Arquivos Mensais: setembro \30\UTC 2009

Fatec Barueri abrirá vestibular para segunda turma de Comércio Exterior

Unidade de Barueri oferece curso de Comércio Exterior

Unidade de Barueri oferece curso de Comércio Exterior

No próximo dia 7 de outubro (quarta-feira), o Centro Paula Souza inicia o processo de inscrições para o vestibular da Fatec Barueri, da segunda turma do curso gratuito de Comércio Exterior, programado para começar no 1º semestre de 2010. São 40 vagas para o período da tarde e 40 para o noturno. A unidade de Barueri ainda não oferece outros cursos. As inscrições devem ser feitas até as 15 horas do dia 30 de outubro, através da internet: http://www.vestibularfatec.com.br. O valor da taxa (para quem não conseguiu obter isenção ou redução de 50%) será de R$ 70,00, que deverá ser pago com boleto bancário a ser impresso no ato da inscrição. O resultado da solicitação de isenção ou redução da taxa sai no primeiro dia das inscrições (7 de outubro). Os locais das provas serão anunciados a partir de 30 de novembro. O exame será realizado no dia 6 de dezembro (domingo), às 13h30, e a divulgação do gabarito oficial acontece no mesmo dia, a partir das 18 horas. A primeira lista de convocação e da classificação geral sai no dia 18 de janeiro de 2010. No dia seguinte, acontecem as matrículas dos classificados na primeira lista. Construída por Barueri A unidade da Fatec em Barueri foi construída inteiramente com recursos da Prefeitura, que doou o terreno de 11,8 mil m² e investiu R$ 14 milhões. O prédio tem 7,2 mil m² de área construída e conta com: 21 salas de aula, sala de leitura, sala de professores, sala de diretor, inspetores, secretaria, elevadores, 7 laboratórios, auditório para 170 pessoas, biblioteca, quadra coberta e estacionamento.

Fonte na Web: www.barueri.sp.gov.br

Tsunami em Samoa, veja últimas imagens

Barueri está entre as melhores cidades para se fazer uma carreira, diz estudo da FGV

Politica de incentivos e localização privilegiada tem atraído muitas empresas

Politica de incentivos e localização privilegiada tem atraído muitas empresas

Estudo da Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, sob a coordenação do professor Moisés Balassiano, apontou as cem melhores cidades para desenvolver carreiras no País, traçando também um mapa de onde as oportunidades têm crescido e o número de contratações. O estudo foi tema de matéria jornalística do Jornal Hoje, da Rede Globo, na última segunda-feira – que destacou, inclusive, a posição privilegiada de Barueri na pesquisa da FGV.

 

Segundo o estudo, São Paulo e Rio de Janeiro ainda são as duas cidades onde se têm mais oportunidades. Na sequência aparece Vitória, que se destaca pelas áreas de siderurgia, indústria e petróleo.

 

No Sudeste, as capitais não são mais as donas do desenvolvimento. E o estudo destaca, com ênfase, a cidade de Macaé, no Rio de Janeiro, que é puxada pelo setor de petróleo e gás – e Barueri, em São Paulo.

 

A pesquisa mostra que Barueri pulou da 16ª posição no ranking para o 4º lugar, tudo graças à política de atração de investimentos que tem trazido inúmeras empresas para a cidade.

 

Porém, a matéria do Jornal Hoje destacou que não é só a possibilidade de desenvolvimento da carreira profissional que se destaca – em Barueri, também a melhoria da qualidade de vida das pessoas, como enfatizou a diretora de uma empresa de benefícios, que morava na capital há 10 anos, e teve a oportunidade de atuar numa empresa em Barueri.

 

Segundo Clarena Furtado, “foi uma boa oportunidade para a minha carreira. A empresa tem um ambiente profissional igual ao das empresas em São Paulo, mas eu acho que o ambiente dentro da empresa é um pouco mais leve, porque as pessoas ficam menos estressadas”, diz ela, arrematando que com a mudança, hoje tem casa com quintal e piscina, e ainda pode levar os filhos à escola diariamente, sem precisar enfrentar o desgastante trânsito da capital.

