá internado até a manhã desta quinta e não vai mais ao Fórum Econômico Global de Davos, na Suíça, onde receberia o prêmio de Estadista Global.

De acordo com o Palácio do Planalto, o presidente passou o dia indisposto e cansado na capital pernambucana. As avaliações preliminares da equipe do médico Cléber Ferreira, que acompanha o presidente, já haviam registrado uma alteração de pressão, e Lula teve de passar por uma bateria de exames. O diagnóstico de hipertensão foi feito dentro da aeronave presidencial, instantes antes de o presidente embarcar para a Suíça.

No hospital, o presidente se submeteu a exames de eletrocardiograma, raio X do tórax, tomografia do tórax, ecocardiograma e exames de sangue. Ao descartar um quadro clínico grave, a equipe médica recomendou diurético a Lula, que passará a noite internado. Na manhã desta quinta ele irá escolher se fará novas checagens médicas em São Paulo ou em Brasília.

O presidente do Banco Central do Brasil, Henrique Meirelles, irá ao Fórum Econômico Global de Davos em seu lugar. Lula participou de uma cerimônia em memória às vítimas do Holocausto em Recife, na noite dessa quarta, e deveria chegar em Zurique às 12h30 desta quinta.

A ministra da Casa Civil Dilma Rousseff passa a noite no hospital, ao lado do ministro da Comunicação Social Franklin Martins e do ministro de Relações Institucionais, Alexandre Padilha.

Fonte: Portal do Terra

crise no DF : Arruda nega que tenha oferecido R$ 4 mi para aliados enterrarem impeachment na Câmara

MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), negou nesta quarta-feira, por meio de assessores, que tenha oferecido R$ 4 milhões aos deputados da base aliada na Câmara Legislativa local para arquivarem os pedidos de impeachment contra ele.

Em nota à imprensa, os advogados do governador e a Procuradoria do Distrito Federal afirmam que a denúncia é caluniosa e que vai abrir uma ação civil e penal contra os responsáveis.

A informação de que Arruda estaria oferecendo um suposto suborno aos deputados aliados contra o fim dos processos de afastamento provocou nesta quarta-feira o adiamento da eleição para a presidência da Câmara Legislativa e um embate entre governistas e oposicionistas.

O desentendimento começou no início da sessão quando Cabo Patrício (PT) iniciou a sessão levantando a suspeita, com base em informações de um blog, de que Arruda estaria oferecendo R$ 4 milhões para que os aliados enterrassem pedidos de impeachment que a Casa analisa contra ele.

O deputado Paulo Tadeu (PT) aproveitou o discurso do colega e colocou a eleição em suspeita, dizendo que Arruda também deveria ter negociado o novo ocupante da presidência.

“Estamos assistindo uma interferência clara do governador Arruda aqui nesse processo de escolha, que inclusive já tem como certo o nome do deputado Wilson Lima [PR]. Não podemos aceitar a articulação que o governador do DF está fazendo ou fez para impor o seu presidente nesta casa”, disse o petista Paulo Tadeu.

O deputado Geraldo Naves (DEM) saiu em defesa do governador e disse que Cabo Patrício demonstrou mais uma vez que age de forma precipitada no comando dos trabalhos.

O petista se irritou e disse que age de acordo com o regimento, e, portanto, marcaria a eleição para dentro do prazo limite de sete dias. Estamos agindo dentro do regimento da Casa e da Lei Orgânica do Distrito Federal […] Está encerrada a sessão e eu convoco a eleição para o dia 2 de fevereiro. É uma decisão de foro intimo”, disse.

Os governistas convocaram uma reunião de emergência e prometem reverter o cancelamento. “A sessão não está encerrada. Não está encerrada e eu falo como líder”, disse o deputado Batista das Cooperativas (PRP).

O adiamento surpreendeu os governistas, que já tinham entrado em consenso para eleger o deputado Wilson Lima (PR) como o substituto do deputado Leonardo Prudente (sem partido), que foi flagrado colocando R$ 50 mil de suposta propina no terno e nas meias.

Prudente estava afastado pela Justiça do cargo e renunciou na segunda-feira, sem apresentar justificativas. Prudente foi pressionado pelos governistas a entregar a presidência para evitar que o controle das investigações ficasse nas mãos de Cabo Patrício.

Leia mais

Terremoto de magnitude 5,8 atinge região da fronteira Brasil-Peru

Blog da Amazônia por Altino Machado às 6:00 am

Um terremoto com magnitude de 5,8 graus na escala Richter foi registrado pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos, na noite desta segunda-feira, 25, a 230 quilômetros de Cruzeiro do Sul (AC), no extremo-oeste brasileiro.

O epicentro do tremor, ocorrido às 18h52 local (20h52 em Brasília), aconteceu em Pucallpa, no Peru, a 150 quilômetros de profundidade. O terremoto não foi sentido pela população de Rio Branco, a capital do Acre, mas causa preocupações.