 

O prefeito Rubens Furlan comemora esse destaque que a cidade vem alcançando em termos de desenvolvimento de carreiras. “Este resultado é mais uma prova de que Barueri sempre esteve no caminho certo. Mas muito mais pelo que isso representa na vida de cada morador de Barueri, porque sempre trabalhamos buscando bons resultados, mas direcionados exclusivamente ao bem-estar de nossa população”, avalia o prefeito de Barueri.

 

Boas oportunidades

O estudo mostra que, por região, no Nordeste, Recife ganha destaque por causa do porto e do pólo de tecnologia. Mas, os setores de comércio e de serviços prometem boas oportunidades em todos os estados. E atenção para as áreas de alimentos, bebidas, turismo, roupas e calçados.

Assim sendo, eles demandam de profissionais da área de tecnologia, infraestrutura, administradores, pessoal da área administrativa, contadores, e advogados para gestão de contratos, entre outros.
Na região Sul, uma área de destaque é a de tecnologia. A produção de softwares em Florianópolis vem crescendo. Segundo o pesquisador “no Sul e Sudeste a economia é muito diversificada, então você acaba tendo todo o tipo de perfil necessário. Mas, por exemplo, tem um caso que é bem clássico: técnicos e engenheiros na área de petróleo e gás. Acho que agora e por um bom tempo a demanda por esse profissional ainda pode ser bem forte”, diz.

 

Para finalizar, na região Norte, a Zona Franca de Manaus ainda é o grande chamariz. Mas tem também Belém, com boas oportunidades no comércio, no setor industrial, e, principalmente, no turismo, setor que encontra dificuldade para preencher as vagas, precisando buscar fora esta mão-de-obra qualificada.

Fonte na Web: www.barueri.sp.gov.br

Homem é preso em SE por furto de 3 barras de chocolate

Um homem foi preso em flagrante na noite de segunda-feira, em um supermercado de um shopping em Aracaju (SE), por furto de três barras de chocolate no valor de R$ 20.

O furto foi filmado pelas câmeras de segurança e acompanhado pelos vigias do supermercado. Marcos Nascimento Santos foi obrigado a retirar dos bolsos as barras de chocolate furtadas. Em seguida, ele foi conduzido para a Delegacia Plantonista, onde foi registrado o boletim de ocorrência.

Andrea Vaz Direto de Aracaju
Fonte Web: Especial para Terra  www.terra.com.br

Queda de suposto meteorito causa explosão na Argentina

Foto: Diário Los Andes/Reprodução

Foto: Diário Los Andes/Reprodução

Um suposto meteorito surpreendeu os moradores do pequeno povoado de Santa Isabel, na província de La Pampa, Argentina, após causar uma explosão e iluminar o céu no final da tarde deste domingo. O impacto foi tão grande que também foi sentido em General Alvear, na província de Mendoza, a 40 km de Santa Isabel. As informações são do jornal argentino Clarín.

Roberto Trigues, chefe da Defesa Civil de General Alvear, disse ao diário MDZ que a explosão “poderia se tratar de um meteorito”. Segundo ele, análises de rádio determinaram que o ponto de impacto está dentro do triângulo formado pelas localidades de Punta del Agua, Agua Escondida e Cochi-co, uma zona desabitada de 300 mil hectares.

Moradores afirmaram ter visto um objeto cair do céu. “Era dia e se via, no horizonte, uma bola de fogo como se fosse um refletor, caindo. Antes de chegar ao solo, vimos uma explosão que formou nuvens. Algo mais continuou caindo e, em poucos segundos, só se via fumaça”, disse José Luis Cuadrado ao Diário Textual, de La Pampa. No início, algumas pessoas chegaram a pensar que fosse um terremoto, mas logo se descartou a possibilidade.

As autoridades não se preocuparam com o risco de incêndio porque nevou o dia inteiro na região, além de haver muita umidade. Também não há registros de feridos.

Meteoritos
Os meteoritos, chamados incialmente de meteoroides até penetrarem a atmosfera terrestre, são formados por fragmentos de asteroides, cometas ou restos de planetas em desintegração. Estas rochas espaciais podem variar de comprimento, tendo quilômetros de diâmetro ou apenas o tamanho de uma partícula de poeira.

Redação Terra

Bancários mantêm greve e sindicatos pedem encontro para negociação

da Folha Online

Os bancários mantêm nesta segunda-feira, greve por reajuste salarial. Os sindicatos da categoria solicitaram aos bancos a retomada da negociação a partir desta terça-feira. A Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) informou que ainda aguarda uma contraproposta por parte dos funcionários.

Shoppings vão contratar 130 mil temporários para o final do ano
Entrega dos Correios deve ser normalizada em até 10 dias]
Veja a página de empregos da Folha Online

Na última sexta-feira, a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro) afirmou que, dos 137 sindicatos da categoria, mais de 100 aderiram à paralisação. Ainda não foi divulgado balanço nesta segunda-feira.

O bancários reivindicam 10% de reajuste do salário da categoria e garantia de emprego em caso de fusão. Os bancos ofereceram aumento de 4,5%.

Alternativas

Como alternativa para pagamentos de contas, a Fenaban (Federação Nacional de Bancos) informa que uma das maneiras mais cômodas é pelas centrais telefônicas dos bancos.

Os clientes que tiverem dificuldades em pagar contas nas agências também podem recorrer aos canais de atendimento remoto, composto por 170 mil caixas eletrônicas e 108 mil correspondentes não bancários como casas lotéricas, farmácias, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados.

Os bancos ressaltam, ainda, que oferecem serviços de débito automático para pagamento de contas de consumo (água, luz e telefone), além de realizar transações por meio de internet banking e mobile banking –operações por meio de celulares.

A Fenaban informou que essas alternativas funcionarão normalmente, assim como os serviços de compensação de cheques, transferência de recursos via DOC (Documento de Ordem de Crédito) ou TED (Transferência Eletrônica Disponível), o recolhimento de depósitos e pagamentos nos caixas eletrônicos e o abastecimento de numerário desses equipamentos.

Para localizar uma agência ou posto de atendimento bancário em qualquer ponto do país, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) disponibiliza em seu site na internet uma ferramenta de busca e localização de endereços.

Outras notícias sobre economia em Dinheiro

Especial

Fonte na Web: Jornal Folha de São Paulo

Sobem para 9 as cidades em emergência devido às chuvas no Sul; 10 mil deixam suas casas

da Folha Online

Subiu para nove o número de cidades em situação de emergência em decorrência das chuvas que atingem os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina nos últimos dias. Nos dois Estados há registro de mais de 10 mil pessoas foram de suas casas em devido aos temporais.

Em Santa Catarina, os temporais atingiram 29 municípios danificando 4.490 residências. A Defesa Civil informou que as cidades de Antônio Carlos, Biguaçu, Chapecó, Dona Emma, Governador Celso Ramos e Santa Rosa do Sul decretaram situação de emergência e o número de pessoas afetadas pode chegar a 40 mil.

No último balanço divulgado pela Defesa Civil, no início da tarde de hoje, havia registro de 3.878 pessoas fora de suas casas devido às chuvas e ventanias dos últimos dias, dessas, 2.746 são desabrigados e 1.132 são desalojados.

Segundo informações da Defesa Civil, o vendaval que atingiu Santa Catarina nesta madrugada pode ter sido provocado por um tornado. Foram registrados ventos de até 142,5 km/h em Caíbi e 82 km/h km em Araranguá.

Já no Rio Grande do Sul, as ventanias atingiram 17 cidades e fez três decretarem situação de emergência. Segundo a Defesa Civil Estadual, as cidades mais atingidas são Mato Leitão, Venâncio Aire e Tabaí.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, cerca de 6.500 pessoas deixaram suas casas em decorrência das últimas tempestades. Do total, 4.000 são desalojados e 2.500 desabrigados. Também há registro de cerca de 4.000 casas danificadas.

Ontem, um homem morreu e dois desapareceram na região serrana do Rio Grande do Sul, em decorrência do temporal. Rodrigo Monteiro, 34, teve sua caminhonete arrastada ao tentar atravessar uma ponte na região da Cascata do Caracol, em Canela. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu.

Os outros dois homens que estão desaparecidos tentavam cruzar, em um caminhão, uma ponte na região da barragem do Salto, em São Francisco de Paula. O veículo foi arrastado pela enxurrada e os dois ocupantes do veículo sumiram. As buscas continuam nesta segunda-feira.