-É importante saber como os construtores estão projetando edifícios para que sejam resistentes a terremotos no Acre, especialmente os de múltiplos andares – alerta o pesquisador americano Foster Brown, da Universidade Federal do Acre.

De acordo com Brown, o que importa é a frequência de terremotos na região e a sua energia. Ele sugere que órgãos como a Defesa Civil e o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia avaliem os os riscos.

O Haiti ficou destruído após o terremoto de 7 pontos na escala Richter em 12 de janeiro. Estimativas recentes do governo haitiano falam em mais de 200 mil mortos e 75 mil já foram enterrados.

A capital do país mais pobre do continente americano ficou sob escombros, as instituições ruíram, o Palácio do governo em Porto Príncipe veio abaixo.

Blog da Amazônia e Portal Terra

Leia mais:

Mapas do terremoto

Terremoto no Peru assusta os moradores do Acre

Terremoto de 4,5 graus em Santa Rosa do Purus (AC)

Equipes retiram corpos do mar após queda de avião no Líbano

Soldados libaneses, entre escombros e pertences pessoais dos passageiros a bordo do Boeing 737 (Foto: AFP)

Boeing 737-800 caiu logo após decolar de Beirute, capital do Líbano.
Segundo governo libanês, 90 pessoas estavam a bordo.

Equipes de resgate retiraram do Mar Mediterrâneo nesta segunda-feira (25) corpos de possíveis vítimas do acidente aéreo com um Boieng 737-800 da   Ethiopian Airlines, que caiu logo após decolar de beirute, no Líbano.

Segundo a BBC e a rede CNN, já foram resgatados 23 corpos. A agência Reuters fala em 21 corpos, e a Associated Press registra 34.

A aerovane levava 90 pessoas a bordo e decolou às 2h30 (horário local, 22h30 no horário de Brasília) com destino à capital da Etiópia, Addis Abeba.

Veja mais imagens
A causa do acidente ainda não é conhecida, mas a polícia já descartou a hipótese de terrorismo e avalia que a queda possa ter sido provocada pelo mau tempo. Chovia forte em Beirute no momento da decolagem. O Exército libanês afirmou em um comunicado que o avião estava “em chamas após a decolagem”.

Mapa mostra local do acidente com o avião da Ethiopian Airlines (Foto: Arte/G1)

“O tempo estava, sem dúvida, muito ruim”, disse o Ministro dos Transportes do Líbano, Ghazi Aridi. Segundo ele, a aeronave caiu a cerca de 3,5 km da costa libanesa. Helicópteros e navios vasculham a área em busca de possíveis vítimas e destroços.

Veja vídeos de outros acidentes aéreos

A companhia aérea divulgou uma nota oficial em seu site confirmando que o avião está desaparecido.

Segundo embaixada francesa, a mulher do embaixador da França no Líbano, Denis Pietton, estava no avião.
“Uma equipe já está trabalhando no levantamento de todas as informações pertinentes”, diz o comunicado. “Uma equipe de investigação foi enviada para o local e divulgaremos novas informações assim que recebermos.”
O Ministro dos Transportes declarou que na aeronave viajavam 54 libaneses, 22 etíopes, um iraquiano, um sírio, um canadense de origem libanesa, um russo de origem libanesa, uma francesa e dois britânicos de origem libanesa.

Parentes dos passageiros começaram a chegar no aeroporto de Beirut nesta segunda, muito emocionados. O primeiro-ministro libanês, Saad Hariri, anunciou um dia de luto oficial e pediu o fechamento de escolas entidades públicas.

A aeronave

O Boeing 737-800 tinha oito anos de uso e havia sido arrendado de uma divisão do conglomerado financeiro norte-americano CIT Group, informou a companhia aérea.

“A aeronave tinha manutenção. A última manutenção foi em 25 de dezembro – foi uma checagem normal. Não havia problema técnico nenhum”, disse o executivo-chefe Girma Wake a jornalistas em Adis Abeba, capital etíope. “Ele partiu daqui ontem sem comentário algum. Ele deixou Beirute sem comentário algum”, acrescentou.

A Ethiopian Airlines informou que o esse Boeing 737-800, versão recente do modelo mais vendido da Boeing, havia saído da fábrica norte-americana em 2002, e em setembro de 2009 fora arrendado da empresa CIT Aerospace, parte do grupo de crédito comercial CIT Group.

A CIT, holding bancária e fornecedora de crédito principalmente para pequenas e médias empresas, emergiu recentemente da recuperação judicial nos EUA, resultado da crise financeira global. Nem o CIT nem a Boeing se manifestaram sobre o acidente.

A CIT é um nome conhecido no setor da aviação, gerindo uma frota com mais de 300 aeronaves. Ela fornece arrendamento e financiamento a mais de cem companhias aéreas, de acordo com o seu site.

A Ethiopian Airlines tem outro Boeing 737-800 arrendado, e na semana passada a empresa anunciou que encomendara outros dez para ampliar sua frota.

Foto: Mahmoud Zayyat/AFP