Já no Paraná, as ventanias atingiram cinco cidades. Segundo a Defesa Civil Estadual, Ibiporã, na região norte do Estado, foi um dos municípios mais atingidos, com 100 residências afetadas e 2 pessoas levemente feridas.

Em Pato Branco, há registro de 20 casas danificadas. Também há registro de danos a residências de Curitiba e Piraquara. Em Londrina, seis casas tiveram danos deixando 120 pessoas afetadas.

Previsão

A semana começa com temporais isolados no Sul do país, especialmente entre o norte e litoral de Santa Catarina e o Paraná, de acordo com o Cptec (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

No norte e nordeste de Santa Catarina poderá ter grande quantidade de chuva. Pode chover forte no Paraná. A temperatura deve cair no Rio Grande do Sul.

Leia outras notícias da editoria de Cotidiano

Especial

Fonte na Web: Jornal Folha de São Paulo

Multinacionais transferem fábricas do exterior para o Brasil

Cerca de 50 empresas solicitaram ao governo federal autorização para trazer suas máquinas para o País.

A crise global provocou um movimento de transferência de linhas de produção ou até de fábricas inteiras do exterior para o Brasil. Cerca de 50 empresas solicitaram ao governo autorização para trazer suas máquinas para o País, revela o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Os pedidos de importação foram feitos por diversos setores como alimentos, têxtil, químico, móveis e mineração. A origem das linhas de produção também é variada: Estados Unidos, Canadá, França, Portugal, Alemanha, Reino Unido. Boa parte das solicitações veio dos fabricantes de autopeças – setor em que o desempenho do mercado brasileiro está muito melhor que o resto do mundo.

É a discrepância entre o Brasil, que já saiu da crise, e os países ricos que provoca as transferências. Com a queda da demanda nos EUA e na Europa, as multinacionais ficaram com capacidade ociosa lá fora. A crise também provocou uma quebradeira de empresas, criando oportunidades para companhias brasileiras comprarem máquinas usadas no exterior por uma fração do preço das novas.

A Coteminas realizou uma das maiores transferências de máquinas do exterior para o País. Depois de adquirir a americana Springs, a empresa, que pertence à família do vice-presidente José de Alencar, desativou nove fábricas nos Estados Unidos. As máquinas foram distribuídas pelas unidades de Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Norte.

“É melhor produzir aqui e exportar para os EUA. E, com a crise, parte da produção que ia para os clientes americanos agora fica no Brasil”, disse o vice-presidente industrial da Coteminas, Pedro Bastos. Entre as vantagens de trazer a produção para o País, estão a qualidade do algodão, o menor custo da mão de obra, e a proximidade com o grupo controlador. Ele conta que a crise tornou as transferências mais complicadas, porque significou perda de empregos para os americanos.

A lista de empresas que estão apostando no Brasil incluiu multinacionais como Nestlé e Motorola. A fabricante de celulares importou da unidade do México a tecnologia para fabricar em Jaguariúna (SP) equipamentos para banda larga sem fio. A produção começou em junho. De acordo com o vice-presidente da área de mobilidade, Eduardo Stefano, os incentivos fiscais e os altos custos de importação foram as razões para produzir localmente. Ele afirmou ainda que o Brasil é carente em tecnologia de banda larga.

A Nestlé trouxe do México uma linha completa para fabricação e envase de água mineral. O maquinário inclui desde a sopradora de garrafas até a empacotadora. A linha desembarcou no Brasil em julho e já está em operação. Com a ajuda das novas máquinas, a multinacional lançou no País a marca de água Nestlé Pureza Vital – a mais vendida do mundo. O objetivo é buscar a liderança no mercado de água mineral paulista, o maior do País com 30% das vendas.

Segundo o secretário de Comércio Exterior, Welber Barral, as empresas decidem as transferências de plantas cada vez mais rápido e o Brasil se tornou o alvo pelo bom desempenho na crise. Ele disse que o governo quer tornar ágil a entrada das linhas de produção no País. Como se tratam de máquinas usadas, o procedimento requer licenças de importação, que demoram de quatro a seis meses para serem liberadas. “Queremos fazer em 30 dias.”

A “importação” de fábricas é polêmica. O investimento é sempre bem-vindo, porque aumenta a produção e cria empregos. Mas ao autorizar a entrada de máquinas usadas, o governo pode desestimular o setor de bens de capital. O movimento de transferência de linhas de produção já provocou reclamações dos fabricantes de máquinas junto ao ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge. “Corremos o risco de sucatear o parque industrial brasileiro. O setor de bens de capital ainda não saiu da crise”, disse Nelson Deduque, diretor de mercado externo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

As empresas argumentam que importar uma linha de produção usada pode reduzir em até 80% o custo do investimento. Isso permite que companhias de médio e pequeno portes também aumentem a produção. “Saiu pela metade do preço. Gastamos US$ 500 mil em máquinas que valem US$ 1 milhão. Foi uma das principais razões da transferência”, disse a coordenadora de comércio exterior das Linhas Bonfio, Rita de Cássia Pereira. A companhia trouxe, em maio, uma linha de produção de fios têxteis. As máquinas pertenciam a uma fábrica desativada no Canadá .

A Bio Springer, fabricante de extrato proteico, composto utilizado em alimentos como macarrão instantâneo, trouxe uma nova linha de produção para o País, que aumentou em 30% a capacidade de sua planta. Segundo Antonio Panzionoto, diretor industrial, a centrífuga veio da República Tcheca e as outras máquinas, da França. “Eram máquinas do grupo. É mais barato do que comprar tudo de novo no Brasil.”

Também há casos de empresas que não atuavam no País e estão chegando por meio de transferência de plantas. A fabricante de móveis portuguesa Iduna vai trazer uma unidade de Braga para Cotia, na Grande São Paulo. “O potencial do mercado brasileiro é grande, mas para ser competitivo é preciso produzir aqui. Além disso, o impacto da crise foi mais violento na Europa”, disse o proprietário da empresa, Alberto Araújo.

Raquel Landim

Fonte: Jornal Estado de São Paulo

Médicos afirmam que Dilma está livre do câncer

serra e dilma 2009

SOLANGE SPIGLIATTI – Agencia Estado

SÃO PAULO – A ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, está “livre de qualquer evidência de linfoma”, segundo nota divulgada nesta segunda-feira pelo Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde estava se tratando há alguns meses.

A ministra esteve no hospital no último dia 24, quando se submeteu a diversos exames para avaliação de seu estado de saúde, após completar tratamento de quimioterapia e radioterapia contra um Linfoma Não-Hodgkin, detectado precocemente (Estádio IA).

Segundo o hospital, a avaliação, coordenada pela Dra.Yana Novis e pelos Drs. Paulo Hoff e Roberto Kalil Filho, revelou que após exaustivos testes foi constatado que o tratamento atingiu o resultado esperado e que a ministra está livre da doença.

Segundo a nota, o estado geral de saúde da ministra é excelente, podendo retornar para sua rotina normal.

Concursos com inscrições abertas nesta segunda somam 50,1 mil vagas

Há cargos para todos os níveis de escolaridade.
Salários chegam a R$ 19.955,40 no TRF da 2ª Região.

Pelo menos 36 concursos públicos em todo o país estão com inscrições abertas nesta segunda-feira (28) e somam 50.156 vagas para todos os níveis de escolaridade.
Além das vagas abertas, há concursos para formação de cadastro de reserva, ou seja, os aprovados são chamados conforme a abertura de vagas durante a validade do concurso.

Os salários chegam a R$ 19.955,40 no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (Rio de Janeiro e Espírito Santo).

Receita Federal

Nesta segunda-feira (28), a Receita Federal abre as inscrições para 450 vagas de auditor-fiscal, um dos concursos públicos mais esperados pelos candidatos. O salário é de R$13.067,00.

A partir de hoje o G1 trará uma série de reportagens que trarão dicas de preparação para o concurso. Desde 2005 a Receita não lançava edital para o cargo, por isso o concurso era bastante aguardado pelos candidatos.

Vejas todas as vagas clique no Link Abaixo:

Vagas e Editais abertos nesta Segunda 28.09.09 – Globo.com